sexta-feira, 25 de maio de 2012

QUEM FOI CRAQUE - ROBERTO GUARABIRA

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES



Existem três condições básicas, ao meu ver, que definem a personalidade de um líder: inteligência, capacidade de tomar decisões e ser compreensivo. O Meu homenageado desta semana preenche todas elas, complementando-as com uma firmeza de caráter admirável, uma consistência teórica cheia de brilhantismo e uma serenidade afetuosa que conquistava e ainda conquista amizades fortes, isenta de sedução ou maneirismos fúteis.

Era e ainda é um homem verdadeiro, e, por isso mesmo, um verdadeiro HOMEM. 

Se há algo que lamento, na minha relação com ele, é não tê-lo conhecido mais cedo. Por lhe ser profundamente grato, quero registrar aqui meu depoimento sobre o percurso que me levou a conhecer a ele.

Conheci Guarabira no final da década de sessenta , quando ele veio estudar no Colégio Estadual da Prata o “Gigantão” (Marcou minha vida, ofereceu-me rumos num momento em que me sentia muito desorientado (estudávamos no Hotel da mãe do grande Ademir e Ademildo) diante da acelerada sucessão de acontecimentos históricos que nos atropelavam na época de Colégio).  Eram anos agitados aqueles ( emplena ditadura militar), durante os quais a configuração política, econômica e ideológica do o país  estava se transformando rapidamente.

O amigo Roberto  futebolista conhecido no meio esportivo e amigos como "Guarabira" figura carimbada nas escalações da equipe do juvenil do Colegio Estadual da Prata nos jogos colegiais nos anos 60 na nossa cidade  quando era comandada pelo  grande amigo Lula Cabral (foto)

Guarabira  era presença garantida no time campeão nos jogos de 1967  sempre com competência auxiliava seus colegas no posicionamento e nas conquistas. Mais não só no Estadual da Prata se fez presente no amador e veterano em outras agremiações mais iniciou sua trajetória esportiva no Atlético da Prata sobre o comando de “Fernando Pingüim” também atuou no time do Estudantes ( foi no alvirrubro que ficou marcado seu nome  onde chegou a presidente do time, e com ele também eram figuras marcante que alem de amigos entre si, mantinham o maior respeito ao glorioso time . Quando se formou começou a participar de diversos rachas na nossa cidade com destaque para o Rovsa, Ou Vai ou Racha e o Bola de Ouro, saudades deste tempo do passado...

Algumas fotos do atleta e desportista:








                                  Guarabira entregando um trofeu a o atleta Almeida

O Felecido Kabel e Guarabira

Guarabira e sua Dignissima esposa



12 comentários:

Joaõ Mario disse...

Conheci Roberto Guarabira, ou Guarabira quando já estava me despedindo das peladas.Mas tive a satisfação de jogar ainda ao seu lado com também participar de rachas, como o da Rovsa e do Vai ou Racha,que é realizado no Clube Campestre nos domingos pela manhã!Guarabira ele daqueles atacantes que além de saber tocar bem na bola, tinha um chute certeiro, inteligente e não tinha medo cara feia !
Insisti para que fizesse um resumo da sua vida de peladeiro e após muita “luta” resolveu atender o meu pedido e aqui estamos fazendo uma justa homenagem a um dos grandes peladeiros da nossa cidade.
E vim saber agora, aliás nesse domingo que ele também é poeta de cordel, conforme podemos ver as capas de varios folhetos da sua autoria !
Guarabira, além de ter sido jogador, também exerceu a função de Presidente do Estudantes !
Como vemos, grande peladeiro, Presidente, Poeta, e empresário bem sucedido !
Também com um cabeça daquelas... não tinha outro jeito !

Anônimo disse...

Já citei em outros comentários aqui por mim postados, que vc Jobão, além de nos dar oportunidade de rever amigos de uma época de ouro que foi a nossa em termos desportivos, a gente ver numa homenagem tantos outros que faz muito tempo que não temos nenhum contato, mais mesmo pelas fotos matamos a saudade.
E vc amigo Guarabira...hoje nesta merecida homenagem faz acontecer o que acima narrei, seu currículo, pessoal e no esporte nos dar orgulho de hoje recordar e saber que mesmo em times diferentes que jogamos e uma rivalidade só dentro das 4 linhas, provocação havia, mas era sadia, pois quem é provocado é sinal que existe, e tudo se tornava muitas vezes em gréia nas mesas de bares que hoje ao lembrarmos sobre o espiritualismo das pessoas, fica mais afetuoso.
Sobre o homem verdadeiro aqui citado pelo amigo Jobão, digo-lhe Guarabira, o homem íntegro não precisa mostrar o que faz...ele é notado, vc é um exemplo.
Feliz por ver a amigo firme e forte,
abraço...Jonas didi

Roberto Guarabira disse...

Meu prezado amigo Jobedis Magno de Brito Neves que era o numero 21 na lista de chamada da Turma B do segundo ano ginasial do Gigantao da Prata nos idos de 67 e eu era o numero 24 (pode um negocio desses? Sera que os "caras" encarnavam comigo?)
Quando me deparei hoje com a pagina do Museu, que sempre e a minha primeira leitura do dia, tive a grata surpresa. E que surpresa agradabilissima! Que presente, meu irmao!
Os seus comentarios a respeito da minha humilde pessoa, tocaram profundamente o meu coracao e me sinto lisonjeado em recebe-las de um um cidadao da sua linhagem e de alguem com uma conduta ilibada igual a sua.
Me emocionei, me sinto gratificado por ter em minha mente a sublime concepcao de que nesta vida a gente colhe o que semeia; e, modestia � parte, uma das coisas que eu sempre tentei e me dediquei foi trilhar pelos caminhos da dignidade humana.
Agora me veio a mente aquela musica de Michel Telo "ai, assim voce me mata".
Receber esta homenagem da sua brilhante coluna, que a cada dia que passa se consolida mais e mais no conceito de todos os campinenses nao so como um informativo, mas que ja podemos considera-la como um instrumento de utilidade publica, onde a sua boa vontade e a sua dedicaco, resgata um passado tao glorioso, que oferece aos mais jovens a oportunidade de saber como era o esporte da nossa querida Campina Grande e quem foram os seus humildes e verdadeiros protagonistas, isto foi demais para mim!
Meu abraco ao nobre amigo Joao Mario pela colaboraao em ter me fornecido algumas fotos e aos amaveis comentarios que teceu a este amigo eternemente agradecido.

LetaScrap disse...

Tenho muito que agradecer ao meu amigo Guarabira.O professor foi o rês
ponsavel com seus belos lançamento por minha artilharia durante vários anos
no racha do Targino .
Lógico que isso e apenas um detalhe,pois sua amizade já tinha sido conquistada.
Como e bom curtir a Lembranca dos nossos papos no terceiro tempo ao lado de outros grandes amigos.
Professor voce sabe que a admiração sempre vai existir, pena que nossos encontros ficaram escassos,mas quando acontece temos coisas maravilhosas
para curtir.Desejo muitas felicidades a voce e toda sua Familia

Geraldo Leal

Anônimo disse...

Isso aí Jobão.. imagino como seu amigo ficou orgulhoso com essa homenagem... e com certeza foi feita do fundo do coração!

Parabéns Laurênio!

Bjs Jacke
há 6 horas · Curtir

Carlinhos disse...

Seria até uma injustiça não comentar alguma coisa sobre meu amigo Roberto Guarabira. Fomos conteporaneos no Colegio Estadual da Prata na década de 60. Quando se fala em Guarabira me vem uma recordação muito grande de Jorjão, eram amigos inseparavéis. Cheguei a jogar com essa fera, só perdia para Vavá da copa de 58, um verdadeiro tangue de guerra, muito corajoso. Velho Guará, você merece. Um abraço do amigo Carlinhos.

keka lux disse...

Conheci o GRANDE GUARABIRA nos idos dos 80 quando ele começou a jogar no BOLA DE OURO e aprendi a admirá-lo como HOMEM e como GRANDE JOGADOR. Infelizmente ele hoje já deixou o BOLA DE OURO, mas nosa amizade permanece forte. Todos que fazem o BOLA DE OURO tem muito a agradecer a esse grande homem. Cara de uma personalidade forte mas muito leal. Excelente pai de família e dono de um coração imensurável.
Tudo que foi dito até aqui´ainda é pouco para classificar o nosso AMIGO GUARABIRA . Agradeço-lhe por poder fazer parte do seu imensurável ciclo de amizade.
Fique com DEUS.
Keka Lago

Marcílio Soares disse...

Guarabira está entre os bons jogadores de pelada de nossa cidade. Jeito calmo de jogar, porém de uma habilidade impressionante, sabia trabalhar e conduzir a bola, seus passes na medida certa, e também fazia gols bonitos, disso todos sabem.
Conheço Guarabira há tempo, sempre esse cara bacana, de muita lealdade e de bom humor, amizade é assim, longe dos interesses.
Homenagem justa a Guarabira, que fez seu nome nos esportes amadores de Campina Grande, e ressaltando com destaque na POESIA.

PARABÉNS jogador craque, e grande poeta!!!

Anônimo disse...

Antes de tudo quero dar os parabéns ao grande Jobão pela bela e emocionante homenagem feito ao grande( em todos os sentidos espero que João Mario entenda kkkkkk) amigo Roberto Guarabira.
Conheci o velho Guará na década de 70 quando jogamos juntos no Estudante. Eu ainda menino(KKKKKKK), fui levado por Guarabira, Raimundo Vaca Loura e Mano Manchete para o terceiro tempo na matinê do Gresse, gostei e quando o Gresse fechou tive que deixar de ir kkkkk. Naquela época tínhamos um encontro marcado no 31 na sexta a noite e no sábado a tarde no Clube dos Caçadores no Racha de Seu Manoel dos ferros que é padrinho de Guará. Eita tempo bom!!!!!!!. Já perto de terminar minhas participações, como jogador evidentemente, nos times de pelada, ficou registrado em minha memória minha passagem, levado por Guarabira, pelo time do Real Campina da Prata( na época Guara havia saído do Estudantes e levou para o Real: Zé Carlos(irmão de PC), Thadeu Bundinha, Joãozinho do Zinco e outros que a memoria falha em não lembrar). Lembra Guará fomos campeões de um torneio ganhando para o Everton de Jobão. Hoje somos companheiros dos Rachas “OU VAI OU RACHA” e “BOLA DE OURO”suas participações no terceiro tempo é crucial. Guarabira é uma pessoa humana de caráter impa, procurando sempre agregar os amigos, . Seus comentários na segunda feira sobre os rachas de finais de semana é leitura obrigatória dos que fazem os rachas supracitados. Sua aptidão como poeta de cordel foi comprovada pelo esgotamento das tiragens de suas obras. Um forte abraço do amigo que reconhece a grandeza de sua cabeça pensante, perdoe-me Guarabira não poderia concluir sem esse comentário kkkkkkk. Nego Braulio

Roberto Guarabira disse...

Me sinto realizado.
Como se não bastasse ter a sorte e o privilégio de ter jogado ao lado de todas estas feras, ainda receber deles elogios e demonstrações de amizade e respeito, só tenho que agradecer a Deus a generosidade de todos eles.

Anônimo disse...

Conheci Roberto GUARABIRA no Colégio Estadual da Prata, entre a segunda metade dos anos sessentas e início dos anos setentas. Tempos depois, jogamos juntos no Racha Bola de Ouro, no campo do Convento Ipuarana, em Lagoa Seca. Apesar de conhecê-lo a tanto tempo, somente o ano passado (2011) foi que tive a agradável surpresa de saber de seus dotes poéticos, quando o colega Juarez Fernandes me presenteou com um cordel intitulado "A história do Bola de Ouro: a grife dos rachas". Ontem, 12/06/2012, dia dos namorados, tive a oportunidade de encontrar com o talentoso poeta no Parque do Povo, acompanhado de sua esposa. Votos de saúde e felicidade para você, caro GUARABIRA.
Fraternalmente,
Bené

Anônimo disse...

Não tive a oportunidade de jogar com Guarabira no Estudantes. Mas depois, no Racha Bola de Ouro, confirmei o que todos já diziam. Grande craque, com todos os requisitos necessários para isso: inteligência, visão de jogo, posicioamento,impulsão no cabeceio, jogador versátil, com um domínio de bola impecável. Pode jogar em qualquer posição, que dá conta do recado. Bom no 1º, no 2º tempo e principalmente no 3º tempo onde contagia os amigos com muita alegria e muita presença de espírito. De temperamento forte como eu (isso é característica dos grandes jogadores..KKKKK)mas com um grande coração tbm igual a mim. Valeu velho Guará! Você fez história no futebol de Campina Grande. Que o diga a galera do Bola de Ouro e agora do Vai Ou Racha. Valeu grande craque, poeta cordelista, orador, grande empresário e grande amigo.
Dão Barreto.

Postar um comentário