sexta-feira, 18 de outubro de 2013

QUEM ERA CRAQUE - CARLINHOS MACACO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Dos desafios que tenho lançado nesses dois anos de museu caros internautas amigos, têm encontrado eco e produzido resultados que se traduziram em matérias que até hoje continuam sendo acessadas. Hoje, com muita alegria apresento o depoimento de um dos grandes jogadores de futebol de campo e de salão de nossa cidade, com particular e marcante passagem por várias equipes de nossa Campina Grande, Carlos Ernesto de Melo Filho  o popular Carlinhos Macaco, metódico e cuidadoso, me mandou por email sua historia futebolística em nossa cidade. Começa anotando os detalhes do questionário que lhe enviei e detalhas sua história.

Abaixo o e_mail de sua história futebolística na nossa cidade e algumas fotos para abrilhantar sua narrativa.


Caro amigo Jóbedis,

É com grande prazer e imensa satisfação, que estou lhe enviando a história da minha vida futebolística e de desportista, na época de ouro do futebol de salão e de campo na categoria amador da nossa querida Campina Grande, para o quadro QUEM ERA CRAQUE, do seu excelente blog. Como é do conhecimento do amigo, sempre me destaquei nas equipes que joguei pelo forte chute e pela rapidez que me movimentava e driblava os adversários nos pequenos espaços das quadras de futsal, isso fazendo com que quase sempre conseguia ser artilheiro das competições que participava.

Iniciei no futebol de salão na equipe infantil da AABB, passando logo a seguir para equipe juvenil ,  mesmo com a idade inferior a dessa categoria. Na equipe juvenil sob o comando do técnico Francisco das Chagas,atuei com vários craques da bola pesada como: Mário Overton (in memória), Toinho Lucena, Larry (in memória), Marcílio Macaíba,Edmundo Pereira (in memória). Essa excelente equipe da AABB  tornou-se campeã juvenil da cidade por várias temporadas.

Também atuei em outras equipes de futsal dos colégios que frequentei como:Colégio Diocesano Pio XI em 1973, Colégio Redentorista em 1974 onde fomos campeões nas olimpíadas do exército, Colégio das Damas em 1975 onde fomos campeões das olimpíadas colegiais daquele ano. Em 1976 fui aprovado no vestibular de engenharia civil no campus da UFPB aqui em Campina Grande, começando aí a atuar no time principal de futebol de salão da universidade, jogando ao lado de craques como: Giotto, Nêgo Gilson,Wagner Guiné,Tadeu Bundinha, Dão Barreto, Mário Overton (in memória), Carlindo o goleirão que com seus lançamentos fiz muitos gols. Jogando por essa equipe durante cinco anos consegui conquistar alguns títulos nas olimpíadas universitárias disputadas em João Pessoa e em várias outras competições, conseguindo quase sempre ser o artilheiro desses campeonatos. Foi nesse período que fui convidado pelos amigos Giotto, Nêgo Gilson e do Técnico Lula Cabral, para atuar na equipe de Futsal do Campinense Clube, onde tive a oportunidade e o prazer de jogar ao seu lado e de Marcílio Soares, por pouco tempo, é verdade.

Mesmo sendo Trezeano de coração,como você também é, defendi o time cartola durante quase todo o período que estive na universidade, contribuindo com a conquista de alguns títulos para o clube. Nessa época tive também uma participação na seleção paraibana universitária de futsal sendo convocado pelo técnico Givaldo Leal de Meneses. Em 1982 já tendo concluído o curso de engenharia civil, fui convidado para fundar a equipe de futsal do clube campestre. Já no primeiro ano de fundação essa equipe sagrou-se campeã da cidade, disputando com times como: AABB, Treze, Campinense, Gráfica União,Clube dos Caçadores e outras boas equipes. Nesse campeonato fui o artilheiro da competição.

Quanto a minha participação no futebol de campo, atuei na seleção da cidade de Queimadas no ano de 1977, conseguindo ser campeão da 1ª copa Borborema, patrocinada pelos diários associados,onde contou com a participação de vários clubes e seleções de cidades da Paraíba.

Atuei também pelas equipes do clube campestre, UFPB, Sudepar e vários rachas da cidade como: Bola de ouro, Milionários Ou Vai ou Racha e no Targino jogando aproximadamente 15 anos consecutivos, sendo artilheiro de quase todas as temporadas que participei.Devido a uma contusão no joelho,parei de jogar a quatro anos. Exerço minha profissão trabalhando como engenheiro civil na Suplan, sou casado a 30 anos com a médica pediatra Fátima Gondim, tenho três filhos: Carlos Neto advogado, Marina advogada e Daniel bacharel em ciências da computação. Resido em Campina Grande e ainda sou Trezeano!

Jobão, segue anexo algumas fotos que consegui  achar depois da mudança de casa que fiz em 2008, não conseguindo outras que queria lhe enviar. Aproveito a oportunidade para lhe parabenizar pela excelente contribuição que você está dando a história do futebol de Campina Grande, através do seu conceituado Blog. E por fim lhe agradecer pela lembrança e gentileza de querer homenagear esse seu humilde amigo e companheiro dos tempos de ouro do futebol de salão da nossa querida Campina Grande. Um grande abraço do amigo Carlinhos Macaco.


Em anexo envio algumas das minhas fotos que conseguir guardar e nelas já estão as descrições dos times e pessoas.







O seu Casamento




COM AMIGOS E GRANDES JOGADORES NO ENCONTRO
Abraços a todos

5 comentários:

João Mario disse...

Amigo Carlinhos mais do que justo essa homenagem ao grande amigo, mas principalmente ao crack Carlinhos Macado !
Não tive a honra de jogar ao seu lado, nem contra pois sou de outra geração, mas joguei com seu irmão e grande amigo Saulo Bochechinha, que infelizmente nos deixou a chamado de DEUS .
Saulo foi goleiro do Estudantes e participamos de grandes jornadas !
Grande abraço e valeu Jóbedis pela lembrança, aliás mais que merecida !
Do amigo
João Mário

Anônimo disse...

GRANDE CARINHOS FEZ RAIVA PELO CAMPINENSE JOGANDO CONTRA O TREZE, A RAIVA ERA PORQUE ELE ESTAVA NO TIME DO CAMPINENSE, ERA CRAQUE , UM ABRAÇO DO AMIGO ESPEDITO VILAR, GRANDE HOMENAGEM JOBÃO, AQUELE ABRAÇO.

Eneida Donato disse...

.Jobedis!
É incrível como lembro desta turma toda...isto pra mim,é um bálsamo pra alma!
Obrigado amigo pela lembrança.
Abr

Guilherme de Farias Marques disse...

Amigo jOBEDIS.
Além de brilhante, sua ideia foi por demais oportuna em fazer este museu do esporte de Campina Grande e homenagear os grandes dirigente, você está resgatando com muita justiça os maiores expoentes de nossa história. Sua contribuição é mensurável para com a nossa terra, não apenas como médico e político, mais sobretudo, como amigo, qualidades que lhe constituíram como um dos maiores pesquisadores do esporte de Campina e região.
Parabéns.

Anônimo disse...

Jobão amigo meu irmão...como o Carlinhos mesmo fala..."época de ouro", eu tive que seguir um caminho diferente logo em 1974, vindo morar aqui em Fortaleza, confesso, deixei sim de ver muitos craques juntos jogando entre 1974 até 1977, depois voltei em definitivo em 1982 pra Fortaleza, mas o que é isso, estamos aqui é falando e vendo esta linda trajetória de um grande craque de bola, Carlinhos fala sério, jogar com esta galera aqui postada por vc...não ficava mais fácil, nem precisa responder, num dá tempo, kkkkkk, e mais vc nos dar um oportunidade diante das suas fotos, rever muitos amigos...que conquistar e conservar nos dar uma grande alegria e alegria de viver esse tempo, vendo o nosso que passou numa saudade danada de boa.

Parabéns amigo, vc merece sim esta bela homenagem,

Abs, Jonas didi

Postar um comentário