sábado, 22 de fevereiro de 2014

Memória Viva do Museu

Boa noite caros amigos,

Queremos deixar aqui neste dia de hoje, nossas sinceras condolências à tudo o que vem acontecendo esses dias. Perdemos um grande marido, pai, sogro, irmão e amigo, mais principalmente perdemos um homem de fé e um grande escritor, que amava o que fazia e que nunca iria deixar que esse "cantinho" acabasse.

Por isso viemos aqui hoje dizer à todos que iremos, aos poucos, continuar com todas as histórias, causos e saudades por ele deixadas aqui, só com uma diferença: seremos nós, a família, que iremos ficar no lugar dele. Não irá ser a mesma coisa porque ninguém nunca será como ele foi, mais iremos sim fazer tudo o que podermos para manter este espaço como sempre foi. Queremos trazer à vocês tudo o que sempre foi mostrado aqui.

Diante disto, precisamos da colaboração e compreensão de todos para nos ajudar a manter a história viva do museu e principalmente manter viva a memoria do grande homem que foi Jobão. 

Pedimos à todos os amigos, colegas e colaboradores, que tiverem alguma história pra contar que nos enviem via e-mail: museuvirtualcg@gmail.com
Informamos à todos que estamos abertos a sugestões, interessados é só entrar em contato via e-mail ou pelos telefones (83)8755.5152 (Bruno Vidal) ou (83)8886.7998 (Laís Ramos)


Att,
Bruno Vidal
Laís Ramos




sábado, 15 de fevereiro de 2014

MISSA DE 7º DIA DE JOBÃO


Hoje, a postagem do blog irá fugir um pouco dos padrões, trazendo com muita tristeza as condolências de um grande escritor, historiador e acima de tudo um profissional do esporte de Campina Grande.
Um escritor, que mesmo em poucas palavras, sabia expressar exatamente aquilo que queria que fosse passado ao seu grande publico, tornando o blog um espaço de recordações e lembranças de todos aqueles que fizeram parte de um mundo que vivia esporte em nossa cidade. É com muita tristeza e com muito pesar que damos esta notícia, se vai um grande escritor e acima de tudo um grande amigo, que sabia expressar em cada palavra seus sentimentos por qual fosse a sua história a ser contada.
Não viemos aqui com o intuito de trazer tristezas e sim com o intuito de mostrar, como ele mesmo fazia, que mesmo longe fisicamente, você ainda permanece em nós.
Jobédis Magno de Brito Neves, Jobão, um jogador profissional, escritor, autor, historiador, pai, marido, irmão, sogro, avô, amigo, dentre tantas, algumas qualidades que o define bem. Um engenheiro Químico da UFCG, que levava seu trabalho com muito amor. Um homem honesto, que sabia como cativar cada um que estivesse ao seu redor, um homem integro cuja palavras sempre de incentivo e de conforto nos tornava um ser humano melhor, um homem de bom coração que nunca se mostrava com raiva ou chateado e sim brincalhão em todas as oportunidades, e acima de tudo, um jogador que começou sua carreira e levou-a sempre consigo, trazendo cada história e palavra em suas homenagens.

A Família de Jóbedis Magno, convida á todos pra a Missa de 7º dia de falecimento


Local: Capela do João Moura


Bairro: São José


Dia: 18 de fevereiro de 2014 (terça-feira)


Hora: 17:30h

“POETAS SÃO ETERNOS DEVIDO ÁS OBRAS QUE REALIZAM... POR ISSO QUE EU ESCREVO. MESMO QUE NINGUÉM VENHA A LER. AO MENOS, NINGUÉM VAI PENSAR COMO EU OU ESCREVER O QUE ESCREVI.”


quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

VELHOS COMPANHEIROS, MUITA SAUDADE...

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES

Homenagens a Ademir, Jorge e Humberto de Campos
Sabe quando bate aquela saudade de tempos passados? Velhos amigos e companheiros de times, pequenas lembranças de partidas inesquecíveis? É que momento estranho é o momento que você percebe que tudo passa rápido demais, que aquela partida que você jogou e o placar podia ser mais dilatado e podia ter sido muito divertido, ou aquela vez que você não quis falar com tais pessoas simplesmente por que estava de "saco cheio", e agora está aí implorando para que esses momentos voltem, é meu amigo não voltam.
O primeiro a falecer foi Jorge Vítima de um acidente automobilístico quando dirigia seu carro pelas estradas do nordeste do país, Ademir nos deixou há poucos anos.
Lembro-me bem que fui convidado por ele para ingressar no seu time de futebol de salão do Estudantes, o Veterano cronista esportivo Humberto de Campos, e aceitei feliz e prontamente, pois iria me juntar a grandes amigos que já faziam parte da equipe do estadual da Prata. Essa equipe se tornou forte, com a participação de nada menos do que integrantes de alguns times de futebol de salão de colégios que aparecem na fotografia abaixo, confirmando a qualidade técnica dos seus integrantes. Com exceção do goleiro veterano Humberto de Campos, todos os outros jogaram nos times do estadual da Prata e do Pio XI, sendo titulares absolutos na melhor formação do time.
A todos aqueles que conviveram harmoniosamente com os saudosos atletas citados, amigos, colegas e familiares, essa minha pequena homenagem. Que DEUS os tenha em seus domínios.

Estas fotos do time titular do Estudantes foi tirada na quadra da AABB, pelo ja fotografo marcos Soares que me presentiou com algumas fotos desta época,  lá pelo início dos anos 70, quando éramos jovens, em uma partida do campeonato de  futebol de salão Estão em pé: Paulinho Virgolino, Ademir (falecido) Zacarias Ribeiro e Jobedis. Agachados estão Jorge, (falecido) Humberto de Campos (falecido) e Gil Silva (ex-jogador do Treze ). Só craques (rsrsrsrsrs).