segunda-feira, 11 de março de 2013

GRANDE DESPORTISTA DE CAMPINA GRANDE - EDVALDO DO Ó

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Quantas pessoas importantes passaram por Campina Grande, marcaram época, mas com o passar dos anos ficam a margem do nosso pensamento, nós as esquecemos involuntariamente, esquecemos como estas pessoas marcaram no percurso de nossa cidade, o favor e a ajuda que elas nos deram oferecendo-nos oportunidades de crescimento e conhecimento, dividindo ideais, fazendo do seu sonho o nosso sonho.

Vamos falar de Edvaldo do Ó, não por questão de saudosismo mas de agradecimento a este cidadão pelo surgimento de varias instituições importantes em nossa cidade tais como: SANESA – concessionária de água da Paraíba, CELB – energia elétrica da Borborema, TELINGRA – telefonia de Campina Grande, Postos de Classificação do Algodão e de Sisal, funcionando no prédio anexo a biblioteca Municipal, a segunda Bolsa de Mercadoria do Brasil. A primeira ficava em São Paulo, alias na esfera administrativa de Segunda bolsa que abrangia os Estados do Nordeste, Campina Grande, possuía o poder de decisão.

Na Prefeitura Municipal de Campina Grande emprestou seu talento de administrador em diferentes níveis da administração e em diversas oportunidades, tendo sido seu Diretor de Administração (1956), Diretor da Escola Técnica de Comércio Municipal (1956), Diretor de Educação e Cultura (1956), Presidente do Conselho de Educação Municipal, Diretor dos Serviços Elétricos Municipais (1957), Diretor Comercial do Saneamento de Campina Grande S/A, Secretário de Economia (1964/65).. Exerceu ainda, os cargos de  Presidente da Companhia de Eletricidade da Borborema (1966/68) e Coordenador de Planejamento (1983) durante a gestão do Prefeito Ronaldo Cunha Lima.

Também foi Edvaldo do Ó, que transplantou do Rio de Janeiro para cá, aquelas Palmeiras Imperiais que existem o Açude Velho, cartão postal de nossa cidade. Houve um político local que pensou em aterrar aquele açude, mas não encontrou apoio para essa loucura. Fundou também o Jornal A Gazeta do Sertão.

Dedicou-se também ao esporte daquela cidade, tendo presidido seus dois principais times: o Campinense Clube e o Treze Futebol Clube. Trezeano de alto grau, clube do qual foi presidente. Foi nesse período que o Treze F.C foi o único campeão invicto no estado conforme calendário da conquista abaixo:

Na sua presidência também foi feita uma equipe de Futebol de salão com alguns atletas de nossa cidade ( da qual com apenas 15 anos de idade eu fia parte) que foi a sensação da cidade na época sendo de cara campeão da cidade no torneio inicio do campeonato local conforme fotos abaixo:
                    
              ATLETAS TREZE DE FUTEBOL DE SALÃO DE 1966
NA FOTO VEMOS: PAI VÉI, HERMANI, HUMBERTO DE CAMPOS, BOLINHA, BETINHO E ALBERTO. AGACHADOS: LEUCIO, ALOISIO, TONHECA E JOBEDIS

Edvaldo quando foi dirigente do Campinense Clube, teve um desentendimento com o jornalista esportivo Humberto Campos, torcedor fanático do Clube Cartola. Após um desses atritos, proibiu que o jornalista irradiasse um jogo do Treze. Humberto de Campos colocou uma escada no muro do Quartel da Policia Militar por onde pretendia exercer sua função. Foi ai que Edvaldo do Ó colocou uma lona na lateral do campo, porém não evitando aquele jornalista de fazer seus comentários de cima da caixa d’água do Quartel da Policia Militar. Assim era Edvaldo do Ó.

Nosso amigo tentou sorte na política como candidato a prefeito mais não conseguiu ser eleito, mais tarde assumiu outros cargos importantes.  O tempo passa o tempo voa, mais ainda do tempo de agradecer a este grande cidadão pelos seus serviços prestados a varias gerações de atletas da nossa comunidade, pois um coração agradecido pesa menos, Edvaldo do Ó você foi um vencedor, venceu os seus desafios, alcançou seus objetivos, sempre teve lucidez e segurança naquilo que acreditava fixou-se no futuro e por isso pode afirmar “Lutou e Venceu”.

Algumas fotos e recortes de jornais do Economista Edvaldo do Ó:









No de seu falecimento o Diário da Borborema estampava na sua primeira pagina:




A cidade presta homenagem no dia de seu aniversario






FONTE:
RETALHOS HISTÓRICOS DE CAMPINA GRANDE
TREZEGALO
GAZETA DO SERTÃO



5 comentários:

Carlos Artur Silva disse...

Muito justa esta homenagem a Edvaldo do Ó
É fácil constatar que tais atos deveriam realmente acontecer, por tudo quanto fez o Reitor, o Professor, o Economista, e o Secretário Edvaldo de Souza do Ó. Sobretudo, como homem de ação que colocou sua inteligência e imensa capacidade de trabalho a serviço da criação da Telingra, da Cingra, da Sanesa, da Celb, da Universidade Regional do Nordeste, da Bolsa de Mercadorias da Paraíba. E, sob as bênçãos de Deus, deu asas a Campina Grande para alçar todos os voos de que se orgulham, e ainda se orgulharão muito mais, os seus filhos.

Laura Medeiros disse...

este realmente era um desportista

João Mario disse...

Muita justa a homenagem a um dos homens mais inteligentes e criativos da nosso cidade !
Merece ser lembrado sempre !

Roberto Cordeiro Agra disse...

Belíssima homenagem, Jobedis. Parabéns pela lembrança de um homem que fez muito por Campina Grande, e até pelo Treze.

Jonas Didi disse...

Amigo Jobão, meu irmão...que homenagem justa, gostaria
de dizer que depois do que li me veio logo uma lembrança
enorme, título inédito/invicto TREZE, "Campeão em 1966".
Pegando carona onde vc fala...sonho...aí um sonho dele, fazendo o sonho
dos trezeanos.

Postar um comentário