quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

QUEM ERA CRAQUE - MARCILIO SOARES

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES-



É bom contar histórias e lembrar-se de vários nomes que marcaram época e gerações, que através de suas virtudes alcançaram grande expressão no quesito futebol amador. “O nome Marcilio Soares é desconhecido dos desportistas atuais, só os mais antigos o reconhecem, mais quando anunciamos “Marcilio” que jogou futebol de salão” logo à memória de todos os antigos torcedores do nosso futebol fixa na imagem daquele atacante rápido, oportunista e incansável batalhador,  grande jogador de futebol de campo e salão.
Marcilio Soares  nasceu em Campina Grande,  muito jovem começou a jogar futebol de campo no time infantil do Galinho junto a alguns parentes e amigos conforme fotos abaixos:




Com 17 anos já era titular do Campinense. Teve passagens pelo time do 11 de outubro, AABB de futebol de salão, pela seleção da Furne que sagrou-se  campeão dos jogos Universitário em João Pessoa time em que tive oportunidade de jogar ao seu lado.  Até ser convocado para jogar na Seleção Paraibana.

No Campinense fomos tetra campeão da cidade.  Em um elenco que contava com Mago Luciano, Jobedis, Valdir, Giotto, Chó, Wagner, Carlindo, Nego Gilson, Wagner, Geraldo entre outros conforme fotos abaixo desta homenagem. 

Hoje pode se considerar um homem consolidado exerce cargo de grande importância na UFPB.  Marcilio tem sua vida estruturada, pois batalhou e se esforçou para ter tal êxito. 

Marcilio Soares pratica hoje outro esporte (nas areias das praias) e é também responsável pelo encontro dos Amigos de Campina Grande Evento consolidado de nossa cidade, e não quer nem de saber sepróxima sua aposentadoria dos campos amadores e vai continuar a fazer tentos em outra categoria, como veterano e máster. E quando as pernas não mais aguentar este grande guerreiro já deixou sua marca, de grande artilheiro do nosso futebol amador...

Parabéns  MARCILIO. 


 Outras Fotos do Atleta e desportista Marcilio:




Palmeirinha







Marcilio é o primeiro agachado












 RECORTES DE JORNAIS





                          ESTUDANTES


 Marcilio hoje é o responsável pelo encontro dos                      amigos

Seu novo esporte é o frescobol



                          Marcilio me entregando um trofeu  no encontro





  

6 comentários:

Anônimo disse...

Grande Marcílio! Pessoa de boa índole, educado, moço de fino trato. Carismático, possuidor de um futebol muito acima da média. Assisti à partidas memoráveis desse talentoso jogador de futebol. Para ele não tinha diferença, tanto no futsal com nos gramados era um exímio jogador.
E ultimamente nos tem mostrado uma outra grande habilidade, um empreendedor vitorioso. Graças a sua tenacidade e organização, o Encontro a cada ano se supera.
Ao editor, meus parabéns por tão merecida homenagem.
Vadinho

Anônimo disse...

Cada amigo que ganhamos no decorrer de nossas vidas, enriquece-nos..aqui um, Marcílio, mesmo hoje estando longe por trilhar um caminho diferente, sua amizade duplica nossas alegrias...no passado com aquela convivência no esporte, e hoje nos dando este grande presente com a organização do Encontro dos Amigos dos Esportes da nossa terrinha.
Amigo Marcílio, tenho muito orgulho de ser amigo seu, marcado pelo racha do Estadual, viagem ao Paulo Afonso, e ter o privilégio de assistir belas partidas desse time da AABB, feliz de quem teve esse oportunidade...eu tive graças a Deus.
Amigo Jobão, parabéns por mais uma belíssima homenagem...bem merecida!!!
Marcílio...forte abraço,

Jonas didi

Anônimo disse...

Marcilio, sinonimo de craque!

Em Campina Grande tive poucos contatos com ele: racha do colégio estadual e estudantes, quase sempre em lados opostos. Mas, foi em João Pessoa que aproximei-me mais desse exemplo de cidadão. Nas madrugadas de João Pessoa, no campo da ex-Telpa, racha de "Janca", era jogador "iluminado´"! Como sentia-me bem ao jogar ao seu lado! Como era difícil marcá-lo! Bonita história de vida que orgulha a Paraíba.
Marinaldo 17/01/2013

carlinhos disse...

Marcílio:

Residi aqui uma das principais razões da nossa história futebolistica. Valiosa contribuição que o amigo acaba de prestar ao amadorismo da Paraíba, bem como à própria nação brasileira, tão desprovida desses estudos.

Carlinhos 20/01/2013

Anônimo disse...

Conheci Marcílio nos rachas do Colégio Estadual da Prata e, muitas vezes, o vi jogando nos jogos estudantis e pelo time Estudantes. O que o distinguia como jogador era a forma elegante de lidar com a bola e com os colegas, dentro ou fora de campo. Tempos depois, voltei a encontrar com ele em João Pessoa, na UFPB. E mais recentemente, em Campina Grande, por ocasião do Encontro dos Amigos dos Esportes. Acho que, juntos, Marcilio e Jobedis estão desenvolvendo um trabalho de extrema importância para o resgate e a preservação da memória do esporte em Campina Grande. Parabéns!
Fraternalmente,
Benedito Antonio Luciano (Bené)

Anônimo disse...

Eu era apenas um espectador/torcedor mas todo esse filme está gravado na minha mente.Parabens Marcílio é muito bom reviver tudo isso.
Ah,mas na foto da inauguraçao do Amigao(eu tava lá também)pularam o Valdir Fenemê.

Braulio José Tavares

Postar um comentário