segunda-feira, 24 de setembro de 2012

QUEM ERA CRAQUE - EVANDRO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


São poucos os seres humanos que podem ter a alegria de dizer que possuem amigos de verdade. Eu sou um deles! Tenho a honra de ter em meu quadro da vida, emoldurado por todos os cantos do reconhecimento o nome de grandes amigos que conquistei no esporte de nossa cidade.

Nosso homenageado de hoje é Evandro, atualmente atuando como médico na cidade de São Paulo, um ex-jogador do grande Everton Esporte Clube.   Evandro construiu durante sua digna vida um grande número de amigos, fãs e, sobretudo admiradores sinceros e com os olhos sempre voltados para o Alto.

Uma autêntica formiguinha. Assim pode definir o ponta esquerda Evandro, jogador que atuou no Everton Esporte Clube na década de 70, no mesmo time de outros craques. 

Fazendo parte de uma das melhores equipes de todos os tempos do Everton, Evandro não era driblador ou “ciscador”, suas jogadas eram objetivas e era o seu forte, por isso, companheiros e torcedores da época achavam que rendia muito. Apesar disso, sua facilidade em entortar os adversários impressionava a qualquer um e amedrontava os rivais.

O ponta esquerda chegou ao Everton em 1972. Brilhou e ajudou o clube a conseguir grandes resultados, fazendo bonito nas competições. Depois da longa passagem pelo colorado, sumiu do cenário do futebol.

Hábil, rápido e driblador. Também procurava jogar mais pelo meio, armando as jogadas. Era vítima constante da violência alheia. Quando chegou o time já tinha dois grandes pontas esquerdas:  o Fernando Canguru e Jonas Didi. Fernando foi deslocado para centro avante e depois foi jogar no Treze Fuebol Clube.

Considerado um dos bons jogadores de sua posição na história do Everton Esporte Clube o ponta esquerda Evandro precisou de apenas um pouco mais de dois anos para conseguir a façanha de ser lembrado até hoje.

Apesar de Fernando Canguru ser o mais conhecido até os dias atuais, Evandro também conseguiu manter fãs de seu futebol ao longo de todos estes ano. São quase 40 anos que passaram e, apesar disso, ele segue como referência da posição no time do Everton.

O Evandro conseguiu mostrar um bom futebol e logo conquistou a condição de titular. Para mim seu companheiro de elenco o mais importante nesta sua longa permanência no time titular do Everton foi a sua regularidade nas partidas. Nunca foi um jogador que ia a mil e depois caia para cem. Na hora das decisões, nunca se acovardou. Muito pelo contrário, se superou e lutou o tempo todo. Títulos pelo Everton foram conquistados, sendo o bicampeão Suburbano de 1973 o mais comemorado por ele, pois era um dos atletas vencedores com o amigo aqui.
Conforme Foto abaixo:
Fica aqui, através do Museu do Esporte de Campina Grande minha singela homenagem através de fotos que eternizaram grandes momentos do digno homem, como prova do grandioso ser que tenho a honra de ostentar como AMIGO.

Grande abraço, e, tenho a certeza, que as minhas palavras são as de muitos que também o admiram e respeitam. 

Algumas fotos do ex-atletas e desportista:




OBS: Nesta foto o Evandor esta careca juntamente com Son pois tinham passado no vestibular

                                                                   COM SEUS FAMILIARES

                                                                            SEUS COLEGAS




Um comentário:

Anônimo disse...

Amigo Jobão, no início desta bela e justa homenagem ao amigo Evandro, vc fala de sua alegria em possuir muitos amigos de verdade, estamos juntos, e melhor ainda é conservá-los até hoje!
De uma forma bem pessoal, sinceramente e até para me acostumar e me conformar, não vejo a mínima razão para passarmos tanto tempo sem ver nossos amigos, mas como trilhamos caminhos diferentes a gente num sentimento de muita saudade temos aqui essa oportunidade através desse blog, já elogiado tantas vezes por nós, proporcionar momentos prazerosos que passamos nesse época de ouro do nosso futebol amador.
Evandro amigo, estou muito feliz, tenho uma admiração por vc como pessoa amiga e vejo hoje com um prazer imenso tudo isto aqui postado a seu respeito.
Um time jogar com 3 pontas esquerdas, em certas oportunidades em que tivemos...eita trabalho danado para quem estava do outro lado, um ciscando, outro com objetividade e outro finalizando, grande privilégio de minha parte e um orgulho que nem sei medir.
Evandro, tudo de bom e que Deus te proteja junto aos seus familiares.

Jonas didi

Postar um comentário