quinta-feira, 14 de junho de 2012

Reminiscências Esportivas – Edson Guimarães

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES



Durante esses alguns meses de existência, essa coluna tem procurado homenagear pessoas que em vida muito fizeram pelo esporte de nossa cidade e que jamais podem serem esquecidas.

Homenageamos também pessoas ainda com vida, reconhecendo seus trabalhos, sua dedicação, mostrando a ele ou a seus familiares o seu valor, ser lembrado. Enfim é gostoso a gente receber homenagem.

Procuramos não olhar suas falhas, seus defeitos, pois isso também todos nós temos, mas sim os bons momentos que nos deram, com seus trabalhos, com sua participação na comunidade. Hoje quero homenagear um cidadão que em vida fez muito pelo esporte de nossa cidade, que veio a falecer em tempos passados. Seu nome, Edson Guimarães chamado pelos amigos de Frei Damião,  ex- juiz de futebol e Pres. da Liga de Desportos Campinense.

Durante longos anos presidente da tradicional liga de futebol de nossa cidade, mais tarde fundou junto a outros abnegados a liga campinense de futebol de salão e  que consolidou-se e conquistou merecido prestígio, não só junto à comunidade campinense, como igualmente no seio da numerosa classe esportiva de nossa cidade

Era  presença marcante na vida esportivas de Campina Grande. Aficionado do esporte de nossa cidade, emprestou durante longos anos o seu talento e brilho de sua vocação juiz de futebol e na administrativa na nossa liga de desportos, notadamente com algumas em hilariantes histórias, tornando os campeonatos amadores e de futebol de salão  um dos mais aplaudidos naquela época.

Administrador  exemplar, integrou também outras  Comissões e outros trabalhos teve a participação de Edson Guimarães  em nossa cidade.

Para que seu nome ficasse perpetuado para história de nossa cidade, uma das ruas situadas na nossa cidade teria ter  recebido  o seu nome. Nesse nosso cantinho de recordação e saudades, O Museu do Esporte de Campina Grande  presta-lhe essa carinhosa homenagem ao grande.

Algumas fotos e um historinha que virou um folclore em nossa cidade do grande desportista Edson Guimarães o Frei Damião.

Uma Historinha que virou um folclore na nossa cidade

O Edson Guimarães ele era juiz e bem magrinho e baixinho!
E tinha um lateral esquerdo no TREZE, Nenzinho, que depois foi para o Spor Recife e foi campeão brasileiro pelo Bahia em 1959.
O Nenzinho jogava bem e era de físico avantajado e não tinha medo de cara feia, e no PV  tinha um portão no inicio da geral que dava para a concentração do TREZE e Nenzinho estava arriando o cacete em quem viesse para o lado dele e Frei Damião não dava nada. E de vez em quando ele ia para perto do Portão com a bola rolando! E eis que ele mais que depressa abriu o portão colocou o cadeado apitou e gritou: - NENZINHO TÁ EXPULSO! E fez carreira lá pras bandas do 40 onde morava!

Fotos do grande Frei Damião:













4 comentários:

Anônimo disse...

Bela homenagem amigo Jobão, é admirável vermos uma pessoa ganhar o reconhecimento pelo que fez!

Jonas didi

JOÃO MARIO disse...

O amigo Edson Guimarães, foi um dos que deram uma grande contribuição ao esporte da nossa cidade. Foi pres. da Liga de Despostos Campinense (LDC) e tambem da LCFS -lIGA Campinense de Futebol de Salão. Pessoa humilde de bom trato e muito responsável em tudo que fazia.
Bela homenagem !

Anônimo disse...

Quem eram as mulheres que entregavam os trofeus e medalhas?

Jobedis Magno disse...

Infelizmente n]ao sabemos que mulheres eram estas que entregaram os trofeus

Postar um comentário