quarta-feira, 30 de novembro de 2011

MEMORIA DO ESPORTE DE CAMPINA GRANDE -TREZE CAMPINENSE JUNTOS?

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Quem conhece a rivalidade entre Treze e Campinense, jamais pensaria em ver os dois unidos. Todavia, em 05 de Maio de 1964 tal fato ocorreu. Acreditem, Treze e Campinense se uniram para um jogo amistoso, festivo, contra a então sensação do campeonato Carioca a Portuguesa que estava em excursão pelo nordeste do Brasil.

Antigamente eram muito comuns as excursões de clubes pelos gramados do Brasil e do exterior. E a Paraíba e em especial Campina Grande não ficava fora do roteiro. Por aqui passaram grandes times e muitos ídolos, sem a necessidade do torcedor campinense ficar esperando, uma vez por ano, quem vai ser o adversário que vem jogar pela Copa do Brasil.

Foi neste embalo das excursões que a Portuguesa carioca, do Rio de janeiro, jogou contra o Combinado Treze Campinense em 05 maio de 1964, no Estádio Presidente Vargas em uma quarta feira à noite. O jogo marcou o encontro de dois dos maiores jogadores de nossa cidade o Ponteiro Zé Luiz pelo Campinense e Soares pelo Treze.
Além de Soares o Treze cedeu do seu time profissional o zagueiro Lopes (Corrô),  do seu time de amadores foi chamado os seguintes jogadores: o zagueiro João Mario, o lateral Helio Sodré e o ponteiro esquerdo Zé Soares. O Campinense cedeu do seu elenco principal o Goleiro Augusto, o lateral direito Janca, do seu elenco de amadores cedeu o Zagueiro Juju, o meia esquerda Humberto Mota e Mazinho. O elenco principal do Treze e Campinense estavam jogando em outro estado.

Pelo fato de reunir jogadores de Trezinho e Raposinha, já era uma grande atração. Pela primeira vez, alguns jogadores do Treze vestiriam a camisa do Campinense, o uniforme utilizado nos primeiros 45 minutos e vice - versa. Sem falar que os torcedores de Treze e do Campinense também teriam a oportunidade de ver, juntos, do mesmo lado, dois de seus principais ídolos – Soares e Zé Luiz Junior, que não puderam viajar com o elenco titular. Crforme foto abaixo:

Quando a bola rolou, diante de 10 mil pagantes, o que se viu foi um jogo bem equilibrado no primeiro tempo, quando o combinado vestia o uniforme do Campinense. Na fase final, porém, já com o uniforme do Treze não temos a foto histórica pra mostar, o combinado tomou conta do jogo e quase abriu a contagem. No final deu empate de  0 x 0, mas foi um grande jogo. Outros jogadores foram chamados dos dois times amadores, infelizmente também não dispomos de maiores informações.


2 comentários:

Marcilio Sares disse...

Em minha modesta opinião, acho que se um dia o TREZE ou CAMPINENSE fechassem as portas, dando como encerrado as atividades profissionais, o outro certamente não sobreviviria. Existe essa grande rivalidade, onde alimenta os nossos times, brigam brigam, mas um depende do outro. Imagina Campina Grande sem o tradicional classico TREZE X CAMPINENSE - CAMPINENSE X TREZE.

carlinhos disse...

Nesse combinado de Treze e Campinense contra a Portuguesa do Rio de Janeiro, se não fosse o grandalhão João Mario, esse time tinha levado uma tremenda goleada. Eu joguei muito tempo com o velho Jone,se ele fosse mais novo eu colocaria ele na zaga do Campinense para a temporada 2012.

Postar um comentário