sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

QUEM É CRAQUE - MARY PARAIBA

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


O Museu do esporte de Campina Grande hoje sairá da rotina de postagens de antigos craques de nossa cidade,  para postar uma verdadeira craque e musa dos tempos atuais,  que acredito que alegrará nossos conterrâneos e internautas do Brasil e do mundo. 
Diante da pressão do dia a dia, volta e meia às pessoas quer dar um suspiro de novidade e sair da rotina. O que  muitas não sabem é que, além de relaxante, fazer algo novo ou de um jeito diferente é saudável para o nosso cérebro.
Nossa homenageada de hoje trata-se uma das grandes jogadoras de vôlei de nosso Brasil dos tempos atuais e uma campinense da gema. Com o nome de batismo de Mariana Andrade Costa  ou Mari Paraíba  nasceu em Campina Grande, no dia 30 de julho de 1986), 
Por influência de sua mãe, que era técnica de voleibol, Mariana começou a jogar aos 10 anos de idade aqui em nossa cidade. Por se destacar entre as companheiras de equipe, foi contratada para jogar pelo  Sollys/Osasco onde, entre as categorias de base e profissional, ficou por quase seis anos.
Após uma passagem pelo Blausiegel/Pinheiros, onde foi campeã da Copa São Paulo, foi contratada pelo Teuto/AABB Goiânia para a temporada 07/08, onde ficou por pouco tempo, transferindo-se para o São Caetano/Detur.
Para a temporada 08/09 foi contratada pelo Mackenzie/Cia. do Terno, sendo um dos destaques da equipe na Superliga. Seu bom desempenho despertou o interesse do São Caetano, sendo contratada para reforçar a equipe para a temporada 09/10, juntando-se as campeãs olímpicas FofãoMari e Sheilla.
Após o rompimento do patrocínio da farmacêutica Blausiegel com a equipe de São Caetano, Mariana foi contratada pelo Macaé Sports para a temporada 10/11. Na temporada 2011/12, jogou pelo Unilever/Minas.


Em junho de 2012, sem contrato com nenhuma equipe, assinou para ser capa da Playboy Brasil.  Durante a campanha da revista, anunciou que deixaria o vôlei de lado, já que “as jogadoras já estão treinando há mais de um mês, seria difícil entrar no ritmo”, com a possibilidade de voltar a jogar, mas em 2012/13 apenas no exterior "já que o mercado aqui está quase fechado". Também expressou interesse em carreira como apresentadora de televisão.

 Dentro de quadra, Mari Paraíba não estava satisfeita, e por isso decidiu deixar o vôlei no fim da temporada passada. Em pouco tempo, a vida da ex-ponteira do Minas e musa da Superliga mudou. 


Mari Paraíba seguiu a carreira artística, participou de programas de televisão, fez ensaios fotográficos, foi capa da revista Playboy, fez curso de teatro e interpretação e, principalmente, foi em busca da felicidade. O destino promoveu um reencontro, e, alguns meses depois, o esporte voltou a fazer parte da rotina da atleta.

No Encontro dos Amigos de Campina Grande realizada no dia 22 de dezembro de 2012 no Clube Campestre nossa amiga foi uma das apresentadoras e colaboradoras do evento conforme fotos abaixo:

Mary e o grande atleta Nego Gilson


Mary com seu pai o Isnaldo e Bola Targino
Marcelo Soares, Bola e Mary

Mari Paraíba não aguentou ficar longe do vôlei por muito tempo. Aposentada das quadras desde setembro para se dedicar à carreira artística, a ex-ponteira do Minas decidiu tentar a sorte nas areias. Após assistir ao Open do Rio e conversar com amigas como Fernanda Berti, que deixou o Vôlei Futuro para integrar um projeto da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), a musa de 1,80m começou a treinar vôlei de praia.

Mari iniciou o contato com a modalidade no dia 3 de janeiro e ainda não tem previsão de estreia. A ponteira foi um dos destaques do Minas na temporada 2011/2012 da Superliga feminina. Sofrendo com uma lesão crônica no joelho esquerdo, no entanto, a atleta desfalcou o clube nas semifinais da Superliga e assistiu das arquibancadas à derrota para o Osasco por triplo 25/18."Aconteceu tudo de repente, começou com uma brincadeira, estava sentindo falta da rotina, falei com um amigo para gente bater uma bolinha na praia. Ele disse para eu tentar o vôlei de praia, que eu era habilidosa, podia dar certo. Agora estou aqui, foi tudo muito rápido, mas estou super feliz de estar de volta", contou Mari Paraíba.

Em 2012, Mari posou para uma seção de uma revista masculina e, meses depois, foi convidada para estampar a capa da publicação. A musa fez ainda participações em programas de televisão e, de olho na carreira artística, optou por abandonar o vôlei de quadra em setembro.

OUTRAS   FOTOS DA JOGADORA E MUSA MARY PARAIBA



                                             MARY SENDO ENTREVISTADA PELO JÔ







Referências  Bibliograficas

  1. http://globoesporte.globo.com/volei/noticia
  2. http://uolesportevetv.blogosfera.uol.com.br/tag/mari-paraiba/

2 comentários:

Anônimo disse...

Bela saída amigo Jobão...
Tive a oportunidade de conhecê-la pessoalmente quando da minha visita aos amigos de infância, na casa de Waldemar e Zé da Guia na minha querida rua Aristides Lôbo agora no Natal de 2012.
Sua beleza Mary bem acompanhada de sua simpatia e uma simplicidade enorme...agrada os olhos de quem sabe dizer: Mulher..um ser especial!!!

abs Jonas didi

Anônimo disse...

Ah que colírio!!!!
Tá pensando o que...Eu também sou humano. E tem coisas que “mexem” tanto que falta tudo: argumentos, adjetivos o folego...só fica mesmo admiração, contemplação...
Jóbedis, judiação,né...
Vadinho

Postar um comentário