sexta-feira, 11 de maio de 2012

MEMÓRIAS FOTOGRÁFICAS DO CENTRO DE CAMPINA GRANDE DO PASSADO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES

Este texto aborda algumas imagens fotográficas da memória arquitetônica e urbanística do centro de Campina Grande de décadas passadas que figurou como endereço privilegiado da elite econômica e política de mossa cidade.

A Avenida Floriano Peixoto e as imediações da Praça da Bandeira atualmente se constituem como um dos principais logradouros do comércio central, onde a especulação imobiliária fez com que antigos imóveis fossem postos abaixo para ceder lugar a novas arquiteturas ou simplesmente se transformassem em estacionamento privativo de veículo (conforme foto abaixo): 

ESTE ANTIGO POSTO DE COMBUSTÍVEL É HOJE UM ESTACIONAMENTO PRIVADO

Avenida Floriano Peixoto  e o antigo abrigo Maringá


super mercados, Farmácias e outras casas comerciais. Diante de tais transformações, Alguns sites, portais, Blogs, alguns Museus e Shoppings da cidade passaram a promover exposições fotográficas das imagens produzidas pelos antigos fotógrafos, antigos moradores privilegiados, na perspectiva de perpetuar as antigas imagens da cidade, que desperta para o presente as múltiplas imagens da cidade que a de hoje encerra.

ESTA FOTO DA ANTIGA PRAÇA DA BANDEIRA  

Para tanto, a discussão se encontra ancorada na literatura produzida pelos memorialistas locais, periódicos e jornais da cidade de Campina Grande. A metodologia utilizada envolveu catalogação das fontes no Arquivo do Museu histórico da cidade, o Arquivo Público Municipal arquivos pessoais de antigos fotógrafos e moradores e arquivo de Jornais da cidade. 

As imagens dos imóveis que existiram na Avenida Floriano Peixoto,e no entorno da Praça da Bandeira congeladas nas fotografias, estão plenas de lembranças e são, a um só tempo, registro e agente histórico na medida em que nos remetem a outro tempo, permitindo analogias invisíveis a partir do presente que se mostra instável. Portanto, as fotografias são um recurso que nos permite um retorno ao passado desses logradouros no sentido de visualizar as suas condições materiais e o desenho arquitetônico dos imóveis cuja Destruição os memorialistas tanto lamentam.




FONTE:ESTAS IMAGENS ERA DE ANTIGOS CARTÕES POSTAIS DE NOSSA CIDADE 

5 comentários:

Anônimo disse...

Olha amigo Jobão, meu comentário é pessoal, pois tenho uma relação especial com o tempo, vivo intensamente o presente, sendo grato ao passado e sem medo do futuro.
Confesso que sou fá do saudosismo, e estas fotos deixam uma lembrança maior em virtude de ter que vindo morar aqui, e ao vê-las aqui postadas, encaro com uma saudade muito grande.
Faço um exercício mental as vezes grande, mas que não me cansa, lembrar de tudo e de todos desta cidade onde nasci e que tenho muito
orgulho, só estimula ainda mais meu bem estar, por estar vivo e poder ver tanta coisa boa que vc amigão, nos dar este prazer, aqui e agora...continue viu!!!

Jonas didi, forte abraço

Marcos Soares disse...

Valeu Jóbedis.
Valeu Jonas Didi.
Sou saudosista por natureza.
Marcos Soares

Anônimo disse...

Eu sou do tempo que me levou tantas coisas boas, ruins, outras nem tanto.
O tempo levou minha juventude, meus sonhos, minha ignorância, minha vontade de ver o mundo cor de rosa, as inexperiências.
O tempo levou também pessoas muito importantes para mim. Assim como levou também coisas que hoje são totalmente ultrapassadas, como exemplo a máquina fotográfica com filmes para revelação (não é Marcos Soares), vídeo e fita cassete- isso apenas para ficar na área tecnológica -, embora esse tempo nos tenha premiado com tantas outras modernidades.
Hoje, já adulto, o repertório é outro. Esses todos que eu citei já ficou no tempo passado. Mudaria alguma coisa? Não. O tempo é implacável.
É ele que nos ajuda a escrever a nossa história.
Marcos, estou com você, Jonas e Jóbedis...sou um saudosista de carteirinha!
Valeu Jóbedis!
Do amigo
Vadinho

Anônimo disse...

Estas fotos são sensacionais Jobedis, elas foram colocadas no facebook por Pedro Júnior Medeiros, que permitiu a todos terem acesso a estes raríssimos arquivos. As fotos originais são belissimas.

Valbério disse...

Só para comentar mesmo, acredito que a foto da praça da bandeira que data década de 60, esta um pouco equivocada, porque em 1960 o edificio Rique já estava quase pronto, logo acredito que a foto deve ser bem antes de 1960, já que nem aparece andar algum do Rique, é só um comentário, mas que devemos compartilhar... Abraço.

Postar um comentário