quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

VELHOS COMPANHEIROS, MUITA SAUDADE...

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES

Homenagens a Ademir, Jorge e Humberto de Campos
Sabe quando bate aquela saudade de tempos passados? Velhos amigos e companheiros de times, pequenas lembranças de partidas inesquecíveis? É que momento estranho é o momento que você percebe que tudo passa rápido demais, que aquela partida que você jogou e o placar podia ser mais dilatado e podia ter sido muito divertido, ou aquela vez que você não quis falar com tais pessoas simplesmente por que estava de "saco cheio", e agora está aí implorando para que esses momentos voltem, é meu amigo não voltam.
O primeiro a falecer foi Jorge Vítima de um acidente automobilístico quando dirigia seu carro pelas estradas do nordeste do país, Ademir nos deixou há poucos anos.
Lembro-me bem que fui convidado por ele para ingressar no seu time de futebol de salão do Estudantes, o Veterano cronista esportivo Humberto de Campos, e aceitei feliz e prontamente, pois iria me juntar a grandes amigos que já faziam parte da equipe do estadual da Prata. Essa equipe se tornou forte, com a participação de nada menos do que integrantes de alguns times de futebol de salão de colégios que aparecem na fotografia abaixo, confirmando a qualidade técnica dos seus integrantes. Com exceção do goleiro veterano Humberto de Campos, todos os outros jogaram nos times do estadual da Prata e do Pio XI, sendo titulares absolutos na melhor formação do time.
A todos aqueles que conviveram harmoniosamente com os saudosos atletas citados, amigos, colegas e familiares, essa minha pequena homenagem. Que DEUS os tenha em seus domínios.

Estas fotos do time titular do Estudantes foi tirada na quadra da AABB, pelo ja fotografo marcos Soares que me presentiou com algumas fotos desta época,  lá pelo início dos anos 70, quando éramos jovens, em uma partida do campeonato de  futebol de salão Estão em pé: Paulinho Virgolino, Ademir (falecido) Zacarias Ribeiro e Jobedis. Agachados estão Jorge, (falecido) Humberto de Campos (falecido) e Gil Silva (ex-jogador do Treze ). Só craques (rsrsrsrsrs). 

7 comentários:

Anônimo disse...

SAUDADE
Sinto saudade da época que não sabia o que era sofrer de amor, do tempo que não existia ilusões amorosas, de quando não tinha que sorrir pra esconder uma lágrima. Saudade daquele tempo que a única preocupação era decidir qual desenho ia assistir ou qual brincadeira ia alegrar meu dia.Dos jogos pelo Everton e Grêmio do "Bacião" e dos amigos da época. E principalmente sinto saudade de ser feliz sem me preocupar com absolutamente NADA

Vadinho

Zeca E Landa disse...

Timaço! Se não me engano é o Estudantes! Paulinho, wladimir, jorge e humberto, ainda me lembro. Os outros, não lembro os nomes,.
há 8 horas · Curtir

Antonio Marcos Barbosa Bezerra disse...

Estudei com Ademir e Jorge. Por onde andam ?

Anônimo disse...

Antonio Marcos, eu também estudei com o Ademir e o Jorge. Mas eles faleceram há muitos anos, ambos em acidentes de carro. Ademir morreu ele e a família.Não estou lembrado do seu nome, pois era muita gente no básico de engenharia na poli. era tudo junto eletrica, civil e mecânica. José Carlos Pereira

Adicionar Amigo disse...

Saudades Pai.... Um dia vamos nos reencontrar juntos no paraíso!
Te amo

Anônimo disse...

Saudades dos meus amigos e contemporaneos de POLI,do Ademir saudades da esposa amiga de infancia Rubia Helena e seu irmao Roberval tbm companheiro de infancia desde o Liceu Paraibano ate engenharia eletrica na POLI. Quase 55 anos de amizade eterna estejam onde estejam,acredito que no ceu ao lado de Deus.

Jose Gomes de Oliveira disse...

Conheci Jobedis nas quadra da vida em Campina Grande. Ele um pouco mais velho do que eu. Ele aluno do Estadual da Parta e eu do Pio XI. Nos encontramos em lados diferentes dos campos. Me fui de Campina Grande e o reencontrei pos-morte. O legado deixado pelos escritos da bola me mantém ligado com a minha terra natal deonde saí há mais de 50 anos e nunca mais voltei. Não faz mal, vamos ver um Nacional e Raposinha pelo campeonato amador agora as 10 horas no Plinio Lemos?

Postar um comentário