segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

DE VOLTA PARA A SAUDADES - ANOS 70

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES

Ao longo de cerca de 470 matérias e homenagens recordei pessoas, locais e eventos que fizeram parte da minha vida e da vida da cidade. Evoquei a memória de amigos queridos e de personalidades marcantes. Homenageei em vida amigos e pessoas que se destacaram no esporte e na nossa sociedade. Agora quero recordar dos anos 70 em nossa cidade.

Que saudades daquele tempo, das paqueras na Rua Maciel Pinheiro e dos breves namoros e da minha turma. A década de 70 foi marcada por uma grande mudança no comportamento dos jovens que se refletiu na música e na moda. Os homens deixaram de ser formais, ficaram cabeludos, mais coloridos e psicodélicos. As mulheres ficaram mais românticas e despojadas. O conceito de unissex fiou em evidência com as calças boca de sino e sapatos plataforma.

Na década de 70, muitas novidades e fatos inesquecíveis aconteciam no mundo e aqui na “Rainha da Borborema” não podia ser diferente. Eu e muitos jovens na época ouvíamos as belas músicas dos Beatles, Bee Gees, Elton John, John Lennon, Pink Floyd, Roberto Carlos, Chico Buarque, Raul Seixas, Led Zeppelin, e tantos outros que faziam sucesso naquele tempo.

Quem curtiu os anos 70 viveu um momento impar, pois tínhamos bailes bons nos quatro cantos da cidade, fora os “assustados” que se realizavam em casas onde um amigo convidava o outro amigo, ai rolavam os encontros.

Eu e meus amigos que residíamos no bairro do São José, e dançávamos nos bailes, fossem em clubes ou na residência de alguém, nas festinhas de aniversário, formaturas, casamentos, noivados ou qualquer comemoração. Foi uma época inesquecível, em que caminhávamos pelas ruas da cidade, principalmente em cima do baldo do Açude Novo (foto abaixo), em qualquer hora do dia, sem o perigo que vivenciamos atualmente.


Hoje o bairro do São José não é o mesmo. Muito mudado, tanto nas construções como no ambiente, que se tornou mais comercial. Onde, antes, residiam muitos amigos de infância, garotas lindas e rapazes legais; amizades inesquecíveis, quase tudo virou casas comerciais.

Lembro ainda dos jogos colegiais, da banda do colégio e das festa que eram realizados nos clubes sociais de nossa cidade e com os conjuntos formados de nossa cidade conforme foto abaixo dos Falcões, ainda tinha os os Rebeldes,  Sebomatos entre outros:

Na foto vemos: Silvio Soares, Tercio Gadelha (I.M) e Zeca Lopes,  Renan Lima e Túlio Santos.

Os clubes mais tradicionais que promoviam bailes de Carnaval eram: O Campinense Clube; o Ipiranga; o Clube do Trabalhador, o Paulistano Esporte Clube e, posteriormente, a AABB. Sendo que o Campinense era um clube frequentado pelas elites locais (foto abaixo):




bem como o Clube Aliança 31, enquanto os demais eram mais abertos ao público em geral. Nos anos 60, o GRESSE (Grêmio Recreativo de Sargentos do Exército) também promoveu memoráveis festas de Carnaval, Tínhamos pique para pularmos 3 matinês e 4 noites, sem violência com Cuba-Libre e muito frevo.

Tenho a felicidade de ainda manter contato com alguns grandes amigos dos bons tempos.

Gostaria muito de manter contato com outros e outras que viveram conosco as grandes alegrias da juventude, para relembrarmos os grandes jogos colegiais, os bailes de formatura, ir ao cinema e as bagunças aprontadas, os campeonatos de futebol de salão. Assistir filmes no cine Capitólio. As paqueras na Rua Maciel Pinheiro e do ponto final na sorveteria Florida.

Algumas pessoas têm receio de relembrar o passado, mas isto é extremamente saudável, pois nos dá a certeza de que vivemos em uma época em que a nossa querida “Rainha da Borborema” era romântica e não tinha a brutalidade dos tempos atuais.

Estamos chegando nos 6.3 mas a cabeça continua nos anos 70. Tenho montado o meu acervo buscando musicas daquela época na internet. Meu filho pega as musicas e passa para o seu Mp3 e diz que essas músicas são as melhores que ele já ouviu. Isso prova que nossa geração foi privilegiada.

Saudades, saudades, tempo bom... Brincávamos mesmo, éramos felizes sem internet, celular, notebook... Em saber que fiz curso de datilografia, lembram? "adag."... Nossa que saudades, éramos mais simples e provavelmente mais felizes.

Amo ouvir músicas dos anos 70, elas tiravam o maior "barato", mas vocês não sabem como era legal. Nossa que saudades, fico até emocionado, mas o tempo é implacável, a fila anda e com ela somos empurrados para frente. Mas foi bom! Faria tudo de novo e você?

Quando eu ouço as músicas daquela época, logo vem a lembrança dos fatos, das pessoas e dos lugares por onde eu passei. São boas lembranças e espero que todos estejam muito bem em suas vidas.

Sei que alguns já faleceram, Infelizmente, ou felizmente, a vida é como uma roda gigante: uma hora estamos no alto, e outra hora, embaixo; mas o mais importante é que as lembranças ficam gravadas nos fragmentos de nossa memória.

Mas eu não posso terminar sem enfatizar o fato de que o que me levou a escrever este pôster foi o poder com elas trazer os amigos a este espaço nas redes sociais e poder estreitar a distância física e temporal entre todos nós. Situação que terá o seu culminar na Festa do dia 21 do “V ENCONTRO DOS AMIGOS DOS ESPORTES DE CAMPINA GRANDE” que é realizado todos ano e que porventura possamos repetir este ano, se assim o quiserem!


Eu sou saudosista. Uma vez disse e continuo achando que a década de 70 foi a melhor década do esporte amador de nossa cidade, das melhores músicas nacional e internacional. Afinal de contas, eu cresci jogando quase todos os esportes e convivendo com grandes atletas, ouvindo e dançando muitas músicas, dançando nas muitas discotecas da cidade quer mais?

Quando tenho oportunidade, escuto minhas músicas preferidas e fico feliz por "me encontrar" de novo. Sinto que ainda estou muito vivo apesar do ritmo de vida que levamos não nos permitir isso e nos transformar quase que em robôs a serviço de sei lá o quê!

Por isso mando em anexo as musicas que tocavam na nossa juventude nos anos 70 nas Boates de Campina Grande: Skina, Maria Fumaça, AABB,Por isso mando em anexo as musicas que tocavam na nossa juventude nos anos 70 nas Boates de Campina Grande: Skina, Maria Fumaça, AABB, Cartola, Preto e Branco, Wiskisito, Uba Ula entre outras de saudosas memórias.

Um abraço do Jobão a todos amigos que comigo compartilharam os anos 70 em nossa cidade. Escrevam e vamos manter viva a memória da nossa cidade, não esqueçam: RECORDAR É VIVER!!!

Curtam algumas fotos de Campina Grande nos anos 70 e as musicas tocadas nesta bela época:













http://top10mais.org/top-10-musicas-mais-tocadas-nos-anos-70/




15 comentários:

Unknown disse...

Jobedis, agradeço a seleção musical.
Enquanto lia o seu poster, me transportei para o São José: a praça, o cinema, a igreja, ainda teimam em permanecerem vivos dentro de mim.
Como eu brinquei na praça, assisti a todos os filmes de Chaplin, ajudei nas quermesses para a reconstrução da Igreja da Guia.
Os quintais eram fabulosos, brincadeiras, frutas, sonhos, equilibrismos (andavamos em cima do muro)
A Felipe Camarão, rua dos rapazes bonitos. KKKKKK
Pedrinho e Vicente era os colírios das gurias.
Como eu gostava daquilo ali, como eu era livre de rótulos.
Adora, vẽ você jogar.
Um grande abraço
Eliane Maciel

Wdilson Campos disse...

Ah! Anos 70 . . . que saudades. A vida passa . . . mas ficam as lembranças inesquecíveis, estas sim, não passam jamais em nossas memórias. Boa lembrança Jobedis. Boa lembrança

Maria Clara, disse...

Jobedis
Meu nome é Maria Clara, nasci em 1953, na cidade de Campina Grande e nos anos 70 participei ativamentes dos embalos dos sabados nas Boites de nossa querida cidade e depois me trasferir para o interior de São Paulo,
Minha juventude estão marcadas para sempre em minha memória e acho que muitos que
viveram esse tempo intensamente, guardam eternas lembranças.
\parabens por me fazer feliz com este belo resgate de um empo que não volta mais.

Ricardo Amaral disse...

Jobedis
PARABÉNS pelos posts !
Nossa Campina Grande anda em tempos atribulados, mas foi uma encantadora viagem percorrer seu Blog!
Cordial Abraço,
Ricardo

Ronaldo C.Medeiros disse...

Maravilha, dei um passeio pelo passado.
Meus parabéns pelo blog e ficarei atento a atualizações dos posts.
Ronaldo Medeiros Campos

Anônimo disse...

Apresentei seu blog para minha estimada sogra – Célia Cunha (filha do Sr. João Cunha), que é de Campina Grande e ela se encantou e relembrou bons tempos, de uma linda época. Mais uma vez…PARABÉNS !!

Sandra disse...

QUE alegria…quando vi essas lembranças de uma epoca onde fomos muito felizes. Adorei esta viagem atraves do tempo. parabens…bjs Sandra M.

Daniel Dantas disse...

Jobão
Lembro muito bem de voce. voce era um cracaço de futebol de salão Hoje moro em São Paulo, mas, estou muito em Campina grande nas minhas f´rias, principalmente quando no São João fico por ai uns 20 dias mais ou menos, tenho vontade de ficar mais tempo. Estou perto de aposentar e não vejo a hora de poder ficar mais perto dos campinagrandense (sou Trezeano)

Um abraço.

Amarilia, Motta Maia disse...

Jobedis estudei com vc no Gigantão. Voce era um grande atleta. Olha Seu blog está lindo,
Cheguei ao seu site por acaso, mas na verdade não há nada por acaso, não é mesmo? Estou lendo faz horas já. E a cada página uma surpresa. Acabo de encontrar Eneida donato a corredora, minha amiga desde a mais tenra idade. As fotos que ela enviou são um tesouro.
Beijos e serei sua seguidora

Aninha disse...

Jobedis Puxa vida!!! Até chorei…voltei ao tempo. Você reviveu muitas lembranças boas, que hoje conto para meus filhos. Meu nome é Ana Maria e as pessoas me chamam até hoje por Aninha. Morei em Campina Grande dos 9 aos27 anos , andava com a turminha do Colegio das Damas Tenho muitas saudades de todos e hoje moro em Campina Grande e espero voltar para rever as pessoas queridas. . Bjos

Gladiston Costa disse...

jobedis
em primeiro lugar meus parabéns pela iniciativa, atualmente estou morando em em Casa Branca, vou separar algumas fotos que devo ter e te mandar,
grande abraço
Gladiston Costa

Anônimo disse...

Olá Jobedis!!!
Você amigo,como sempre pregando surpresas maravilhosas na vida de todos nós.Cá estou para relembrar um pouquinho deste tempo que foi só nosso e que deixou saudades.
Nós pertencemos a uma geração que deixou saudade.Que viveu a vida com respeito,com charme,
com romantismo e com intensidade. Que navegou em mar de almirante no que hoje chamam de
Anos Dourados.Tivemos lá nossas tormentas,mas soubemos enfrentá-las e vencê-las.Sempre com
o peito aberto,a cabeça erguida e com dignidade.
É, meu amigo,nós pertencemos a uma geração que deixou e santimos saudade.Uma geração que
não teve vergonha e nem medo de ser feliz.
Quanta recordação amigo de tempos que não voltam mais.Namorávamos na matiné dos domingos,
comendo pipocas e dando boas risadas.Esperávamos o filme começar prá buscar a emoção de um
beijo roubado.Hoje,tudo isto perdeu o encanto.O escracho dos motéis acabou com o doce mistério
do escurinho do cinema.
Sabíamos valorizar a amizade,não o interesse.É meu amigo,nossa geração viveu anos dourados de
verdade e intensamente...Com pique,tesão e alegria...E dizer que a gente era feliz e nem sabia.
Obrigado,por nos proporcinar de tantas e diferentes formas um meio de nos tornar mais próximos.
FELIZ NATAL e PRÓSPERO ANO NOVO para todos nós!
Abração...EEneida Donato!

Kelly Pontes disse...

Olá, Jobedis. Me chamo Kelly e sou filha de Luiz conhecido como Luza irmão de Geraldo, Márcio e Nilson. Eles tinham uma banda na década de 60 chamada "Os Capetas". Meu pai também tocou em "Os Rebeldes. Vi que você citou a sorveteria Florida cujo dono, Tio Custódio Miranda era casado com Tia Zuca irmã de minha avó materna Maria Carolina (Carol), ambas eram filhas de Tomás Soares(meu bisavô), engenheiro elétrico que veio de Portugal para implantar a energia elétrica em Campina Grande. Também era filhas Maria Berta e Etelvina e Tomás Junior.

Jobedis Magno disse...

Amiga acho que estudei no Gigantão com Nilson, se vc tiver uma foto dos Capetas mande para o museu que farei uma postagens sobre os conjuntos de Campina Grande, Quanto a Lusa o mesmo ja postei uma foto dele no time do colegio Estadual de futebol de salão que ele era diretor de esporte abraços. meu emial é jobedismagno@hotmail.com

Jose Ribamar Diniz disse...

ola amigo Jobedis
Primeiro venho aqui dizer que o seu portal é muito bom. Meu amigo Ronaldo ( ex goleiro de times de pelada de Campina Grande) me disse sobre este site e agora direto venho acompanhando as noticias sobre o esporte de nossa cidade. Bom, gostaria de dizer pra vc q faz boas materias e se possivel, fazer uma reportagem sobre o campo do Paulistano e do antigo campinense Clube no Zepa ver naquele estado. Vestiarios fedidos e sempre com usuarios de droga dentro dele. E vcs sabem bem que em Campina Grande os campos de futebol de pelada acabaram e a cidade é carente de campo,sendo que tem dois locais ja pronto, apenas precisa de melhorias, coisa q a prefeitura ñ faz. Fica plantando grama em barranco por ai enquanto isso o campão continua abandonado. Obrigado pelo espaço cedido... Abraços

Postar um comentário