segunda-feira, 27 de agosto de 2012

QUEM ERA CRAQUE - TADEU BUNDINHA

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Jose Tadeu Bulcão Borba o Tadeu Bundinha.  Outro amigo e companheiro que fazia a diferença. Um ala direita no futebol de salão e um volante como poucos no futebol de campo. Embora de pequena estatura, em campo se transformava e virava um gigante. 

Valente, brioso e de uma técnica apurada. Tive a felicidade de jogar ao seu lado por diversas vezes em alguns clubes, inclusive fomos campeões juntos jogando pelo Campinense de futebol de salão e pela seleção da Pro Reitoria da UFCG nos jogos internos da Universidade Federal de Campina Grande. Jogamos juntos também pelo time do Everton Esporte Clube.

Foi um jogador que, no início de sua jornada futebolística, poucos acreditavam que iria vingar devido a sua pequena estatura e ser bem gordinho. Dúvida esta até mesmo de seu treinador
 do infantil do AABB o falecido treinador o Alberto Queiroz, que no final acabou por reconhecer todo o seu valor definindo-o como uma pedra rara do futebol de salão, tanto que fez parte de um grupo escolhido a dedo pelo próprio Alberto onde se tornou campeão, na categoria infantil, pelo AABB. Destacavam-se dentre eles, Giotto, Tiquinho, Buel entre outros conforme foto abaixo:

   Tadeu Bundinha tinha como característica a velocidade e a habilidade na conduta da bola, além de não ter “medo de cara feia”. Sempre provou que tamanho e um pouco de peso não era documento. Com apenas 12 anos de idade começou a jogar pelo AABB, com o apelido de “Tadeu Bundinha”. Como se destacou, alguns clubes queriam a todo custo o seu passe, caso dos Treze, Campinense e Caçadores. Por sua vontade própria foi para os Caçadores, onde se sagrou vice campeão.

  Tadeu depois jogou no Campinense considerado o "Dream Time" da época, que foi tri campeão da cidade, jogando ao lado do amigo aqui o Jobedis, Cho, Nego Gilson, Gioto, Marcilio Soares, Geraldo Leal entre outros.


  Tadeu Bundinha jogou ainda na seleção universitária da Poli, pelo Everton e foi Campeão do torneio interna de futebol de salão pela equipe da Pro- reitoria ao lado de Jobedis, Sebastião Vieira, Nenê e Lila (infelizmente não tem mais a foto para ilustrar).

  Atualmente é engenheiro civil da UFCG, mas pode orgulhar- se de possuir um histórico esportivo dos mais invejados, tendo em vista ter sido convidado para jogar em todos os clubes relacionados.


   Algumas fotos do pequeno /grande Tadeu Bundinha para ilustrar no seu tempo de atleta e desportista:


SELEÇÃO DA POLI

TADEU E ESPOSA

TADEU COM SUA AMIGA E ESPOSA DE OUTRO CRAQUE O GIOTTO 


















16 comentários:

Anônimo disse...

FALA TADEU, AQUELE GOL QUE VC FEZ FALTANDO 10 SEG. ME MARCOU ATÉ HOJE, VC PELO CAMPINENSE E EU PELO CAÇADOR, TE SAGRANDO CAMPEÃO DA CIDADE, VALEU CAMARADA, UM PEQUENO GRANDE JOGADOR DE MUITA RAÇA E CATEGORIA, LEMBRANÇAS DO AMIGO ESPEDITO VILAR

Edilson David disse...

Adilson David de Barros Taí Tadeu, a semana passada tive com vc e falei da importancia de sua pessoa ser lembrado como craque do salão e da pelada. Mais do que justa esta lembraça. Faltou apenas Jobão dizer de sua passagem pelo Bola de Ouro por longo tempo. Um Abraço

Honório Pedrosa disse...

BELA HOMENAGEM AO MEU AMIGO-IRMÃO-CAMARADA DE ESTUDO, TRABALHO, ESPORTES,"DIVERSÃO E ARTE"(kakaka) THADEU BORBA, MAIS CONHECIDO PELA ALCUNHA DE THADEU BUNDINHA.

ABÇS.
Noro Pedrosa

Anônimo disse...

Amigo Tadeu...o apelido Bundinha vou aqui diante das pequenas palavras que vc fez na minha homenagem, que eu era a alegria da galera,vou aqui fazer meu comentário com uma gréia, esse negócio da gente morar longe, quando nos encontramos com amigos da nossa querida terra, as pessoas que não nos conhecem bem o nosso passado, nos tratam sempre pelo primeiro nome, "já notaram"?, bem: vinha eu aqui na beira mar fazendo um caminhada, e logo atrás uma pessoa falou: Jonas, ouvi mesmo sendo mouco, a ventania da praia me ajudava, soprava dentro do meu ouvido, mas eu gabreiro, não me virei logo, podia ser um mala e tá liso, e dois num dá, kkkkk, depois dele repetir umas 2 vezes, talvez lembrou e disse JONAD DIDI!!! eu me virei rápido e disse é meu amigo, kkkkkkkkkkk, então amigo, se aqui o cara chegar e falar, Jonas didi, vc jogou com Tadeu, ora para que eu responda sim o nome tem vir todo TADEU BUNDINHA, esse sim tive o grande prazer de jogar com ele, meu amigo das cervejinhas lá no Rui depois do jogo do Everton.
Amigão, não é preciso eu falar mais alguma coisa sobre vc, o amigo Jobão de forma memorável já disse tudo sobre sua trajetória, a minha maneira de tratar os amigos sempre foi assim...com gréia, mas com respeito, meu bom bom humor é inesgotável.
Feliz amigão por ver vc firme e forte, abs,
Jonas didi

Thadeu Borba disse...

Valeu Jobão! Muito obrigado pela homenagem, você foi um dos caras que jogando ao teu lado me dava confiança. Eu sempre dizia aos adversários: Se bater em mim, Jobão te pega. Foi um tempo precioso a nossa juventude, olha pelas peripécias que fizemos juntos, eu, você, Vadico, nego Gilson e muitos outros que nos acompanhavam, a galera da UFPB., a galera do Campinense a do Everton (eita gréia, como diz Jonas Didi) sou grato a Deus, pois tenho certeza que ele nos guardou e nos livrou de muitos males. Obrigado aos meus queridos amigos-irmãos que nesta caminhada me propocionaram tantas alegrias. Valeu Jobão! Te amo como amigo e como irmão.

Jobedis Magno disse...

Tadeuzinho vou deixar rolar outros comentários para te responder meu grande amigo

José Oliveira Santos disse...

Jobedis magno

Muito especial seu blog, quanto carinho com nossa cultura, que resgate maravilhoso do nosso esporte do passado.Sempre copio e colo suas postagens daqui do seu blog, e coloco algumas historias suas com as devidas referências e divulgando a fonte!
Parabéns e continue por favor esse lindo trabalho!As palavras de agradecimento do tadeu a sua pessoa me fez chorar cra vc realmente mostra toda sua personalidade.

Sivana ( Las Vegas EUA) disse...

Jobedis
Linda Homenagem ao amigo Tadeu Bundinha.
Porque será que nós aqui de tão longe (EUA) sentimos do mesmo modo essa afeição por voce que agente nem conhece ?
Talvez que pelo ditado : "Amigos dos nossos amigos, nossos amigos são !...
Beijo, Silvana !

Marcílio disse...

Tadeu Bundinha, figura, jogava na inteligencia, frio, e como colega é de um astral contagiante, justissima homenagem. Parabéns
abs
Macaiba

Roberto Guarabira disse...

Como costumamos dizer com os que realmente jogavam bola: -- Tadeu era manso de mais!!!
Apesar da sua minúscula estatura, o seu futebol era de gente grande.Tanto nas quadras, quanto na pelada.
Apesar de aparentemente "redondo" era de uma agilidade extrema e uma habilidade fora do comum.
Era uma verdadeira "bomba chiando" quando se aproximava do gol.
Tive o prazer de jogarmos juntos no Real Campina da Prata e no Bola de Ouro.
Encontro-o sempre no nosso querido Clube Campestre, onde nos finais de semana ele pratica tênis.
Como ser humano é uma pessoa maravilhosa.
Grande abraço meu querido amigo Tadeu e parabéns Jobedis, mais uma vez pela excelente lembrança.

Marcílio Soares disse...

Uma bela homenagem ao amigo Tadeu Borba, que jogava muito bem tanto no Futsal quanto no Futebol de Campo, era bom mesmo, sabia tudo e mais um pouco. Passou por vários times de Futsal em Campina, desde o infantil da AABB até o final de carreira futebolística, por onde jogou sempre manteve uma qualidade de alto nível, pela habilidade e caracteristica de seu jogo envolvente. Fora dos campos e quadras, sempre um excelente amigo, e profissionalmente bem realizado.
Parabéns Tadeu, merecida a sua homenagem pelo atleta que você foi, marcou época!!!

João Mario Correia Costa disse...

Todos já disseram o que representou TADEU no esporte amador, principalmente no FUTSAL !
Apenas digo que me sinto gratificado em tê-lo como grande amigo e companheiro do Tenis nas manhãs de sabado e domingo no Campestre.
Tive ainda oportunidade jogarmos juntos em torneios internos da UFPB e em alguns rachas ! Inteligente, rápido,(ainda hoje no tenis corre como ninguém !)
Excelente engenheiro civil e uma característica das grandes personalidades, humilde e grande amigo !
Quanto ao tenis, técnicamente é um EU, mas também não é nenhum Pato ! kkkkkk!
Valeu Jóbedis pela lembrança !

Anônimo disse...

Tem determinados fatos ocorridos dentro do campo de futebol ou da quadra de futsal que ficam marcados em nossas memórias futebolísticas. Comigo, um que ficou marcado foi durante um jogo de futebol de salão ocorrido na quadra do Campus II da UFPB (atual UFCG). Não recordo o ano. A partida fazia parte de um torneio interno. Tadeu jogava pelo time da PRAI (Pró-Reitoria do Interior). No time da PRAI só tinha craque (Lila, Jóbedis, Sebastião Viera, Tadeu e Nenem) e eu estava jogando como goleiro de um time de qualidade muito inferior ao da PRAI. Em certa altura do jogo, Tadeu, Sebastião e Nenem começaram a trocar passes em frente da área do nosso time. Eu gritava para o pessoal da defesa pará-los na base da força, já que faltava categoria para o desarme na bola. O ataque da PRAI trocando passes e eu me movimentando de um lado para o outro, tentando fechar o ângulo. De repente, resolvi sair do gol e fazer o que estava pedindo ao pessoal da defesa que fizesse. Entrei pra cima de Tadeu como a vaca entrou em Mestre Alfredo. Resultado: foi o drible mais bonito que eu levei durante o tempo que joguei de goleiro e terminei por fazer uma falta desleal em Tadeu e levar um cartão amarelo, quando o mais justo seria o vermelho. Ao terminar o jogo, procurei Tadeu para pedir desculpa pelo meu ato e ele, de forma muito elegante, me desculpou e fomos tomar cervejas juntos.
Valeu Jobão! Homenagem justa ao nosso colega Tadeu.
Benedito Antonio Luciano (Bené)

JOÃO MARIO disse...

Onde se lê : "técnicamente é um EU"
LEIA-SE "técnicamente nã é um EU" !

Keka disse...

Depois de tantos comentários classificando nosso GRANDE PEQUENO HOMEM sobra muito pouco para eu falar, mas posso dizer que foi uma grande alegria ser companheiro deste CRACAÇO no Bola de Ouro e fiz muitos gols com seus passes precisos. É um grande amigo e um excelente pai de família temos muita saudade dele no Bola de Ouro e ainda mantemos a esperança que ele volte ao nosso convívio.
Parabéns Jobão por mais uma justa homenagem.
Um grande abraço ao meu querido amigo TADEU BUNDINHA

Jobedis Magno disse...

Tadeu obrigado pelas palavras realmente somos amigos/irmaos de muitos e muitos se dizem nossos amigos. Mas amigo de verdade, daqueles que guardamos a sete chaves do lado esquerdo do peito, dentro do coração, este não é muito comum. Por isso te digo que você é especial! É singular! É mais que amigo e sim um um irmão!
Tadeu na nossa caminhada pela vida conhecemos pessoas todos os dias, a maioria simplesmente encontramos por acaso, mas algumas são enviadas até nós. Estas se tornam pessoas especiais, cujo vínculo não conseguimos explicar, são as que nos compreendem e que estão sempre ali conosco. E que a cada minuto consegue conquistar mais e mais, com suas varias qualidades reveladas, obrigada por cruzar minha vida e conseguir transmitir um sentimento tão profundo e sincero!
Do seu amigo
Jobão

Postar um comentário