quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

ÍDOLOS DO FUTEBOL DE CAMPINA GRANDE - RUITER

POR: JOBEDIS MAGMO DE BRITO NEVES


Recomeço hoje outra série de posts, onde irei colocar relatos da história de outro grande jogador que foi ídolo aqui em Campina Grande. A idéia é fazer postagens dessa série histórica de todos os grandes jogadores que passaram pelos nossos times. E para recomeçar, vou falar sobre Ruiter, o artilheiro que superou ninguém menos que Pelé na artilharia da Taça Brasil de 1963, o Campeonato Brasileiro da época.

Falar em futebol de Campina Grande sem mencionar gols e jogadas magistrais de Ruiter, é o mesmo que falar de genialidade, sem falar de Romário, Pelé, Canhoteiro, Garrincha, é o mesmo que falar de música sem citar Dorival Caymmi, Noel Rosa, Djavan, Chico Buarque...... 

Ruiter cunhou seu nome com jogadas fenomenais, fazendo a torcida do Campinense, e depois do Santa Cruz de Recife , gritar seu nome em coro, durante o pouco tempo que jogou por estas equipes. 

Perrnambucano de Pesqueira, Ruiter começou no futebol jogando pelo Motorista, um time de sua cidade natal. Depois, foi comprado pelo Ypiranga de Salvador, o “Mais Querido” do futebol baiano. Marcando seus gols, foi comprado pelo Confiança no início de 1962. Estreou em um amistoso contra o Paulistano, marcando um dos gols da vitória proletária por 2 a 1.

Sendo um centroavante de muita habilidade e velocidade, Ruiter se destacou pela boa finalização e cabeceio. Teve muita importância na campanha do Campeonato Sergipano de 1962, onde o Dragão conquistou o título e ganhou o direito de disputar a Taça Brasil de 1963, principal torneio a nível nacional. E foi na Taça Brasil que Ruiter entrou para a história do futebol brasileiro. Ruiter marcou 9 gols e superou ninguém menos que Pelé na artilharia da competição. Segue abaixo a lista dos gols do artilheiro:

·                          30/07/1963 – Confiança 3×1 Capelense (AL) – Ruiter (2)
   ·                          15/08/1963 – Campinense (PB) 3×4 Confiança – Ruiter (4)
  ·                          25/08/1963 – Ceará (CE) 2×4 Confiança – Ruiter (3)

No Dragão, Ruiter foi novamente campeão em 1963. Em 1964, disputou a Taça Brasil. Depois dessa Taça Brasil, foi comprado pelo Campinense, junto com Roberto e Ticarlos.

No time paraibano, seguiu fazendo seus gols e conquistou o Campeonato Paraibano de 64, terminando o torneio como artilheiro. Em 1965, disputou mais uma Taça Brasil e, claro, marcou seus gols. Tanto destaque fez com que ele fosse comprado pelo Santa Cruz. No time pernambucano, jogou por pouco tempo até ser comprado pelo Bordeaux.

No clube francês, fez história atuando por Quatro temporadas. Jogou ainda outras quatro temporadas no Mônaco. Em 1975, retornou ao Brasil e chegou até a jogar alguns amistosos com a camisa proletária antes de encerrar a carreira.

Ainda pelo Dragão, Ruiter foi novamente campeão em 1963. Em 1964, disputou a Taça Brasil. Depois dessa Taça Brasil, foi comprado pelo Campinense, junto com Roberto e Ticarlos. 


No time paraibano, seguiu fazendo seus gols e conquistou o Campeonato Paraibano de 64, terminando o torneio como artilheiro. Em 1965, disputou mais uma Taça Brasil e, claro, marcou seus gols. Tanto destaque fez com que ele fosse comprado pelo Santa Cruz. No time pernambucano, jogou por pouco tempo até ser comprado pelo Bordeaux. 

No clube francês, fez história atuando por Quatro temporadas. Jogou ainda outras quatro temporadas no Mônaco. Em 1975, retornou ao Brasil e chegou até a jogar alguns amistosos com a camisa proletária antes de encerrar a carreira.

Ficha Técinica e alguns recortes e fotos do Ruiter;

Ficha Técnica
Nome completo: Carlos Ruiter de Oliveira
Data de Nascimento: 
26/03/1943
Cidade: 
Pesqueira (PE) 
Iniciou no esporte: aos 16 anos no Motorista Futebol Clube de Pesqueira-PE;
Encerrou: aos 32 anos de idade;
Posição: Centroavante;
Característica; Habilidade, Velocidade e Finalizações, seu forte mesmo era o Cabeceio.
Jogou nos times: Motorista F. Clube de Pesqueira-PE, Ypiranga-BA, Confiança-SE,Campinense-PB, Santa Cruz-PE, Bordeaux e Mônaco da França, time pelo qual também foi destaque;

Considerado: Um dos grandes jogadores da nossa cidade e um dos grandes atacantes do futebol brasileiro na década de 60 e artilheiro da Copa Brasil de 1963,
como também destaque em todos os clubes que passou!


Títulos:
  • 2 Campeonatos Sergipanos (1962/63)
  • 2 Campeonato Paraibano (1964/65)
Títulos Individuais:
  • Artilheiro do Campeonato Sergipano (1962)
  • Artilheiro da Taça Brasil (1963)
  • Artilheiro do Campeonato Paraibano (1964)
Carreira:
  • Motorista (PE)
  • Ypiranga (BA)
  • Confiança (SE)
  • Campinense (PB)
  • Santa Cruz (PE)
  • Bordeaux (FRA)
  • Mônaco (FRA)
Títulos:
  • 2 Campeonatos Sergipanos (1962/63)
  • 2 Campeonato Paraibano (1964/65)
Títulos Individuais:
  • Artilheiro do Campeonato Sergipano (1962)
  • Artilheiro da Taça Brasil (1963)
  • Artilheiro do Campeonato Paraibano (1964)

                               RUITER NO CONFIANÇA DE SERGIPE
Nota de um jornal de Sergipe na Época

O pernambucano  Ruiter marcou época no futebol do Confiança. Veio do Ipiranga (BA) em 1961 e, logo na estréia mostrou que seria um dos melhores centro-avantes do Nordeste. E provou isto quando na bela campanha do Confiança na Taça Brasil de 1963 foi um dos artilheiros da competição. Bi-campeão pelo time proletário (1962-63) Ruiter foi o artilheiro absoluto, apesar da enorme concorrência. Ainda em 1963 foi negociado pela o Campinense e depois foi vendido ao Santa Cruz de Recife. Pouco depois foi para o Bordeaux de Paris (França) aonde Permaneceu até o final da carreira. 





A CHEGADA DE RUITER NO SANTA CRUZ

                  Bordeaux - França

Jornais da Época
GAZETA DE SERGIPE Aracaju, 28.10.1966

RUITER VENDIDO AO FUTEBOL EUROPEU
O atacante RUITER que em nossa cidade defendeu a equipe da Associação Desportiva Confiança, acaba de ser negociado ao futebol europeu.
O craque foi negociado pelo Santa Cruz, da capital pernambucana, ao BORDEAUX da França,pela quantia de 25 mil dólares correspondendo à moeda brasileira em 55 milhões de cruzeiros.







OBS: Nesta biiografia consta que Ruiter jogou no Nautico coisa que não foi, jogou no Santa Cruz

Fonte:

Fontes:
http://brfut.blogspot.com/2008/11/taa-brasil-1963.html

4 comentários:

Franckin Martins disse...

Apesar de ter jogado no Campinense dava gosto de ver jogar

JAIME DE SOUSA FILHO disse...

Jobedis
COMO É BOM SABER QUE AINDA EXISTEM PESSOAS QUE CULTUAM A SAUDADE DO FUTEBOL DO PASSADO DE CAMPINA GRANDEE, TENHO 45 ANOS, MEU PAI, ERA CONHECIDO COMO FOI UM DOS FUNDADORES DO OLARIA DO CATOLE, EU AINDA ERA PEQUENO PASSEI DURANTE ANOS OUVINDO AS ESTORIAS DESTA EQUIPE, POR LA PASSARAM GRANDES CRAQUES DA NOSSA CIDADE COMO: bOBÔ, tONHO zECA , mARTINHO ENTRE OUTROS,

Osvaldo Pereira Vadinho disse...

Esse dispensa comentários.Simplismente magistral.

Jório disse...

Jobão, Ruiter grande jogador tive o prazer de ser Campeão do Norte e nordeste junto com ele no Santa Cruz que tinha entre outros Araponga, Erandir, Terto,Norberto, Birunga, Luciano Veloso, Uriel e outras feras.

Postar um comentário