segunda-feira, 2 de abril de 2012

QUEM FOI CRAQUE - TOINLIDIO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES

Recebo as fotos do amigo Antonio Lídio Meira o “Toinlidio” e lembro-me do bom futebol amador, não é só do Toinlidio que dá saudade de ver jogar e sim do grupo de atletas que atuaram ao seu lado,bate a saudade, sou saudosista e orgulho-me disso, o passado do bom futebol, reunião de amigos que defendiam suas agremiações com carinho, o bom futebol do passado,  sempre vivi acompanhando varias modalidades mais com destaque o futebol de salão nas quadras da AABB e do Clube do Trabalhador. 


O nosso amigo “Toinlidio” foi um pequeno/grande  zagueiro de boa marcação, rápido na recuperação (gostava de dar carrinho), sabia sair jogando, vestiu varias camisas em nossa cidade com destaque no Palmeirinha time de garotos do bairro da Prata. Teve passagem pelo time do colégio 11 de Outubro e no Campinense, jogou também futebol de campo no time do Internacional e no Estudantes, ganhou vários títulos que ilustraram sua passagem pelo nosso futebol amador e futsal, esta fotos abaixos falam por si só, grande abraço meu amigo Toinlidio.







Toinlidio de centraavante
Toinlidio Agachado com os maigos; João Mario, Pibo, Espedito e Adajardes



11 comentários:

carlinhos disse...

Além de excelente atleta, companheiro, amigo e bom profissional. Jogamos juntos muito tempo, foi o melhor segundo quadro do Estudantes na década de 1970, o ataque era formado por Paulinho Virgolino, Antonio Lidio, Jorjão, Gil e Betinho Malaveia. Você merece Antonio Lídio. Um grande abraço

Anônimo disse...

Amigo meu de infância/adolescência, mesmo Bairro, e praticamente nessa época, sempre jogamos ao mesmo lado, nos mesmo times como: Palmeirinha (o início de tudo em nossas vidas), depois fomos juntos para o Internacional, Campinense Futsal (com aqueles craques Alexandre - Toinho Buraco - Hugo Bala - Cyl - Mazart entres outros)no 11 de Outubro e no Estudantes futebol de Campo, tudo isso e mais as peladinhas de Bairro (estadual da Prata e outros campinhos improvisados em terrenos baldios). Além de jogar bem, nos passava muita confiança. Gostava de suar a camisa, e não admitia derrota, isso era o que nos deixava bastante motivados.
Durante esse tempo de jogos, construimos uma bela amizade, sem interesses de bens, simplesmente amizade pura e sincera.
Nos dias de hoje, embora morando muito distante, em Santa Catarina na cidade de Xanxerê, continuamos na mesma amizade sem interesses, apenas amizades.
E falar nessa figura, Antônio Lídio, é um exemplo de carater, homem honesto, trabalhador, de família bem estruturada e bem relacionado onde quer que ele esteja. . .um grande HOMEM, um grande Amigo que tenho em minha vida!!!
Parabéns Jobão, por mais uma de suas boas e belas Homenagens.

Anônimo disse...

Olha amigo Jobão, mesmo não sendo amigo diretamente ou ter jogado com certos craques, que vc com sua magia presta sua homenagem, é bom a gente ler e ver o quanto é legal para aqueles que rever um amigo, como nós fazemos com outros que são nossos amigos e foram companheiros, mas só em ter visto vc jogar com tanta gente boa, há um grande prazer de participar aqui e rever vc junto a tantos craques desse passado brilhante do um esporte maravilho, parabéns Antonio Lídio, vc merece.
Jonas didi

JOÃO MARIO disse...

Um pequeno grande homem ! Não jogamos juntos porque a idade não deixava...rsrsrs! Mas jogou no ESTUDANTES e sua caracteristica era a raça, vontade de ganhar e marcador implacável.
E concordo com Carlinhos (reserva de Kerequeché), o 2o.quadro do Esc naquela época era muito dificil ser batido, passou praticamente 01 ano invicto!
Amigo de longas datas e é merecida essa homenagem.
E mando abraço para toda a familia em nome dele (o mais velho de todos!)
Valeu seu Antonio Lidio !

Anônimo disse...

Como pude cometer esse grande engano!!! Desculpem-me, o segundo comentário é meu, Marcílio Soares. Esquecí de assinar.

Anônimo disse...

Bom, vamos lá... Desde que me entendo por gente escuto as histórias que o "Toinlidio" conta de Campina Grande, dos times que jogou e do "tal" bairro da Prata.Tem muito orgulho de ter nascido em Campina e de ter os amigos de infância que teve, fala com tanto orgulho dos times, "fulano era muito bom, cigrano marcava muito bem, beltrano era incansável, etc..." Tem mais ou menos dois anos eu conheci Campina Grande e também o "tal" bairro da Prata, tinham que ver a satisfação dele em me apresentar tudo, "nessa casa eu nasci, estudei ali ó, tá vendo aquela praça? jogava bola ali..."e por aí vai, foi empolgante a alegria dele... Hoje a vida lhe deu a oportunidade de poder estar trabalhando na cidade que nasceu,cresceu e tem muito orgulho, tá como uma criança, as vezes ligo pra ele a noite pra falar de trabalho e ele apesar de cansado do dia a dia, tá realizado... Esse "Toinlidio" é como o Marcílio disse no comentário acima, é mesmo um exemplo de homem, caráter sem igual, verdadeiro, honesto, e de coração do tamanho do mundo, é o cara... Agradeço todos os dias por ter vc ao meu lado pai, não saberia expressar o tamanho do meu orgulho e AMOR que tenho por vc... Ah! hoje vejo que qdo falava que jogava bem tinha um pouquinho de verdade, rs... Obrigado "Toinlidio"... bjo do seu filho Eduardo Meira.

Toinlidio disse...

Amigo Jobedis ,

Tentei postar o agradecimento ao seu texto...parece que deu algum problema ....mas , aí vai .

Agradeço aos meus amigos de infância que DEUS me presenteou.... eles forjaram minha personalidade e o meu caráter .
Se sou bom..... devo isso a voces e agradeço pela amizade duradoura que temos , vcs me fortalecem .

Abraços a todos .

ToinLidio .

PS : Marcílio , não precisava assinar... o conheço muito bem . DEUS te proteja , obrigado sempre .

Adalberto Coelho Betinho Mala Véia disse...

Betinho Mala Véia

Meu amigo Tonlídio, que bom rever estas fotos e lembrar daquela época. Que boa época, esperavamos toda semana com ansiedade para chegar o domingo de manhã e jogar prazeirosamente nesta equipe tão armônica.
´Tonlídio além de excelente artilheiro,tinha a maneira de colocar-os sempre livre para marcar. Assim durante dois anos, graças as deixadas maravilhosas dele e de Gil, fui artilheiro dois anos seguidos no Estudante.Era um jogador de muita técnica e visão de jogo, dava gosto jogar com ele.
Meu amigo Tonlídio, sempre lembro daqueles tempos, daquela afinadíssima equipe. Agora lembro Zé Boi, onde estará, atuou muito como goleiro do nosso time, mas sua posição real era centro avante. Gil onde estará Gil?
Vi sua foto atual no site, se Deus quizer no final do ano nos encontraremos na reunião anual aí. Hoje estou morando no Cabo Verde , Africa, mas volto final de maio.
Meu e-mail: cavalcantiadalberto@hotmail.com

Adalberto Coelho Betinho Mala Véia disse...

Caro João Mário, que bom rever fotos do amigo.
Uma correção ficamos mais de dois anos invictos.E perdemos a invencibilidade jogando com o primeeiro quadro do Juventude, graças a uma infelicidade de Carlinhos que atrasou a bola para o goleiro e esta ficou numa poça de água.
Betinho Mala Vé

Anônimo disse...

Como diria o "gozador " João Mário, nesta última foto, estão aí, somados, 473 + 1/2 de anos vivido em Campina Grande, só me lembro de Pibo, dando aquele drible de arrodeio no jumento, que estava estacionado no meio do campo, alí atrás da estacão ferroviária, alí perto do antigo português.

carlinhos disse...

Joguei com esse baixinho no segundo quadro do Estudantes, um goleador nato, ao lado do meu amigo Jorjão. O maior time de aspirantes da década de 1970. Há várias versões quando perdemos a invencibilidade, a questão não foi a poça dágua como disse meu ponteiro direito da época Betinho Mala Veia, nesse dia não choveu, eu atrazei a bola distante para o goleiro Toinho e ele engoliu um frango proporsital combinado com gente do primeiro quadro, prá se ter uma ideia o Juiz da partida foi Humberto de Campos,que já sabia da máfia, para fortalecer o primeiro quadro que sempre jogava incompleto. Então Gil, Carlinhos, Curura e outros foram para o time principal.

Postar um comentário