sexta-feira, 28 de junho de 2013

QUEM ERA CRAQUE - HELIO SODRÉ

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Escrever sobre a arte dos grandes atletas que brilharam no nosso futebol. Era o  dever de algum museu histórico da nossa cidade e de quem conhece um pouquinho das suas histórias.  Faço isso por amor a esses grandes atletas, que são esquecidos pelas próprias torcidas, que um dia aclamaram seus nomes nos estádios, mas o tempo e o sem suas  presenças nos campos da cidade, aos poucos são esquecidos. 

E é por isso fiéis leitores deste Museu Virtual do Esporte de Campina Grande, que me dão o prazer imenso de ler essas minhas humildes matérias, que não deixarei que esses artistas, que já fizeram tantos torcedores rirem, chorarem, se emocionarem, gritarem, aplaudirem, xingarem, tudo em nome do futebol, onde o principal ator era ele o jogador.

O Nosso homenageado de hoje surgiu no cenário esportivo campinense como um pequeno/grande jogador. Apesar de ter logo aparecido nos times de bairro conforme foto abaixo.

Faço com uma paixão incalculável, a precisão da significativa missão deles aqui na terra para todos nós Helio Sodré, como era e ainda é  chamado carinhosamente teve o seu sonho realizado, foi jogador de futebol e defendeu o clube mais tradicional  da nossa cidade o Treze Futebol Clube.Sua posição era  de lateral esquerdo, preciso nas antecipações e dono de uma garra impressionante. 

Helio Sodré era baixinho e destacou-se não pela força física, mas pelo jogo simples e objetivo e pela facilidade com que subia ao ataque, algo incomum entre os laterais de sua geração.

Helio Sodré não teria sido logo reconhecido se não tivesse ido para a base do Treze Futebol Clube. O treinador do Galo o “Uray” quando viu a intimidade do atleta com a bola, não teve dúvida, esse é o garoto que eu quero para a lateral do Treze equipe que era o treinador conforme fotos abaixo:


Helio Sodré era baixinho e destacou-se não pela força física, mas pelo jogo simples e objetivo e pela facilidade com que subia ao ataque, algo incomum entre os laterais de sua geração. Foi seleção campinense junto a alguns profissionais de Treze e Campinense em um jogo contra a Portuguesa carioca conforme foto abaixo.


Pode-se considerar o seu maior desempenho em Campina Grande no seu tempo de atleta foi quando formou na zaga do Treze de profissionais, com excelentes atletas, Tomires, Fraga, Braga,Germano e o grande Waldemar  conforme foto abaixo.

 Helio é por nós considerado um vencedor, tanto dentro dos campos de futebol quando atuava como atleta, como na vida cotidiana. Tem recebido algumas provações da vida e sobrevivido com muita é vontade de viver, numa delas perdeu seu querido irmão e grande medico de nossa cidade Luciano Sodré em um acidente de carro, mas, forte na fé na perseverança ele vai passando por esses obstáculos da vida.


Portanto, é notável que todas as pessoas de bem passem por provações diversas para continuar acreditando, que nasceu para dar certo, e com certeza esse grande homem, que deu também muitas alegrias aos seus admiradores e torcedores de seus clubes, que ele pode defender com garra, técnica e seriedade, o coloca hoje sempre seu nome em evidência como um dos nomes que marcaram dentro do nosso futebol.


Outras fotos de Helio Como atleta e desportista




TREZINHO 1964


                                                   Helio e seu amigo Tonheca

4 comentários:

Marcos Soares disse...

Nossos primeiros rachas foram na Praça Teodósio de Oliveira Ledo, em frente à casa do banqueiro Sr. Terto, nos idos de 1950, onde os bancos da praça serviam de traves. Cada racha, um par de sapatos (Vulcabrás).
Depois ele se tornou um excelente lateral esquerdo. Técnico e vigoroso.
Registro merecido.
Abração, Marcos Soares

João Mario disse...

Tiver a satisfação de jogar com Helio no TREZE .
Um dos melhores marcadores que vi atuar, com toda certeza !Jogava com muita raça e tinha uma verdadeiro amor pela camisa do nosso GALO !
Grande amigo e figura humana exemplar.
Só tem um problema, quase não fala..e quando fala quase ninguém houve !!!!!

Homenagem mais que justa !

Hildeman Ribeiro disse...

Tive o prazer de fazer parte do glorioso Trezinho, inicialmente, comandado pelo o saudoso Toinho (circuito como era conhecido)uma grande cidadão e, grande trezeano, estimado por todos nos. Seguido após, pelo saudoso Urai,grande figura, inesquecivel pelos os Trezeanos. Falei primeiro, dos nossos comandantes acima. Agora falo do meu grande amigo Hélio, permita-me amiguinho em tê-lo como amigo, porque toda vida o admirei, não só como colegas de bola, como tb, pela pessoa agradável que vc tornava o nosso ambiente, lá dentro das 04 linhas. Vc toda vida foi uma pessao alegre, sem muita frescura. Todas as vezes que vou a Campina Grande, fico alí pelo o calçadão, sempre pergunto por vc. Tenho muita vontade de vê-lo pra dar-lhe um grande abraço.

Anônimo disse...

Joguei com Hélio Sodré num racha organizado pelo pessoal do Banco do Brasil, no campo do Treze, no início das manhãs de domingo, na primeira metade do decênio de 1980.
Atualmente, vez por outra o encontro no Calçadão ou na Praça da Bandeira. Nessas oportunidades, batemos um bom papo, pois Hélio é uma cara muito simpático.
Um abraço,
Bené (Benedito Luciano)

Postar um comentário