terça-feira, 4 de dezembro de 2012

CANTINHO DA SAUDADE - ELIAS

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Morre em Campina Grande ex-goleiro do Treze e Campinense

Vítima de um AVC, advogado e ex-goleiro de futebol profissional sofreu parada cardiorrespiratória nesta segunda-feira

Elias Cunha Lima, ex-goleiro, era advogado
O corpo do advogado e ex-goleiro de futebol profissional Elias Cunha Melo  foi  enterrado no cemitério Campo Santo Parque da Paz, na Avenida Assis Chateaubriand, em Campina Grande, às 17h desta terça-feira. Elias  Cunha Melo morreu por insuficiência cardiorrespiratória, no início da noite desta segunda.

Vítima de um Acidente Vascular Cerebral hemorrágico no dia 4 de novembro último, em sua residência, no bairro do Catolé, Elias Cunha Melo, 70, desde então vinha tentando restabelecer a saúde, que teve o quadro complicado por conta da diabetes e instabilidade na pressão arterial.

Na última sexta-feira, 30, voltou a ser internado na UTI do Hospital de Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina, apresentando quadro de infecção generalizada. Transplantado de um fígado há cinco anos, registrou oscilações nos batimentos cardíacos e as taxas de glicose elevadas. Foram detectadas infecções no rim e no pulmão, No início da noite desta segunda-feira, sofreu uma parada cardiorrespiratória fatal.

Ex-goleiro do Treze, Campinense, CSA e Náutico, tendo obtido várias conquistas de títulos nas décadas de 60 e 70, Elias Cunha Melo formou-se em Direito e alcançou grande destaque como advogado criminalista em Campina Grande e no Estado. Foi proprietário da extinta gráfica Maranata. Ex-líder comunitário no bairro de Castelo Branco, chegou a disputar sem sucesso uma vaga na Câmara de Vereadores por três vezes.


Nosso amigo tinha sido já  tinha sido homenageado aqui no museu, para acessar é só copiar o link abaixo e pesquisar n no Museu clicando no lado direito o nome do que voce quer pesquisar, conforme seta abaixo?





Fonte:
http://www.wscom.com.br/noticia/paraiba/MORRE+EXGOLEIRO+DO+TREZE+E+CAMPINENSE-139225

2 comentários:

Anônimo disse...

Fica um sentimento de tristeza pelo ocorrido, meus pêsames a família enlutada!!!

Jonas didi

Hildeman disse...

Meu amigo de infância no bairro do São José, conhecíamos jogando barra barra num campinho que ficava por tras da igreja da Guia, eu, Elias,Tárcito (seu irmão) calango, Navim, irmão de calango, Flávio Borges, e outros, éramos grandes amigos na barra barra de bola de pano, quantas veze não apanhei de minha inesquecivel vó (maequinha)por motivo de confeccionar uma bolinha de pano, como se diz hoje,( era graticante), aprendi a voar para pegar bolas chutadas por Elias, quem ganhasse na disputa da barra barra, iria pagar a cocada preta na bodega de seu mané galego que ficava junto a Cine São José. Fomos crescendo um pouco e descobrimos o Tresinho comandado na época por Toinho Circuito, grande cidadão, jamais me esqueci daquela figura, um verdadeiro apaixonado pelo futebole pelo Treze. No tresinho passei muito tempo sendo reserva de Elias, era menino Imbatível debaixo dos 3 paus. Só depois que vieram buscar êle para o aspirante do Nautico é que tive oportunidades de jogar como titular. Depois de alguns anos ingressei na vida bancária sendo transferido para Alagoas, (1975) aondeaté hoje estou, entretanto, as vezes que me encontrei com o amigo Elias em Campina Grande, me sentia muito feliz por abraçar o meu ídolo. Aprendi a admira-lo como jogador e como coleguinhas que fomos no nosso insquecivel São José. Descansa em paz velho amigo, nos braços de Deus.

Postar um comentário