quinta-feira, 4 de julho de 2013

CANTINHO DA SAUDADE - JOÃO PAULO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES



Antonio Carlos Machado Santana, o João Paulo, ex-atacante do Treze,  nos anos 70, chegou ao Treze na década vindo da Bahia, aos 20 anos, a despeito de sua pouca idade, foi peça importante na boa campanha do Treze na conquista do titulo de 1975,

Foi o pesadelo dos defensores adversários durante sua carreira no Treze Futebol Clube.

Era um centro avante rompedor, goleador nato, valente, viril e que nunca dava um lance como perdido. jogando ao lado de alguns craques do Treze como vemos na foto abaixo:


Fora de campo, era a antítese do profissional exemplar: farrista, boêmio e amante das mulheres. Mas dentro de campo dava conta do recado e fazia muitos gols calando os seus críticos. Talvez por estas características, tornou-se um jogador lembrado pelos Trezeanos que o viram jogar.

Após belas apresentações vestindo a camisa do Treze  na temporada e contra o Botafogo do Rio de Janeiro foi vendido ao clube carioca.
João Paulo jogou ao lado de Mário Sérgio, Osmar Guarnelli, Manfrini, entre outros, no Botafogo e formou boa linha de ataque com os meias Nardella e Barbiéri (hoje técnico) no Joinville.

Além de Joinville (1976 até 1984), pelo Treze, Botafogo, (1981), João Paulo jogou pelo Clube Náutico Capibaribe (1982), Salgueiros, de Portugal (1983), Vinhais, de Portugal (1983), no Alandia, de Portugal (1983), Salamanca, da Espanha (1983), Liga Deportiva Universitária, do Equador (1984), Taquaritinga Futebol Clube (1985), Rio Branco Esporte Clube, de Americana (1986) e Itabuna (1987), onde encerrou a carreira.

Ele, que era casado e pai de dois filhos (Daniele Jesualde de Santana e João Pedro Zebiane de Santana), nasceu no dia 13 de junho de 1954, em Feira de Santana (BA), era dono de uma escolinha de futebol em Americana (SP).

João morreu no dia 17 de junho de 2001.

Deixou saudades.


Algumas fotos do João Paulo:



Joâo Paulo esta agachado perto da primeira bola


João Paulo Campeão pelo Treze

                                   João Paulo é o segundo agachado




Veja abaixo o texto de Fernando Rodrigues Magri, que foi aluno de João Paulo, em Americana (SP)


"Descrever João Paulo é fácil. É só ver em seu rosto e ter apenas 20 minutos ao lado dele que descobrirá. Graças a Deus eu tive essa oportunidade foi nele em quem me inspireie dei os meus primeiras passos como jogador de futebol. Ele me ensinou, aos poucos, o prazer de jogar futebol. Futebol para ele era tudo, teve uma vida difícil, principalmente em sua infância no interior da Bahia, na cidade de Feira de Santana. Sofreu um acidente de automóvel, que interrompeu por tempos sua carreira. Mas, com dedicação e força, voltou aos campos. Por onde passava, João Paulo deixava sua marca. Por todos os clubes foi goleador e artilheiro. Com 10 anos, eu tive a oportunidade entrar na escolinha de futebol e conheci essa pessoa maravilhosa, que era João Paulo. A partir daí, tornou-se um de meus melhores amigos. Também ajudou o irmão, que é jogador de futebol hoje. Um dia ele me revelou que o seu maior sonho era de não ser esquecido por amigos e imprensa. E eu tive a idéia de realizar esse sonho dele (e meu também), e por isso procurei ao site do Milton Neves".


por Fernando Rodrigues Magri

Um comentário:

Honorio Pedrosa disse...

ESSA HOMENAGEM ME LEVOUI AOS ANOS 70.
GRANDE HOMENAGEM AO ÍDOLO GO TREZE FC. UM DOS MAIORES JOGADORES DA HISTÓRIA DO GALO.
TIVE O PRAZER JUNTO DE MEUS IRMÃOS E AMIGOS DA ÉPOCA DE SER AMIGO DO GRANDE JOÃO PAULO.
que coincidência JOBÃO, É QUE ESTAVA NO II ENCONTRO JUNINO 922/06/13) no Espetão, falando com Fernando Cangurú(outro amigo-irmão-camarada), quando ele lembrou das festas de fim de ano na casa dos meus pais e John Paul não faltava uma, mesmo quando não estava mais jogando pelo TREZE FC. Que Deus o tenha e esteja descansando em paz celestial.
Noro Pedrosa
Abraços e valeu Jobão

Postar um comentário