quinta-feira, 29 de setembro de 2011

JOGOS GINÁSIOS COLEGIAIS DE CAMPINA GRANDE (Primeira Parte)

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES



As Olimpíadas Escolares foi um projeto sem precedentes na história do esporte estudantil campinense na década de 60. Os organizadores buscavam resgatar a importância das competições estudantis na cidade de Campina Grande, coisa que já acontecia em algumas cidades do  Brasil. Consistia também em  promover a inclusão social dos jovens a partir de uma prática positiva e saudável e criar um espaço fundamental para a descoberta de novos talentos. 


Os Jovens estudantes da rede pública e privada,  podiam  participar das “Olimpíadas Escolares” como era chamado pelos participantes.


Inicio dos primeiros Jogos

Começou  em meados da década de 1960 (mais precisamente em 1965), foi  criada uma comissão que passaria a responsabilizar-se por todos os eventos esportivos das instituições de ensino de Campina Grande. Esta comissão começou a organizar um campeonato esportivo entre os colégios da cidade. O evento, que foi chamado de JOGOS GINÁSIO COLEGIAL DE CAMPINA GRANDE.

Contou, na sua primeira edição, em 1965, com prática desportiva que promovia a integração e o intercâmbio dos participantes de diversos colégios da cidade, ampliando-lhes as oportunidades de socialização e aquisição de hábitos saudáveis, favorecendo o surgimento de novos talentos representativos do esporte de nossa cidade.  Além das reformulações de toda ordem em relação à Educação Física no ensino secundário campinense e, em especial, nos colégios: Estadual da Prata, Pio 11, Alfredo Dantas, 11 de Outubro, Anita Cabra entre outros.

A Abertura

O cerimonial de abertura ocorreu no Campo do Treze (Estádio Presidente Vargas) praticamente tomado de  torcedores. Conforme foto abaixo:


Como nunca vista. Foi assim o cerimonial de abertura, ou a verdadeira festa, dos  1º Jogos Ginasios Colegiais de Campina Grande. O município, de fato, se preparou para o evento que envolveu um grande numero de participante e um grande publico para assistir o desfile dos atletas dos colégios.  


Os responsáveis através do cerimonial, parabenizou os atletas envolvidos na competição. Sei que tinha muitas equipes qualificadas, graças ao trabalho incansável dos nossos técnicos e professores de educação fisica, que se esforçaram para fazer com que os Jogos fossem bem disputados.  As “Olimpíadas Estudantis” como era chamada pelos alunos e torcedores na época, tinham como recheio modalidades como: Futebol de Salão, de campo, handebol, voley, basquete, Natação, Saltos em Altura, Distância e outras modalidades do atletismo como, Arremesso de dardo e Peso, até o simpático “Pingue Pongue” e o sofisticado Jogo de Xadrez.


No âmbito dos Colégios, pelo menos aquilo que os Professores de Educação Física trabalhavam em obediência à Grade Curricular do estabelecimento em que lecionavam,  era posto para o alunado que a educação fisica era obrigatorio a  disciplina e, dentro de sua carga horária, ora na pista de atletismo, ora na quadra e também no pátio com “aparelhos específicos”, não faltavam às partidas futebol de campo e de salão na quadra, enfim, seguia-se um calendário de atividades posto em prática junto aos alunos que sentiam prazer em representar a entidade de ensino onde estudavam. Bastava anunciar que as “Olimpíadas” iam acontecer que muitos alunos intensificavam a preparação dentro dos seus próprios limites e preferências, orientados e acompanhados pelos professores  de Educação Física.

Havia pista de atletismo nas dependências do Colégio Estadual da Prata, os outros colégios treinavam em campos de pelada ou nos campos do Treze e Campinense (Plínio Lemos). Nas provas de natação, os nadadores utilizavam a piscina com maiores dimensões do Clube do Trabalhador e AABB, clubes que também cediam suas quadras e Ginásio, para as disputas dos jogos de Futebol de Salão, Voleibol, Basquete e Handebol. Estes clubes foram palcos de calorosas disputas que sacudiam, empolgavam e algumas vezes levantaram poeira e arrancaram farpas, tudo provocado por uma saudável rivalidade entre os alunos que vestiam a camisa do colégio em que estuda.

Algumas fotos do tempo dos jogos:









 E o lendário Estádio Plínio Lemos que mudou de nome, passou a chamar-se  hoje em dia de “Complexo Esportivo Plínio Lemos” tem histórias pra contar sobre grandes e disputadíssimos duelos de futebol proporcionados por alunos bons de bola.


Continua no próximo texto

Nenhum comentário:

Postar um comentário