domingo, 4 de novembro de 2012

MEMORIAS ESPORTIVAS - TURMA DA PRAÇA DO TRABALHO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Vocês devem ter notado que o Bairro do São José e a Rua Felipe Camarão, a famosa "Rua do Grupo", são citados constantemente aqui no nosso Museu. Não se irritem com isso, por favor. É porque eu tenho um amor incondicional ao cenário da minha infância e adolescência, além da gratidão e carinho imensos por todas as pessoas que conviveram e ainda convivem comigo naquele bairro e naquela rua surpreendente e inesquecível.

Ali, naquele pequeno espaço mágico, éramos uma enorme família, com todas as alegrias e problemas sendo compartilhados por todos os moradores. Convivíamos em bando, dezenas de crianças travessas atazanando os moradores, brincando o dia inteiro, com uma energia que parecia inesgotável.

A amizade e a solidariedade eram e ainda é uma característica marcante daquela turma de esportista, gozadores, estudantes e trabalhadores. Eu tenho muito orgulho de pertencer a essa gente admirável. Essa é a "minha" Rua Felipe Camarão, inesquecível!

Quase todos os Sábados, tenho o prazer de reencontrar grandes amigos do passado de meu bairro, grandes amigos que residem hoje em Campina Grande e em outras cidades deste país, também seguidores desse nosso blog, a quem dedico esta postagem.

Ao longo do tempo, o bairro foi mudando aos poucos, deixando algumas paisagens somente na memória e em velhas fotografias. Prédios e casas antigas vão dando lugar a novas construções. Também as ruas, avenidas e praças vão sendo modificadas, ficando apenas na recordação daqueles que ali brincaram e vivenciaram momentos importantes das suas vidas.

A fotografia abaixo foi tirada lá pelos anos 70, na hoje Praça Pedro Sabino no bairro do São José mostra uma turma de garotos, moradores da praça e arredores, em um momento de descontração.

Da esquerda para a direita estão em pé:  Vadico Sabino, Nenê, Ivan Farias, Marcos Katita, Glaucio Rocha,  Ze Benicio e Sicupira. Abaixo: Glauco Kardec,  Odon, Meneca, Gil e Damião.  Lá no fundo pode-se ver o  antig Banco da praça, local dos grandes bate papos a noite. Devido à minha péssima memória, devo ter me esquecido de alguém ou me enganado em alguma informação contida no texto. Corrijam-me, por favor, qualquer incorreção.

Logo abaixo, fotografias antigas e atuais da galera. 





-PAULO APRIGIO (I.M) DIGA (I.M) CHINA E ROOSEVELT














Um grande abraço 


.






6 comentários:

Anônimo disse...

"SAUDADE"...sentimento urgente que existe!!!

São momentos da nossa vida e de muitos amigos, que ainda estão aqui e de outros que passaram por ela.
Causa saudades...mas nunca o esquecimento!

Amigo/irmão Jobão...obrigado Deus por você existir!
Abs, Jonas didi

Carlindo C. Costa. disse...

A TURMINHA DA PRAÇA DO TRABALHO É MESMO SENSACIONAL, PENA QUE EU NÃO ESTIVESSE EM NEM UM BELO MOMENTO DESTES, MAS A ALEGRIA É A MESMA, POIS ESTES AMIGOS PERMANCEM NO NOSSO CORAÇÃO, BÊNÇÃOS A TODOS. Carlindo C. Costa.

Glauco Kaedec disse...




Jobâo: Não è Firmino e sim GLAUCIO ROCHA em se
guida Zé do Guarda (Dr José Benicio).Em baixo,Iran Farias.GIL e Damiâo.

Glauco Kardec disse...

Jobâo:
Não è Firmino e sim GLAUCIO ROCHA,.Zè do Guarda (Dr Josè Benicio) Em baixo:Iran Farias,Gil e Damiâo irmâo de Raul o maior jogador de Porrinha do S,Josè;segundo Bilinha.

CHOZAO disse...

JOBÃO

Hildeman disse...

Amigo Jobedis, A Rua Felipe Camarão, conhecida no bairro do São José com à rua do Grupo, sim amigo, com muita saudade e, amor, gostaria de contar uma passagem interessante quando de minha moradia nessa rua.Ora, logo quando me casei em 1970, trabalhava no Banco Nacional do Norte, morava aí na casa de esquina após o grupo, tinha como visinho um colega de trabalho chamado Bonifácio, não conhecia quase ninguém na rua, só de nome, nego Jaca, Bonga e, outros que não vem na memória no momento. Certo dia, havia chegado do trabalho por volta de meia noite, tomei o meu banho vesti o pijama e procurei dormir. Com pouco chega na minha calçada uma turma de rapazes e moças e começaram a cantar, com o barulho, não pude dormir, me virava pra um lado nada, me virava pra outro lado e nada, então achei melhor acabar com a festa lá fora, me levantei abri o porta e o portão e fui falar com êles, falei que havia chegado do trabalho muito cansado e, não podia dormir com o barulho dêles. Compreenderam, me pediram desculpas e foram pra o outro lado da calçada. Sabe quem estava comanadando a Turma, era simplesmente ELBA RAMALHO, (antes da fama)como você sabe e o povo da rua do Grupo sabia, a Elba morava na nossa rua.
Anos depois, fui transferido para as Alagoas onde até hoje vivo, matando as saudades de nossa Felipe Camarão ouvindo a nossa famosa ex-visinha cantar.

Postar um comentário