terça-feira, 28 de maio de 2013

MEMÓRIAS ESPORTIVAS DE CAMPINA GRANDE

POR; JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


O crescimento da cidade de Campina Grande está intimamente ligado às atividades esportivas, sociais e culturais do passado que contribuíram para a formação de sua população. Neste sentido, o esporte  assumiu de forma clara um papel muito relevante justamente por estar junto ao dia a dia de cada um de nós, que viveram e ainda vivem nesta maravilhosa cidade.

Resgatar a memória deste esporte é uma importante maneira de contribuir não somente com a sua perpetuação, como também com o reconhecimento das principais características das várias culturas, oriundas de todas as partes da população, e que fazem parte do nosso cotidiano.

Em 2011, a partir chegada do Museu do Esporte de Campina Grande na internet  e no efetivo resgate e disseminação da memória como forma de garantir a perpetuação e crescimento do esporte de nossa cidade,  passamos a investir esforços em prol desta importante causa. A atuação nossa  não foi em vão e rendeu um importante fruto.

Museu virtual do esporte de Campina Grande, é o primeiro museu público exclusivo em prol da memória do esporte de nossa cidade. Os visitantes percebem como a trajetória desse esporte é indissociável da nossa história como grande cidade. 

A construção de nosso futuro só é possível a partir do resgate das experiências vividas no passado. Diante disso, temos trabalhado arduamente ao longo destes primeiros 20 meses de atividade  com ações importantes em prol da perpetuação da memória do esporte de nossa “Rainha da Borborema. 

Este é apenas o primeiro e humilde passo de muitos outros farão com que o futebol e seus grandes personagens recebam seu justo e devido reconhecimento.

Algumas fotos de nossa memória esportiva:




                                                                  JOBEDIS E NEGO GILSON


                                                                     
                                                                     PAULISTANO

                                       JONAS DIDI E MADRUGA (I.M)

                                                RACHA DOS TEIMOSOS
HANDEBOL fFEMININO











sexta-feira, 24 de maio de 2013

QUEM ERA CRAQUE - LULINHA

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


O Nosso homenageado de hoje surgiu no cenário esportivo campinense como um pequeno “raio”, foi fazendo alarde por onde passava. Apesar de ter logo aparecido nos times do bairro do Monte Santo e Bodocongó (jogou nos seguintes times de pelada de nossa cidade: Milionários, Sapateiros, Nacional e no Vila Nova).

Não teria sido logo reconhecido se não tivesse ido para a base do Treze Futebol Clube. O treinador do Galo o “Fei” quando viu a intimidade do moleque com a bola, não teve dúvida, esse é o garoto que eu quero para o meio de campo ou no ataque do Galinho, para os amantes do futebol, simplesmente “Lulinha”. 

Qualidade é que não faltava ao garoto, toque de bola refinado, lançamentos apurados, chute em gol perigoso e uma extraordinária arrancada com velocidade. Na imaturidade dos seus 14 anos, já conquistava o seu 1º título no time de juvenil do Galo da Borborema conforme foto abaixo:

Nos anos consecutivos já estava ajudando a conquistar mais um título. Seu futebol era notável como meia direita e conseqüentemente o seu clube agradecia, já jogando no time profissional com apenas 17 anos continuava a sua coleção de  títulos no Treze sendo Tricampeão da cidade sendo até hoje o único jogador a ganhar 3 anos consectivos o referido






Foi um dos jogadores que mais vezes vestiu a jaqueta Trezeana em sua história, além de ser um dos maiores goleadores do time em todos os tempos. Não há quem conheça um pouco das coisas da equipe galista, e não tenha ouvido falar do craque que dedicou a maior parte da sua carreira, defendendo a equipe do bairro do São José.

Filho doex jogador de futebol Lelé que foi ídolo de alguns times de pelada de Campina Grande e de alguns times profissionais entre eles; Paulistano, Treze, Campinense, Botafogo de João Pessoa,  que entendia o porque do amor daquele menino pelo futebol.

A partir daí, foi cavando um espaço na equipe e conseguiu aos poucos o posto de titular. Desde então, foi uma sucessão de boas apresentações que serviram para registrar seu nome na história do clube, permanecendo até hoje. Defendeu a camisa Trezeanaaté 1988, depois rodou por alguns times da Paraiba e do Brasil entre eles:Botafogo, Atalaia de Bananeira,  Nacional de São Paulo, Ubiratã do Mato Grosso do sul, Cruzeiro de Arapiraca, Icasa de Juazeiro /Ba, Ipanema de Santana de Ipanema Alagoas. Encerrando a carreira em dezembro de 1989 e até hoje tem o Treze como seu time do coração.

Hoje já aposentado da bola mas não do trabalho exerce uma função na UFCG.

Pois é amigos em 86 anos de história, o Treze Futebol Clube talvez nunca teve um atleta que fez tanto sucesso e que conseguiu tamanha identificação com a torcida como Luiz Carlos do Nascimento o “Lulinha”. Considerado um dos grandes jogadores do Treze Futebol Clube de todos os tempos, o craque marcou época na década de 80 e até o presente momento foi o único jogador que passou pelo Treze Tri campeão Paraibano. Neste período, o meia direita conquistou tantas vitórias e teve momentos importantes e prazerosos na carreira que guarda com incrível satisfação, carinho e alegria até hoje.

Outras fotos do Lulinha como atleta:

                Lulinha e´o segundo jogador

Algumas fotos postadas são do site Trezegalo

quarta-feira, 22 de maio de 2013

FOTOS DA MEMÓRIA ESPORTIVA DE CAMPINA GRANDE

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Quando posto fotos, uma homenagem ou alguma matéria aqui no  Museu do Esporte de Campina Grande, a emoção toma conta de mim, talvez por acreditar que jogadores e atletas como estes destas fotos abaixo nunca mais teremos no nosso futebol de pelada aqui em nossa “Rainha da Borborema”. 

Dedico parte da minha vida fazendo este trabalho de memória no nosso futebol, e vocês não imaginam o que sinto em cada matéria realizada.

Há mais de 20 anos de pesquisa para conseguir um acervo histórico com fotografias inéditos, que um dia ainda veremos em documentários em um  livro ou em uma revista, tenho certeza que Deus quer que essa obra seja realizada e assim teremos um pouco da história dos verdadeiros protagonistas do esporte do passado em nossa Campina Grande: 

Outros bons times de pelada do passado de nossa cidade:

                                                                             CENTRAL

MILIONÁRIO
 
                                                                             EVERTON




                                            TIME DE VOLEY DO ESTADUAL DA PRATA


 ESTUDANTES



domingo, 19 de maio de 2013

QUEM ERA CRAQUE - WAGNER ARAUJO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


O futebol do passado me trás lembranças de grandes jogadores, o nome Wagner José de Araujo, hoje poucos saberiam dizer quem foi,  mais se falar “Guiné” aos antigos torcedores e jogadores do futebol de campo e de salão de Campina Grande do passado ai já temos uma referencia.

Um zagueiro que sabia sair jogando e que tinha um pé esquerdo competente. Esta é a melhor maneira de explicar quem era o zagueiro do futebol de salão “Guiné”. O defensor começou jogando no futebol de salão no 11 de Outubro, mas arrebentou mesmo foram anos depois, no Campinense Clube. Era atleta de diversas modalidades de esporte, Voley, basquete, handebol. Futebol de campo e salão e outras no atletismo.

Com essas virtudes surgindo não foi difícil receber um convite para vestir a camisa do Campinense de  Futebol de salão que estava sendo reestruturado pelo técnico Miro Chapeado e depois por Alberto de Queiroz (onde se sagrou campeão da cidade). Depois sempre se destacando com vários grandes jogadores de Campina Grande.

Ainda nos anos 70, o que gostava de curtir uma de meio campista e fazer lançamentos, foi para o Everton Esporte Clube . Atuou em 1974 até no começo da década de 80, o bom marcador acabou decidindo por encerrar a carreira, fechando em definitivo sua trajetória no futebol.

Jogou por alguns anos em tradicionais rachas de Campina Grande o Bola de Ouro
O amigo Se formou em educação física onde se tornou profissional de alguns colégios de Campina Grande e no Campinense profissional.
Guiné é hoje aposentado UFCG,   mas continua batendo suas bolas em alguns rachas de nossa cidade, com seu bom  futebol chegou a fazer história.
Algumas fotos do atleta e desportista Wagner:









Wagner como capitão do time  de futebol de salão

Nenê, Nezuca, Wager, Glauco e o editor Jobedis