sexta-feira, 16 de agosto de 2013

QUEM FOI CRAQUE - PAULINHO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES

Hoje o Museu Virtual do Esporte de Campina Grande faz uma pequena (e justa) homenagem a um pequeno/grande atleta que passou pelos gramados campinenses e por alguns estados nordestinos e que deixou a sua história registrada nos anais do nosso futebol. Paulo Guimarães Costa, o Paulinho, nasceu em Campina Grande, vivendo toda a sua infância e adolescência no bairro do Catolé.

Paulinho foi um jogador que, no início de sua jornada futebolística, poucos acreditavam que iria vingar devido a sua pequena estatura. Ele tinha como característica a velocidade e a habilidade na conduta da bola, além de não ter medo de cara feia. 

Sempre provou que tamanho não era documento, dúvida esta que o treinador do Campinense Clube amador (o Raposinha) na época não tinha depois de vê-lo jogar por alguns times de futebol de pelado do bairro do Catolé entre eles o Olaria, e o convidou para jogar no time do bairro do Zé Pinheiro com apenas 15 anos de idade, onde se sagrou campeão conforme foto abaixo:

   PAULINHO É O PONTA DIREITA

No final os dirigentes e torcedores do time acabaram de reconhecer todo o seu valor definindo-o como uma pedra rara do futebol, tanto que fez parte de um grupo escolhido a dedo pelo próprio treinador do time titular do Campinense para ser titular do time e tornou hexa campeão, com apenas 17 anos de idade em 1965, Destacavam-se dentre eles do elenco os jogadores conforme foto abaixo:

Paulinho era um autêntico driblador e “ciscador”. Jogadas objetivas era o seu forte, por isso, companheiros e torcedores da época achavam que ele rendia muito. Sua facilidade em entortar os adversários impressionava a qualquer um e amedrontava os rivais. Fazendo parte de uma das melhores equipes de todos os tempos do Campinense Clube.

O bom futebol de Paulinho despertou a atenção de vários clubes de outros estados, um deles o Santa Cruz de Recife. Jogou poucos anos no time de Pernambuco. Depois Paulinho Jogou no Sampaio Correia, Botafogo de João Pessoa, Nacional de Cabedelo, onde encerrou a carreira profissional.

Hoje Paulinho é aposentado e possui alguns imóveis alugados no bairro do Catolé.


Algumas outras fotos do Paulinho:



 


4 comentários:

Anônimo disse...

Um ponta direita nato. Sabia tudo da posição. Um verdadeiro craque de futebol. Veloz, inteligente e de uma habilidade ímpar. Com tantas aptidões, foi um dos maiores ponteiro que eu vi jogar aqui em Campina Grande. Deu muitas alegrias aos times que defendeu. E eu tive a satisfação de jogar ao seu lado no “Racha dos Dentes de Leite”. Onde ele fazias não cruzamentos aleatórios, mas verdadeiros passes para nós atacantes finalizarmos na “cara” dos goleiros. Principalmente na meta defendida por “Moça Véia” (in memoriam) era um deleite.
Além dessas qualidades futebolísticas, uma pessoa humana sensacional. Vez por outra nos encontramos lá no reduto “Frutos do Mar”, onde rememoramos fatos e “causos” passados. Um amigão!
Belo e merecido resgate do valoroso atleta Paulinho.

Vadinho

Anônimo disse...

Bom dia,
Por volta de 1978, jogou no Corinthians de Caicó um lateral esquerdo chamado Paulinho. Era baixinho, usava barba e foi trazido pelo técnico Edésio Leitão. Seria esse?

Manoel Renísio

Jobedis Magno disse...

Não amigo este era ponta direita

Carlinhos disse...

Numa decisão entre Olaria de Zezinho Leite e Estudantes no campo do adversário no bairro do catole num domingo pela manhã. Antes de começar o jogo Humberto de Campos me chamou e disse, Carlinhos, encostar em Paulinho que ele é muito veloz, se ele fizer uma careta faça também. Resultado, marquei Paulinho só Deus sabe,no final do jogo, ele entrou pelo meio e chutou forte que Humberto nem viu onde a bola passou um golaço.Olaria Campeão do Pernalongão, um campeonato bastante organizado com vários clubes amadores de Campina Grande. Meu amigo Jobedis, tem a foto do Estudantes com Zezinho Leite com a faixa de campeão. Parabéns Paulinho você fez parte dessa historia.

Postar um comentário