quarta-feira, 21 de setembro de 2011

A HISTÓRIA DO ESTUDANTES SPORT CLUB



POR:  JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Tudo começou em 1956, quando um grupo de jovens estudantes do Colégio Estadual da Prata e alguns amigos resolveram fundar um clube de futebol amador. O clube nasceu como uma entidade sócio-cultural e esportiva.  O vermelho e branco foram as  cores escolhidas. O futebol começou com os jogadores ainda descalços, conforme foto histórica abaixo da primeira equipe do primeiro jogo  no ano 1957  da equipe.  Segundo o ex-jogador João Mario Correia Costa em depoimento ao Museu virtual do esporte Amador  o mesmo se expressa dizendo o seguinte: 


- “Os estudantes ZENON FARIAS) e JOÃO VENÂNCIO (DÃO), foram os que tiveram a iniciativa de colher assinaturas de apoio de diversos amigos também estudantes para a fundação de um time de futebol. As primeiras sessões foram efetuadas na casa de Zenon Farias, que morava na Rua Floriano Peixoto, onde hoje é o COT bem próximo onde se situa o prédio do antigo Hotel Belfran ! 

O Nome

Quanto ao nome, foi escolhido ESTUDANTES porque a totalidade dos que assinaram a lista de apoio eram estudantes !

Os sócios fundadores que estiveram presentes a 1ª. Sessão foram os seguintes:

Os sócios fundadores que estiveram presentes a 1ª. Sessão foram os seguintes:

HAMILTON – MÚCIO – CLODOALDO – ALDO – HELIO – JOSÉ COSTA -  
EDNALDO HENRIQUES – PIMENTA – HERCULES GOMES (CÁU) –
 NILSON FEITOZA -  JÁRIO – MAURICIO – GUEDES - GONZAGA

A Primeira diretoria era composta pela seguintes pessoas::

Presidente                       :         ZENON FARIAS BRAGA
Vice Presidente                :         JOÃO VENÂNCIO
Secretário                       :          HERCULES GOMES PIMENTEL (CÁU)
Tesoureiro                      :          MARCUS VINICIUS
Diretor de Esportes         :          SEBASTIÃO VIEIRA

O 1º. Jogo do Estudantes foi no Campo do Estadual  da Prata contra o time do Nacional, utilizando os atletas conforme foto histórica abaixo:
 

  Obs:  (O meia direita NILSON é o irmão do ex atleta e hoje historiador Jóbedis).                   Resultado :  ESC 4 x Nacional 3
O artilheiro do ano da fundação, 1957, foi Hercules Gomes (CÁU) com 09  goals, 1958 novamente Cáu com 11 goals

1959 Almiro Cavalcanti (NANZA) com 7 goals


Visando melhorar ainda mais o Estudante,  o presidente e  um dos fundadores, trouxe para o elenco outros jogadores entre eles : João Mario, Pirrita, Garrincha, Erção, Pibo entre outros . A partir daí tudo mudou. E para melhor.  Pouco tempo depois da chegada destes  atletas deslanchou. Sebastião tinha carta branca para trazer os jogadores que quisesse. Abaixo um dos primeiros times de futebol de pelada do estudante na época de sua fundação.Com pouco tempo o Estudante construiu a base sólida de uma história que até hoje emociona personagens que viveram a euforia dos tempos em que a paixão e o amor à camisa ainda predominavam. 

Abaixo um dos primeiros times de futebol de pelada do Estudante já calçados de chuteiras na época conforme foto abaixo.


O Estudante começou a se organizar e alugou uma sede social na Rua Maciel Pinheiro (Point de Campina Grande nesta época), constituiu uma nova diretoria e começou a publicar um jornazinho (conforme foto  abaixo).



 Em pouco tempo a nova diretoria arranjou um   campo de futebol (antes seus jogos eram no Colegio Estadua da Prata) para jogar (campo do Têxtil) em Bodocongó),  depois passou para o campo pertencente à UEPB. Seus quadros de atletas eram quem sustentava o clube. Tinha uma  diretoria atuante e as suas cores brancas e vermelhas, com predominância desta última cor. Nessa fase o Estudante de futebol de salão e de campo  desfrutava de grande popularidade e rivalizava com outros grandes clubes da cidade. Nesse tempo a rivalidade no futebol de salão entre Estudante e o Campinense era muito grande, rivalidade que repercutia na cidade inteira e até fora das fronteiras de Campina Grande.


Nessa época, era glorioso agendar um jogo contra os Estudantes em Campina Grande. Vencê-lo, nos seus domínios, o que era raro, virou obsessão na cidade.  Jogar no AABB (recém inaugurado) foi proezas para a época. Jogar no campo do Colégio Estadual da Prata ou ainda ceder o seu campo para jogos de outros times eram fatos corriqueiros. As vitórias, os campeonatos, torneios, clássicos enfim as conquistas do Estudante serviram para dar inicio a um patrimônio que causava inveja. Tinha uma sede na rua mais badalada da cidade a Maciel Pinheiro (em cima da FARMACIA ARAUJO) , a entrada era do lado do ainda em funcionamento, CALDO DE CANA, por sinal execelente lugar para um bom lanche ! Na sede social tinha Biblioteca, Jogos de: Dama, Gamão, Dominó, Xadrez, Ping Pong. As vezes a diretoria promovia bingos para arrecadar recursos para compra de materiais diversos: Padrões de camisa, meiões, jogos etc. Os “assustados” também eram bem concorridos, quase sempre nos domingos à tarde, ao som de RAY CONNIF, ORQUESTRA TABAJARA, Felizmente não tinha essa poluição sonora que ouvimos hoje, pois era um simples RADIOLA que fazia a alegria da rapaziada e com boas músicas !e radiolas com  LPs ! 


 A diretoria construiu a base sólida de uma história que até hoje emociona personagens que viveram a euforia dos tempos em que a paixão e o amor à camisa ainda predominavam. 


Bons tempos aqueles em que os campeonatos de futebol de salão atraíam centenas de pessoas à AABB para torcerem pelos seus times do coração. Para a turma que acompanhou essas batalhas matarem a saudade, público abaixo uma foto do time do Estudante, campeão em vários torneios e campeonatos daquele período, a foto abaixo com os jogadores ostentando as faixas de campeão mostram tudo. 




 O ESC ganhou o seu primeiro troféu no ano de 1959 quando foi realizado o Torneio inicio de FUTSAL, realizado na quadra do TREZE FUTEBOL CLUBE, construida na gestão como diretor de Esporte Amador pelo abnegado desportista e trezeano Dr. ANTONIO GUEDES, já falecido !O FUTSAL do ESC foi TRI CAMPEÃO da cidade nos de 62/63/64.


PERSONALIDADE E JOGADORES

Seria uma utopia acreditar ser possível colocar os nomes de todas as pessoas importantes que passaram pela vida do ESTUDANTE. Mas, aproveitamos este espaço para agradecer todos aqueles que, pelo menos uma vez, fizeram algo em prol do nosso clube (Devemos lembrar de alguns estudantinos que além de terem participado como atletas, também tiveram notável atuação na administração do clube e dentre eles prestamos uma homenagem ao Dr. Laercio Agra, recentemente falecido, que tinha o ESC como parte da sua família e nunca mediu esforços em prol do sucesso do ESTUDANTES SPORT CLUBE). Sabemos que se não fosse pelo esforço de cada um o Estudante não existiria. 


MENSAGEM FINAL:


Sabemos de nossa responsabilidade em relatar a historia deste grande clube  e com a veracidade das informações. Um dos mais importantes e tradicionais do esporte amador da cidade. Abaixo, mostro as fotos dos grandes times e jogadores que pelo time passaram. As fotos revelam o carinho imenso dos atletas pelo clube
Estudante – 1972 - De roupa, Mano, Curura, Pedrão, Zé Maria (Zé Boi, Zé Guedes, Marcelão e Carlinhos, ao lado Zezinho Leite do Olaria. Agachados:  China, (Nego Vei), Natal, Aluísio e MarcílioSoares

Na foto: Noba, ?, Lambreta, Romero Agra, Mangaba e  Geraldo Largatão. Agachados: Marcilio , Marcos Soares, ? Betinho Mala veia e Garrincha.


Zé Boi, Renam, Romero Agra, Lambreta, ? e Noba. Agachados: ?, Betinho Mala Veia, Marcos Soares, Benivaldo e Aluisio Pretinho.


Na foto : Guedes, Kabel, Humberto de Campos, Curura, Pedrão e Carlinhos. Agachados   João Mario, china, Natal, Zé Boi e Aluisio Pretinho.


Outros grandes times de futebol de salão

João Mario,  Saulo Ernesto (falecido), Renam, Hugo Bala. Agachados: Sebastião, Pibo e Aloisio





13 comentários:

Carla Vidal disse...

Jobedis...

Você retrata com muito carinho o esporte paraibano!
Adoro ler suas postagens.

Beijos

Larissa Rocha disse...

Vc é d+!

Continue com essas postagens, e com essa maneira digna de resgatar a memoria do futebol paraibano!

Daniel C. B. Castelo Branco disse...

Maravilha! Maravilhoso resgate do futebol amador e de um grande time de nossa campina Grande do passado. A exposição e fotos do primeiro time ainda não conhecidas no meio! Muito boa! Meus parabéns... Jobedis nos contemple ainda mais com suas belas postagens que ja conhecia do site RHCG assim, cujas fatos em contados com a devida qualidade de um profissional... Daniel C. B. Castelo Branco

Jose Edmilson Almeida Santos disse...

Parabéns iniciativa,uma ótima reportagem de resgate de um grande time de nossa Campina Grande do passado. Não tive a oportunidade de assistir o Estudantes em campo, mas como Campinense e morando fora da nossa cidade a mais de 40 anos procuro ficar sabendo de tudo da nossa cidade pois sou torcedora do Treze por causa de meu falecido pai que era torcedor ferrenho do Galo da Borborema. Já li muitas historias de seu grande trabalho. O futebol amador da da serra têm muito a agradecer, por ter participado de nossa história e agora resgatando-a.

Valdete Cezar da Costa disse...

Antigamente o Jobedis tinha futebol para jogar em qualquer time de futebol de salão do mundo. Era um excepcional craque. Me orgulho de tê-lo como idolo na exuberante equipe do COLEGIO ESTADUAL DA PRATA ONDE ESTUDEI E FUI UMA TORCEDORA DAS MAIS FANÁTICAS DAS SUAS CONQUISTAS. Que time! Só dá saudades. Obs; o técnico era o PAI Vei.
Por Valdete Cezar da Costa

Paulo Roberto Farias (Bel) disse...

Parabéns Jobedis,pelo seu belíssimo trabalho de resgatar times e os esportes de nossa cidade. Mesmo longe procuro ver as coisas ai de campina Grande. Parabens as pessoas e os times que fizeram história no futebol amador de Campina. Homens que honrraram a camisa desses times.

Anônimo disse...

Parabéns Jobedis pelo resgate de uma grande agremiação de Campina Grande. O Estudantes jamais poderá ser esquecido, quer seja pela sua história, quer seja pelos seus componentes. Tive orgulho de enfrentar várias vezes esta equipe pelo Everton do Bairro São José. Muitos são os amigos que tenho no Estudantes e muitos que se foram também tive o prazer de conviver com suas amizades. A alegria me contagia todo ano em que vou a Campina Grande encontrar com meus amigos, pois, mesmo residindo fora desta bela cidade há mais de 30 anos, não deixo de visitá-la nos finais de ano para revigorar-me com as amizades que ai cativei. Parabéns, amigo/irmão, e glórias aos Estudantinos. Abraços. Fernando Cangurú.

Jonas Oliveira disse...

Parabens Jobedis,
ainda bem que os recursos tecnologicos (blogs, redes sociais,etc) e pessoas como você, fazem com que sejam resgatados e divulgado a historia do nosso futebol de pelada, que infelizmente está morrendo por falta de campos nas periferias e incentivos.

Grande abraço,

Jonas Oliveira

Anônimo disse...

Caro Jobédis:
Inicialmente quero parabenizá-lo pela iniciativa. O Museu Virtual do Esporte Amador de Campina Grande, ficou belíssímo, fácil de navegar e bem funcional. O Estudantes Sport Club, como era escrito, fundado em 27/04/1957, se foi mais deixou uma grande família. A função do jornalista segundo o grande Armando Nogueira, é relatar o correto e isso você vem fazendo.
Um grande abraço
Carlinhos

Jonas didi. disse...

Amigo Jobedis Magno, mas uma postagem onde retrata um time que fez história em nossa cidade, pouca gente sabe porque foi pouco tempo, mas tive minha passagem e com muito orgulho nesse time, foi Sobral que me levou, jogavam: o saudoso Humberto de Campos, Lindenberg, Natal, Valdemar e outros que admtido minha memória neste instante esquecer, mas não esqueço essa galera que fez parte de minha vida, pois fiz muitos amigos aí, abraços, Jonas didi.

QUIEL disse...

Lembranças do desportista Saulo Ernesto.

Marcílio Soares disse...

Comecei a frequentar a Sede Social do ESTUDANTES ainda adolescente (17), que ficava localizada na Rua Maciel Pinheiro, no primeiro andar em cima da Farmácia Droga Vida (se não me engano), era ponto assíduo todas as tardes com outros amigos estudantes, que depois das aulas íamos jogar ping-pong.
Na época, eu jogava pelo Internacional de Zé Coringa, onde só passei 6 a 7 meses, que também era um excelente time de peladas, mas logo fui atraído pelos amigos que já jogavam pelo ESTUDANTES, e desde então comecei a jogar e não mais saí. Foram uns sete anos jogando pelo segundo e primeiro quadros (era assim que chamávamos os times de cima e os de baixos). Época boa!!! O ESTUDANTES era tido como um dos bons times de peladas de Campina Grande, formados por bons jogadores, inclusive, alguns deles se destacaram como profissionais tanto no TREZE quanto no CAMPINENSE. Era apaixonado pelo ESTUDANTES, os amigos que formei no time, ainda hoje quando nos encontramos, lembramos de alguns jogos que marcaram em nossas vidas. Interessante era que, no futebol eu jogava pelo ESTUDANTES, e no futsal pelo CAMPINENSE e isso não irritava ninguém, todos respeitavam esssa minha atitude. Aconteceram algumas vezes de no sábado a noite ter jogado contra o ESTUDANTES no futsal, e já no domingo jogando pelo ESTUDANTES com Gil, Pibo, Sebastião Vieira, Hugo entre outros, tudo num clima de amizade e sem rivalidades ou mesmo ciumeiras, era bom esse tipo de respeito. São boas as lembranças dos tempos e dos amigos que jogamos juntos no ESTUDANTES, pena que hoje em dia não exista mais, mas sem dúvida alguma, foi uma época que marcou muito em minha vida ter jogado no ESTUDANTES.

Anônimo disse...

Da fundação até o ano 1959, integrei o time do Estudantes. Em 1960, juntamente com outros integrantes do time(Eraldo Targino,Luciano Lima,Walfredo e Raimundo Cirne) desloquei-me para o Recife, para a batalha do vestibular.A partir daí, somente nas férias universitárias voltava a vestir a camisa alvirrubra.Aquele período é inesquecível.O Estudantes deixou uma marca de bom futebol amador de nossa Campina Grande.Parabéns ao blog pelo resgate e manutenção dessa rica história futebolística.
Heraldo Borborema - Recife,18/05/12

Postar um comentário