quarta-feira, 16 de novembro de 2011

CANTINHO DA SAUDADE ´NEGO JAKA

POR; JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES




Clovis Merêncio - o Nego Jaka foi um atleta do futebol amador de nossa cidade que viveu cercado de polêmicas, lendas e grandes farras. Difícil dizer, a essa altura, o que é verdade e o que se mantém apenas como parte do imaginário dos moradores do bairro do São José onde morava quando jovem e parte da juventude. Mas o que se sabe sobre Nego Jaca é que, no gramado, não houve jogador igual na raça e mandinga.

Nego Jaca morreu sozinho, vivendo quase de favor em um pensionato no centro da cidade. Nem de longe lembrava o jogador farrista e fanfarrão que era. Um jogador que provocava o time adversário com gestos obscenos desconcertava os zagueiros com seus trancos e tinha um fraco por bebida, farras e mulheres. Em um episódio envolto em controvérsias, seu corpo não foi velado no bairro e ficou sem a presença de alguns “amigos das biritas do passado”, foi uma vítima do descaso com que alguns o tratavam em seus últimos dias de vida.

A julgar pelas reminiscências dos amigos mais próximos, Nego Jaca viveu com uma vida conturbada e cheia de passagens folclóricas.


Infelizmente os feitos do jogador ficaram no passado. Vítima  de uma vida desregrada, Nego Jaca viveu os seus últimos anos abandonado, sem emprego fixo, freqüentemente era visto nos bares do centro de Campina Grande, pedindo dinheiro para alguns amigos.

Nego Jaca acabou seus dias vivendo da ajuda dos poucos amigos verdadeiros. Em parte por culpa dele próprio, que não soube administrar o sucesso e o dinheiro que ganhou quando estava no auge, em parte por causa do descaso dos falsos amigos, que não criou alternativas para que ele vivesse melhor após o término da carreira. Na memória dos torcedores e dos companheiros de time, ficarão as jogadas de raça e as histórias mirabolantes. E para quem esteve presente ao enterro tiveram a sensação de que o antigo jogador não teve um final à altura do mito.


Ficou apenas na saudade.


Na Foto Nego Jaka quando jogava no time do São José



Um comentário:

JOÃO MARIO disse...

Jóbedis, conheci, Nego Jaca e Bonga.
Joguei contra ele pelo ESTUDANTES . As vezes de fato tinha alguns "chega prá lá", mas comun em futebol, nada que levasse a brigas e inimizades.
Não sabia da situação de Nego Jaca, inclusive fazia tempos que não tinha noticias do mesmo.
É triste e voce foi feliz em seu comentario, pois pouca gente sabe desse episódio !
Que Deus lhe dê a paz que ele tanto precisou e precisa !

Postar um comentário