terça-feira, 8 de maio de 2012

MEMÓRIA ESPORTIVA - TREZE FUTEBOL CLUBE DA DÉCADA DE 50


POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES
Quando pouca gente acreditava que o Treze pudesse alcançar um destaque tão grande no cenário da Paraíba e do Nordeste, ai surge um grande time com uma grande defesa e um  ataque infernal com Marinho, Josias ou Mario, Araujo, Ruivo e Hercílio. Esses grandes craques de bola do passado foram indiscutivelmente um dos os melhores da história do futebol profissional de nossa cidade no passado na parte ofensiva, que defenderam o glorioso Treze Futebol Clube. 
Os fanáticos torcedores da época áurea do anos 50 não esquecem destes jogadores e estes atacantes que deixaram suas marcas de um grande time. O futebol teve dias de glória no passado em Campina Grande.
Estas antigas fotografias do time do Treze da década de 50  são memórias que enchem de nostalgia os antigos torcedores do Galo da Borborema.  
fotos trazem consigo também a euforia para que as novas gerações que desconhecem os fatos vividos naquele tempo, período em que o que se valorizava o futebol de nossa cidade.
O  futebol de hoje perdeu sua essência, o que em tempos atrás era uma simples confraternização entre amigos, hoje é um esporte de poucos e com os poucos jogadores, alguns dirigentes, atravessadores e gente que visa principalmente lucros.
Ao questionarmos antigos torcedores do  nosso futebol do passado sobre a decadência do futebol em Campina Grande, os mesmos afirmam que as principais causas são: a falta de jogadores dispostos a jogar,  investimento nas equipes de base, os empresários e experiência nas diretorias dos times. 
Outras fotos do Treze na década de 50.


Obs: Se quiseram aumentar a imagem é só clicar sobre elas

4 comentários:

Anônimo disse...

Este Treze, foi do meu tempo, e ere realmente muito bom. Do tempo que o Flamengo era a vedete do futebol brasileiro

João Carlos Tejo Di Pace disse...

Time de 1958. A melhor equipe do Galo.Em 1958 eu tinha só onze anos de idade e, já entendia de futebol. Lógico que já torcia pelo Galo.

Anônimo disse...

Já com 6 anos de idade, eu já ia ao "campo" do Treze, levado pela minha querida e inesquecível Mãe, minha heroína de infância e uma das maiores torcedoras do Galo da Borborema lembro ainda de quase todos aí nesta foto de 1958, posso até aqui relembrar uma jogada deste grande craque de bola Germano, "a bola ao vir do alto, ele com uma classe e muita calma matava a bola de uma maneira sensacional" parecia até que tinha um cordão amarrado na bola!, tenho certeza que muitos agora estão lembrando! amigo João Carlos Tejo Di Pace, duas diferenças entre nós, a idade...rsrsrs,e vc já entendia de futebol, eu começava a entender de futebol...agora a igualdade entre nós " a lógica, eu também já torcia pelo Galo.

Forte abraço, Jonas didi

Anônimo disse...

Sou Trezeano fanático pois, meu tio Luiz Marinho in memoriun, foi um grande diretor desse grande time e como seguidor,sempre aprendí a torcer pelo querido galo, ah se o tempo voltasse. quem não lembra dos anos setenta, que timão !!!! treze para mim representa o melhor time do nordeste brasileiro. Jose Marinho

Postar um comentário