quinta-feira, 7 de março de 2013

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES 


O Museu Virtual do Esporte de Campina Grande tem remexido o baú de recordações de atletas, dirigentes e times do passado de nossa cidade. Tem objetivo também de resgatar a memória do esporte e homenagear aqueles que já fizeram muito sucesso dentro das quatro linhas,  e vai também vai escrevendo a sua história. Com isso, ganha a Memória de nossa cidade 

Reviver os tempos da rivalidade existentes e da movimentação da cidade em torno do esporte. Mostrar como o romantismo imperava. Como a cidade expandia-se, urbanizava-se e como foi iniciada a multiplicação dos clubes pelos bairros e comunidades de nossa “Rainha da Borborema. 

Mostrar também que em décadas passadas Campina Grande tinha muitos times e uma rivalidade muito grande em torno do futebol ou de outro esporte. Tempo que romantismo imperava. A cidade expandia-se, urbanizava-se. No futebol, iniciava-se a multiplicação dos clubes pelos bairros. Alguns times resistiram, outros foram extintos. 

Infelizmente a história registra também muitos casos de muitos clubes extintos. Muitos clubes tradicionais fundados em Campina Grande que disputaram vários torneios e amistosos nos subúrbios da cidade resistiram o quanto puderam. Na longa caminhada, a maioria foi ficando para trás, abandonando as disputas e fechando suas portas. 

Muitos clubes que participaram vários anos e que chegaram a impressionar pelas belas campanhas que conseguiram realizar. Agremiações de prestigio na cidade que até chegaram ao título de campeão em alguns torneios, ou mesmo, a de um vice-campeonato. Uns decidiram se dedicar a atividades sociais. A maioria se viu obrigado a fechar as portas porque estava economicamente falido. Quando um clube fecha suas portas, morre um pouco da historia do seu bairro ou comunidade. As crises internas, as divergências entre seus dirigentes e jogadores, os problemas financeiros, foram fatores que levaram esses clubes acabarem seus times de futebol. 

A Rivalidade dos Times 

Havia uma grande rivalidade entre os times, cada jogo era uma batalha, onde os atletas provavam o amor pela camisa do time que atuavam. Cada bairro ou comunidade tinha times. A maioria das partidas era aberta a todos. Qualquer um poderia sentar ao redor do campo e acompanhar a partida. Com isso, as torcidas dos times mais populares aproveitavam para instigar o rival e provocar confusões. O time que tinha muita torcida não admitia perder o jogo e, por isso, partia para briga. Não tinha polícia para segurar todos os presentes, eu também presenciei muita briga e participei de poucas. Quando o jogo era bom, com equipes equilibradas e a fim de só ganharem o jogo, não tinha briga. Na segunda-feira todos se encontravam para trabalhar ou estudar, porque a maioria trabalhava em diversos locais da cidade. 

Celeiro de craques 

Em qualquer cidade brasileira os jogadores de futebol surgiam nos campinhos "de peladas". E em Campina Grande não foi diferente. Desde que o futebol chegou a nossa cidade, as ruas, praças e terrenos baldios serviram como locais para que ali fossem instalados campos de futebol, criados pela meninada. Os grandes "rachas" aconteciam a qualquer hora. Mesmo sob o sol causticante ou chuva torrencial a garotada não deixava de lado a prática do futebol. Dos campos de "futebol de poeira", como a garotada campinense costumava a falar, surgiram muitos jogadores de boa qualidade técnica. Esse pessoal passou a defender os principais clubes de nossa cidade, do estado, do Brasil e do Mundo. 

Conheci e conheço grandes jogadores de futebol. Alguns foram e são grandes amigos. Tive o prazer, como “peladeiro”, de jogar com alguns. Com todos eles aprendi um pouco ou muito, principalmente depois dos jogos, quando a gente ia tomar uma cervejinha e vibrar com a vitória ou lamentar a derrota. Ouvi histórias maravilhosas. Algumas alegres, outras muito tristes. 

Fotos de alguns times e de alguns jogadores do passado de nossa cidade:

OBs:  Alguns outros clubes do passado de nossa cidade, alguns jogadores não foram identificados e solicitamos aos amigos que identificarem os jogadores em comentário os mesmo serão editados.

                                                    Atletas de judô

                                                                       handebol feminino


QUE TIME CAMPEÃO É ESTE??? E OS JOGADORES???



                                                         ATLETAS JA FALECIDOS



                                             QUEM ERA ESTE TIMES E OS ATLETAS?
 TIME DE BASQUETE DO CAMPINENSE DE 1950
QUEM ERAM OS ATLETAS???







3 comentários:

Anônimo disse...

Jobão amigo meu irmão...que incansável é você, a cada postagem muita recordação para que possamos relembrar nosso bom tempo, movido a uma emoção que diante da diversidade que as fotos nos mostram, é sentir, saudades...com lágrimas de tristeza e alegria ao mesmo tempo.

Bebé (com saudades) se não é, parece muito...Maribondo e Jobão, em outras fotos deixo para outros amigos citarem nomes, muitos não são por mim reconhecidos, mas aqui são lembrados e nunca um esquecimento.

Jonas didi...forte abraço

Jobedis Magno disse...

acertou em cheio amigo

Anônimo disse...

Valeu Jobão...ah...faltou o campo:
"O DA SAUDADE"...abs

Jonas didi

Postar um comentário