segunda-feira, 30 de julho de 2012

QUEM ERA CRAQUE - CHININHA

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Como é bom recordar a presença no elenco de nosso time Everton Esporte Clube de uma peça importante da sua história, o lépido meio atacante Chininha, onde tive oportunidade de atuar junto por algumas temporadas no elenco do rubro verde. Sua presença em momentos alternados deixou sua marca positiva na memória do torcedor.

Pois é amigos esta personalidade e grande  amigo que estou homenageando é o hoje aposentado engenheiro agrônomo Eudes Cipriano o popular Chininha. Vamos fazer um pequeno histórico de sua vida esportiva.

No inicio da década de 60 aparecia um moreninho jogando pela meia direita de alguns times do bairro do São José entre eles o São Jose, o Juventus, a Portuguesa e o Everton com muito destaque. Jogador de muita categoria, ele formou com Sabará, Naninho, Paulo Buchudo e Wallace o ataque do Everton na sua estréia pelos campos de pelada com força e coragem. 

Se havia uma coisa em que o jogador China era bom, era em correr. Atleta rápido passava entre os zagueiros adversários com incrível facilidade. Furava as defesas rivais com muita tranqüilidade e penetrava em quase todos os bloqueios defensivos que os técnicos retranqueiros preparavam para pará-lo.

Apesar da baixa estatura Chininha tinha disposição para enfrentar os zagueiros. Veloz e habilidoso usava essas virtudes para penetrar com facilidade nas áreas adversária para as finalizações, que, na maioria das vezes, resultavam em gol. Chininha era pequeno no tamanho, mas gigante na atuação.

Era meia direita e defendeu a camisa de algumas times do bairro do São Jose e foi um dos fundadores do grande Everton Esporte Clube e foi com as cores do rubro verde com unhas e dentes na década de 60 e começo da de 70. Atuou pela equipe com destaque e foi um dos principais personagens de uma parte da história durante o Campeonato Suburbanos de 1971, quando o nosso Everton foi o campeão da cidade em um campeonato com mais de 60 times inscritos. China chegou a atuar ao lado de craques do passado como que marcaram época na formação do clube do bairro do São José e que permanecem guardados até hoje na memória dos torcedores.

Chininha não foi beneficiado pela natureza no aspecto físico. Em compensação tinha malícia, sutileza e inteligência para se livrar da marcação e surgir sempre no lugar certo para fazer o gol ou um lançamento para os companheiros. A pequena estatura não preocupava. Ali no meio, entre a defesa e o ataque, esse detalhe não tinha tanta influência. 

      
Hoje está aposentado mora em Natal. Era um dos grandes colaboradores do time e vem sempre rever os amigos e familiares.

Algumas fotos do amigo e desportista Eudes Cipriano o popular Chininha.



Juventus  
                                                 
  CHINA É PENULTIMO AGACHADO


Primeiro jogo do Everton em 18.06.1966
                         CHINA É O SEGUNDO AGACHADO


       Edvaldo Morais



                                    CHINA SENTADO EM FRENTE DAS GARRAFAS





                                        CHININHA E AMIGOS NO CALÇADÃO
  

sexta-feira, 27 de julho de 2012

GRANDE ATLETA DO PASSADO - KURURA

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES



Homenagear craques ou desportista do passado é o objetivo principal deste museu. Este nosso homenageado de hoje era e ainda é um grande atleta e cidadão não só dentro das quatros  linhas mas também fora, pela sua educação, respeito e consideração aos seus companheiros e amigos. Falamos de Luiz Roberto Cavalcanti de Oliveira ou simplesmente KURURA como era e ainda é chamado pelos desportista e amigos de nossa cidade.

Como é bom relembrar os feitos desse atleta que foi sempre um exemplo. Os professores e colegas que acompanharam sua trajetória não esquecem os títulos e medalhas que através da qualidade física e técnica deste grande amigo, fez várias equipes vencedoras em quaisquer modalidades que disputasse para atingir muitas conquista e chegar ao topo do pódium.

Kurura foi um dos atletas mais completo do esporte, quem o acompanhou no começo de sua carreira sabe a veracidade dessas palavras, pois disputou em nossa cidade diversas competições de esportes jogou: Futebol de salão, futebol de campo e no atletismo e destacavam-se em provas, sendo elas de velocidade ou percursos longos, saltos de altura ou distancia, arremesso de dado e de peso.

Kurura recorda com alegria os tempos de gurizada quando chutava touceira, e bosta de cavalo e bois nos campinhos para poder correr atrás da bola e com os pés descalço, logo foi convidado jogar em um clube do bairro da Prata de nome Almirante da Prata (fundado no final da década de 50 e inicio da década de 60), onde iniciou sua carreira como atleta de futebol, andou por varias equipes do esteve um grande período no Estudantes, jogou ainda no Grêmio de Nego Roberto,  na seleção de Serra Redonda, Milionário da Bela Vista e no Everton Esporte Clube e nas equipes de atletismo e de futebol de salçao do São Bras onde chegou funcionário.

Kurura jogou por muito tempo no time do Estudantes, fez história no time alvirrubro. Lateral de bom condicionamento físico, grande resistência, muito fôlego e velocidade, Curura foi bem, enquanto defendeu a camisa do Estudantes e ficou na mente dos torcedores, que admiravam também sua raça e vontade de ganhar as partidas, além de sua exaustiva marcação e seu incrível poder de recuperação nas jogadas. O jogador soube fazer sucesso na equipe e demonstrou perante a torcida o seu potencial.

Depois de alguns anos foi jogar no Everton onde  foi eleito presidente do Clube. Os anos passavam e Curura continuava a demonstrar grande vitalidade que fazia inveja a muitos garotos ai sim, consagrado resolveu pendurar as chuteiras do amador e assim o fez. Encerrou sua trajetória no amador com estas grandes conquistas e sempre demonstrando ser um grande desportista, deixando sempre um belo exemplo aos jovens que iniciavam a carreira.

Kurura foi exemplo de disciplina, da fibra, da raça, da amizade e pela compreensão pelas jornadas ingratas que o futebol proporciona a todos aqueles que se entregam de corpo e alma na pratica sadia e salutar do esporte.

O amigo Curura, hoje descansa das lidas do futebol no aconchego do seu lar ao lado de seus familiares e trabalhando na sua firma.

Grande "Kurura", obrigado por tudo que demonstrou de positivo na sua vida e como grande atleta.

ALGUMAS FOTOS DO DESPORTISTA kURURA


KURURA E TONHECA
PARTTICIPANTES DA PRIMEIRA OLIMPIADA OPERÁRIA DE CAMPINA GRANDE, REALIZADA EM PRIMEIRO DE MAIO DE 1968, OS DOIS REPRESENTANDO A CELB, CURURA FOI CAMPEÃO DE ARREMESSO DE PÊSO, CORRIDA DE 100 METROS E DE 200 MTS.SENDO CONSIDERADO O MELHOR ATLETA DA OLIMPIADA, TONHECA FOI SEGUNDO COLOCADO NA CORTRIDA DE 200 METROS.


EM 1969 O MELHOR ATLETA DA COMPETIÇÃO ANTERIOR FOI ACENDER A PIRA OLIMPICA DA SEGUNDA OLIMPIADA DE CAMPINA GRANDE, DESTA FEITA CONSAGRADO OUTRA VÊZ O MELHOR ATLETA DA OLIMPIADA, SENDO CAMPEÃO EM CORRIDAS DE 100 E 200 MTS.SEGUNDO COLOCADO EM 400 MTS. CAMPEÃO DE SALTO DE ALTURA E SALDO EM EXTENSÃO, ARREMESSO DE DARDO, NESTA FOTO ESTOU AO LADO DO EX-VEREADOR MARCONDES SARAIVA E DO MEU LADO ESQUERDO NÃO ME RECORDO O NOME ERA UM FUNCIONÁRIO DA SANBRA PAI DO LATERAL DIREITO DO TREZE GILMAR.




LULU, HUMBERTO DE CAMPOS, KURURA, CARLINHOS, PEDÃO E ZÉ GUEDES. AGACHADOS: CHINA, NATAL, GIL, MARCILIO, BETO E SIMONAL






último o time do primeiro quadro do Estudantes antes de um jogo contra o Atletico da Prata, eis a Escalação-Em pé - Curura, Guedes, Oscarzinho, Humberto de Campos, Geralldo(irmão Nego Bem) Wdilson e Nego Cipa - Agachados : Djalma, Lulinha(Falecido),Nego Bem, Lula(Irmão de Dão) e Jurandir.
KURURA É O SEGUNDO EM PÉ JUNTO A CHICO CATETA, VEMOS AINDA AMADEU, SABARA, SOBRAL, GIL SILVA TODOS ATLETAS DE CAMPINA GRANDE
'                                          Confraternização do Everton
Festa de confraternização do Everton, no BNB Racha do final do Ano no inicio da década de 90 - Alguns pessoas ilustres como; Va. Sa., Ton, Sobral, Wagner, Jonas Didi, Nene, José Iran Cadé , Eliomar,Sabará eoutros.

                                             Time de futebol de salão do Everton
Time de Futsal do Everton no inicio da década de 90 -Escalação - Curura, Ramos, Dércio e Paulo Cezar(Técnico) Agachados Vadinho e China





                                                                  TIME DA SÃO BRAS


ENCONTRO DE AMIGOS DO PASSADO
E para terminar com chave de ouro veja esta foto da confraternização dos amigos do passado brindando as velhas amizades 


ATENÇÃO


EM AGOSTO CAMPINA GRANDE VAI BOMBAR COM UMA GRANDE FESTA PARA OS JOVENS DE HOJE




http://soundcloud.com/djbrunovidal/dj-bruno-vidal-playing-with



terça-feira, 24 de julho de 2012

GRANDE DESPORTISTA - NILSON DE BRITO FEITOZA


POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


24 de Julho é um dia muito especial! É aniversário de alguém que eu admiro e gosto muito! Meu irmão Nilson de Brito Feitoza. Quero aproveitar este  espaço para lhe prestar uma pequena e justa homenagem e lhe desejar meus votos de feliz aniversário de uma forma especial!

Desde pequeno, graças a Deus, sempre tive grandes exemplos em minha vida, mas um sempre se destacou, sendo meu modelo, aquele a quem eu queria copiar, ser igual. Aquele a quem eu pedia conselhos e realmente ouvia. Aquele que me mostrava à vida.

O meu testemunho é que Nilson  é uma pessoa séria, competente, responsável e trabalhador. O seu perfil é de compromisso com o interesse coletivo. Não é de meias conversas, nem de se deixar levar.  É capaz de compreender e dominar a complexidade da administração, sem ter de se enrolar com qualquer uma de questões mirabolantes. É  capaz de brigar com qualquer um para defender um amigo, sua família, seus ideais e opiniões! Durão mas que possui um coração de ouro, enorme! Uma cara séria "por fora", mas um grande cidadão por baixo da casca.  

Refletindo sobre minha vida e vendo o que já fiz, o que me tornei, vejo o que muitos já devem ter visto, que copiei muito de sua história, do que ele  sempre foi e é, do que se tornou. E tenho orgulho disso, pois se hoje sou alguém é porque tive um excelente modelo ao meu lado, meu irmão, meu amigo, meu parceiro dos sábados nas nossas biritas nos nossos encontros semanas fora do trabalho!

Eu estou tendo esta oportunidade de fazer uma homenagem e enfocarei, acima de tudo, a sua simplicidade, a forma como ele agiu e ainda age como chefe e porque ele tinha e ainda tem uma relação quase que paterna com os seus subordinados. Ele não faz injustiça. Pelo contrário, procura saber das necessidades dos funcionários. Isso é importante na direção de qualquer empresa: ter uma boa convivência, uma boa relação e reconhecer os direitos daqueles que convivem com ele. Portanto, eu destaco, na personalidade desse grande homem público, desse grande diretor, desse grande cidadão, a sua simplicidade, o seu engajamento, a sua preocupação com o desenvolvimento de nossa cidade e também tendo filhos como exemplos, sem dúvida alguma que ele carrega no seu coração a alegria e a felicidade de ter criado bem os mesmos. 

Portanto, Nilson você está de parabéns, e eu o felicito por essa homenagem merecida que está sendo feita a esse grande paraibano. 

Palavras é pouco para expressar minha admiração por você, meu irmão, pois elas não são capazes de expressar o sentimento verdadeiro que tenho por você! Além de tudo, de nunca termos brigado, talvez outra pequena discussão, que nem me lembro, você ainda me deu outros maravilhosos presente que são os meus sobrinho e sobrinhas que seguiram seu exemplo de vida!

Agora vamos falar do Nilson Atleta do passado do  desportista do presente.

Nilson embora de pequena estatura era um grande ponta-de-lança do futebol de pelada de nossa cidade. Jogador de  drible rápido e desconcertante, criativo. Para muitos, foi um atacante dos mais valentes. Nos campinhos foi respeitado sem nunca ter amarelado diante de seus adversários e, como todo bom baixinho, era boca dura como ele só. Matador que era não havia um jogo no colégio com outros estudantes sequer em que não fosse convidado para jogar. Tanto que por este motivo, acabou por jogar e fazer gols em diversos jogos  de nossa cidade. 

Um time que deixou muitas saudades em sua lembrança, foi o time do Estudantes. Equipe que ele ajudou a fundar e foi um dos seus artilheiros. Matador que sempre convidado para jogar pelo ime pois era certeza do gols. Conforme foto abaixo:

                            Primeiro Time do Estudantes

Nilson no Ataque do Estudantes

Um "causo" interessante de sua passagem como futebolista: Foi numa partida do Estudantes e o time do São José  em que o lateral esquerdo do time do bairro do São José de nome Henrique de Melo tentou intimidar o Nilson na base da porrada e em uma dividida Nilson foi previnido e a lhe deu um jaca na sua perna direita,  quebrando na hora. Depois deste episódio ele encerrou a sua carreira esportiva, o Estudantes perdeu um de seus artilheiros e Campina Grande ganhou um grande engenheiro.

Após forma-se em engenharia (Ele se formou na Escola Politécnica de Campina Grande da Universidade de Federal da Paraíba. É engenheiro civil da turma de 1964). Tornou-se um profissional liberal na área de saneamento foi diretor Caene de Pernambuco e depois veio para a Sanesa em Campina Grande, depois foi trabalhar na SETESP de São Paulo onde ficou um ano. Foi chamado para ser diretor presidente da Sanesa de nossa cidade. Por sua atuação na frente da empresa campinense  foi chamado pelo governador da Paraiba Ernani Satiro para o cargo de presidente da Cagepa e exerceu com competência a função por quatro anos. 

Conheceu a sua cara metade e braço direito, Olga Amorim (foto), noivou e casou, união da qual nasceu três filhos.  O seio familiar lhe deu tranqüilidade, maturidade, experiência e também uma enorme inquietude sobre a situação da sua terra natal, mergulhada em várias mazelas  que o atormentava e o deixava triste pela situação em que a cidade se encontrava.

Nilson  foi um dos personagens mais vivos na construção da 2ª adutora de Boqueirão, que é o orgulho de todos nós. Ele comandou um grupo de engenheiros profissionais além de milhares de anônimos trabalhadores. Para Nilson construir uma obra como aquela era a grande oportunidade de mostrar o valor do nosso povo. Sua experiência na construção da adutora de Boqueirão é contada em depoimento que faz parte dos arquivos do museu da cidade.Conforme fotos abaixo:





Nilson com o governador Ernani Satiro e convidados na inauguração da segunda adutora de Campina Grande



Adicionar legenda

Talentoso e conhecedor profundo dos segredos da profissão ele está aposentado, mas continua na ativa como Superintendente da Atecel. 

Nilson de Brito Feitoza, o Bispinho para os íntimos  que atinja uma data secular para todo nosso regozijo. Conviver com toda sua seriedade, alegria e o bom amigo que é para nós é uma satisfação imensa. E sabemos hoje que não foi apena no futebol que se destacou. A política então era questão de tempo e de oportunidade, que chegou em 1972, quando quase saiu candidato a prefeitura de nossa cidade, embora não fosse do conhecimento de muitos conterrâneos. 

Abaixo  algumas fotos e recortes de jornais desta época:


Add caption


Add caption





Devido a conjuntura política local, as lideranças dos maiores partidos MDB e ARENA, resolveram fazer uma pacificação na política desta cidade, e, para tanto, escolheriam um técnico sem nenhuma vinculação com estes grupos políticos tradicionais, e esta opção recaiu no nome de NILSON DE BRITO FEITOZA. Ocorre que ele relutou bastante em aceitar esta incumbência.
Ao se aproximarem as convenções destes partidos, chegou ao seu conhecimento, que seria lançado um outro candidato aproveitando uma sublegenda de um dos partidos pois a legislação eleitoral da época, permitia esta alternativa. Ele aproveitou este fato, para retirar a sua candidatura e se livrar do compromisso assumido. 

O jovem engenheiro decidiu demarcar território e fez uma carta abdicando de sua candidatura. Seu parceiro Evaldo Cruz com o qual ia formar a chapa, foi o candidato e atraiu votos de todas as camadas sociais. Com discurso forte e eloqüentes, contagiou uma aguerrida militância, surpreendendo o meio político local com expressiva votação.

Nilson tambem foi chamado para assumir outros cargos importantes como secretario de Estado no governo Cassio Cunha Lima que apesar de honroso e por ter assumido ourtros compromissos (diretor do INSA (Instituto Nacional do Semi Arido),  declinou do convite conforme fotos abaixo:)

Esta é apenas uma pequena homenagem a esse brilhante cidadão pelos seus 72 anos de vida, vividos de forma ética, leal e fiel a seus amigos, com simplicidade e dedicação à sua família. Esse homem é um exemplo a ser seguido e motivo de orgulho para todos nós familiares e amigos.

Só nos resta continuar cultivando os ensinamentos, o exemplo de vida, de homem, de filho, de irmão, de pai, de esposo, de profissional, de tio, sogro, de avô e, se possível, dentro das nossas limitações, tentarmos transmitir a quem nos rodeia uma parte, por menor que seja do legado que deixou o Nilson.
Hoje, só tenho a lhe agradecer e pedir a Deus que continue lhe abençoando, guiando e iluminando sempre, para que continue sendo esse essa pessoa maravilhosa que você é! 

Com a sua humildade e caráter, é de uma gentileza anormal, um verdadeiro gentleman, um exemplo de generosidade. O meu sincero agradecimento e admiração. 


Feliz Aniversário meu Irmão Nilson de Brito Feitoza!


Confira algumas fotos do  menino, rapaz, desportista e cidadão:



Nilson , sua mãe e seis irmãos 




                                          Nilson assinando um projeto na Atecel
                                            Nilson  com sua esposa Olga e seu irmão Hermani

Nilson e a esposa Olga

Nilson e Olga
   Nilson com irmãos, filho e sobrinho
                                                          Nilson e os irmãos



                                 NILSON COM SEUS IRMÃOS HERMANI E JOBEDIS


                                Nilson com esposa, irmãos e familiares

Nilson com seu Filho Pedrito e seu irmão Glauco Kardec no Encontro dos Amigos

Nilson no Encontro de Amigos com seus irmãos Jobedis e Glauco


Nilson , sua esposa Olga Amorim e sua filha Valéria 

                                            Nilson na Cordilheira dos Andes
          Nilson com sua esposa Olga e a filha Valéria e esposo

Nilson. Olga e Valéria

Nilson com a esposa Olga e a filha Flavinha

       Nilson no Calçadão