segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

PAGINAS DA VIDA - PEQUENO DESABAFO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES





Se o que forem lendo daqui para frente lhes parecer como um pequeno desabafo dirigido a um grupo bem pequeno, por favor, não me critiquem por ter lhes tirado o precioso tempo. Tudo isso foi e ainda continuará sendo muito importante para mim. Muitos de vocês já sabem que há alguns meses quando coloquei na internet este Museu, a passar horas à noite sentadas em frente à ao computador com a luz apagada rememorando jogos, catalogando as fotos, tentando descobrir como dar ao meu novo espaço as alegrias que a os leitores merecem. Vocês já sabem que eu era um atleta do esporte amador de minha cidade (joguei Futebol de salão, Vôlei, handebol, futebol de campo e basquete) nas quatro linhas onde passei parte de toda minha vida.

E por falta de interesse de alguns amigos em me remeter fotos antigas e historias pensei em abandonar o barco por falta de apoio, sabendo que por falta destas fotos e outros dados de repente devia deixar de escrever estas paginas, que não poderia continuar conversando com vocês todas as semanas e meses, pensei que deveria fazer uma despedida dizendo que o pesquisador do esporte foi para mim uma experiência agradável, para viver dentro daquilo que eu gosto ’’futebol“ e dizer que eu estava voltando à profissão de pesquisador na UFCG, deixando de escrever sobre o amadorismo e voltando a universidade de coisa que sei fazer e que gosto também de fazer, pois é minha profissão e onde ganho meu dinheiro para sobreviver. Mas pensei alguns minutos. E cheguei à conclusão:  Vocês não podem imaginar como é importante para mim a experiência vivida esses meses de historiador e pesquisador. Tão importante, tão proveitosa, que é isso que não estou considerando como tempo perdido, como um tempo vivido fora do futebol. 


Nesses meses descobri o quanto o pesquisador esportivo e a minha profissão de técnico estão tão intimamente ligadas. A afinidade existente entre estas duas atividades a necessidade que cada uma sente de estar ligada a outra fez me pensar muito no assunto. Como pesquisador aprendi a compreender o porquê de muitas reportagem. Aprendi como as vezes é difícil dizer uma verdade sem desagradar, e aprendi, sobretudo como são necessários esses trabalhos. Como é preciso haver melhor entendimento entre as duas partes que estou vivendo. Seria muito bom para os meus companheiros na cidade que pudessem viver a experiência de estar ainda por pouco tempo ligados as duas atividades, com certeza a mente estaria aberta haveria mais reflexões, mais paciência , pois as duas atividades lutam para o mesmo propósito o bem do esporte na comunidade. 


Hoje estou voltando as teclas do computador como se fosse as quatro linhas ou melhor a linha lateral do gramado, mas nunca mais sentirei desligado das teclas do computador. Volto sendo o mesmo de antes, amando o futebol, vivendo o futebol, aceitando os que me criticam, dizendo que falo demais que estou errado. Porque aprendi com essas duas atividades que devo continuar atendendo os que me respeitam, dizendo-lhes tudo o que sei, aprendendo o que eles também têm para ensinar e esperando deles respeito igual.

23 comentários:

JOÃO MARIO disse...

Amigo Jóbedis, de fato é um desalentador, não contarmos com a sensiblidade de alguns e mesmo falta de interesse ou "sei lá o que"! Mas lembrem-se que esse trabalho chegou ao ponto de ser irreversível. Ele tornou-se por sua natureza, de um "bem público". Vamos em frente,digo vamos porque voce pode continuar a contar com a minha modesta contribuição e nunca fomos de baixar a cabeça e "entregar o jogo quando jogavámos.Logo alguns vão compreender a importancia desse resgate histórico que tão bem voce está fazendo.
Continue a contar com a minha modesta contribuição !

JOÃO MARIO disse...

No comentario anterior : ao invés de "de fato, é um desalentador" leia-se : de fato é desalentador .

Glêdes Emerenciano de Melo disse...

Menino,faça o que lhe faz feliz!Faça o que você sabe fazer e faz muito bem! Críticas, falta de apoio, tudo isso existe em toda e qualquer atividade humana, mas craque que é craque (como você foi e é)sente isso, mas manda a bola pra frente. Além do mais, Jobedis, há uma verdadeira legião de pessoas, na qual me incluo, que ama visitar seu museu, ler o que você escreve, ver as fotos que você posta. É reviver uma passado lindo, feliz,que os invejosos não tiveram coragem de reconstruir como você o fez e continuará fazendo, com garra, com inteligência, com talento! Xô, gente invejosa e incapaz! Tire esse olho grande do caminho e deixe Jobedis passar com seu talento!!

Carlinhos Aragão disse...

Jobédis,deixe os obstáculos para trás. Se seu trabalho vale a pena ser feito,vale a pena fazê-lo bem.Para os intelectuais, esse trabalho é uma valiosa contribuição que o amigo acaba de prestar aos esportes amadores de Campina Grande que andava desprovida desses estudos, bem como a própria nação brasileira.
Sucesso em 2012.
Um grande abraço

Anônimo disse...

Amigo/Irmão, voce bem sabe o que é inveja. Morou no São José. Aprendeu a driblar, escantear, chutar prá longe nas horas necessárias e jogar pro goal quando necessitava. Atravessou os obstáculos que lhe impuseram e galgou os louros das vitórias. Aprendeu a ser amigo e conservar aqueles que o demonstraram ser. Aceitou todos os tipos de críticas, até mesmo aquelas injustas. Soube com delicadeza separar o joio do trigo. Construiu uma família maravilhosa. Atingiu tudo aquilo que se propôs a fazer. Tem um círculo de amizades de fazer inveja a qualquer um. Por isso irmão, que se lixem os invejosos, voce é maior que todos eles. Conte com seu amigo/irmão prá qualquer situação, pois aos invejosos temos o sorriso nos lábios e o coração aberto de entusiasmo para continuar a luta. Não desanime de sua função social de resgatar o futebol amador de Campina Grande e mostrar o sentimento de alegria que ainda brota em muitos corações, em especial as rememorações de um passado, que só engrandeceu aquela juventude sadia, a qual tivesse sido usada como espelho, Campina Grande estaria menos violenta e mais amorosa. Abraços. ANTÔNIO FERNANDO ARAGÃO DE MELO. Velho amigo/irmão, FERNANDO CANGURÚ.

ROBERTO AGRA disse...

Olá, Jobédis: Como poderá deixar no meio do caminho algo que tão brilhantemente começaste e estás fazendo pelo esporte amador de Campina? Não tem como, Jobédis. Continue desenvolvendo teu trabalho que, como disse noss amigo João Mário, hoje é um trabalho de bem público. Você está fazendo a História do Esporte Amador de Campina Grande, Jobédis. Duas grandes iniciativas que hoje fazem parte desta história, são o MUSEU VIRTUAL DO ESPORTE AMADOR DE CAMPINA GRANDE, criado com grande sucesso por você, e o Encontro dos Amigos do Esporte Amador de Campina Grande, idealizado e criado por nosso amigo Marcílio. Ambos, Jobédis, estão de parabéns e nunca devem pensar em parar com tais iniciativas.Dentro de minhas condições procurarei de hoje por diante colher fotos, documentos, que venham a enriquecer teu rico acervo. Força, e muita fé, Jobédis.
Abraço.

HONÓRIO PEDROSA disse...

O MEU PENSAMENTO E DE MUITOS OUTROS COM CERTEZA É O MESMO DE ROBERTO AGRA.
AMIGO JOBÃO COMO DIZ NA GÌRIA DO FUTEBOL: BOLA PRA FRENTE.
APROVEITO A OPORTUNIDADE PARA DESEJAR A VOCE E SEUS FAMILIARES, UM BELO NATAL E UM PRÓSPERO 2013.

DO AMIGO HONORIO PEDROSA.

Anônimo disse...

NOALDO NERY (buração) OU imbirese como queira chamar grande jobedis como o chamo velho guereiro não foge da luta vamos em frete fazerhistoria do nosso dia a dia da nossa vida falar de futebol de amadorismo e dificil e tu ta fazendo com maestria então velho bola pra frente.Que esta com injeva velho pode ter certeja não jogou bola e sim correu ataz dela e tem medo que isto venha a tona.

inaldo felix disse...

isso é intriga da oposição,ñ liga pra isso ñ cumpadre,se é porque estão se lembrando dvc, bola pra frente,continue com seu trabalho que esta maraVILHOSO UM ABRAÇO DO IRMÃO nALDO.

Anônimo disse...

A INVEJA É O COMBUSTIVEL DOS CAPACITADOS, APROVEITA OS LIMÕES ATIRADOS E FAZ A TUA LIMONADA...BEM DÔCE...EXTREMAMENTE AGRADÁVEL...

Anônimo disse...

Amigo Jobão, talvez eu seja um dos mais atuantes nos comentários sobre tudo que vc vem fazendo resgatando tanta história bonita, tenho a mania de falar muito, mas aqui hoje vou resumir, dizendo, amigão se fosse eu te dar um presente de Natal, não saberia se, um livro, uma poesia ou direi...aos amigos nem precisa discorrer de muitas palavras, aos inimigos nem ver... meu presente é este amigo, conte comigo, seu irmão/amigo...Jonas didi

Antonio Marcos Barbosa disse...

O DESABAFO NÃO FOI MUITO PEQUENO NÃO . MAS TEM MUITO CONTEÚDO. BOA SEMANA.

João Mario disse...

Amigos peço desculpas a voces em usar os e-mails acima, pegando carona na mensagem de Marcilio.
Seguinte : Quero lembrar que o Museu VIrtual criado pelo amigo Jóbedis com a finalidade de resgatar a memoria do esporte amador de nossa cidade, precisa que todos nós ex atletas, atletas mandem fotos, recortes de jornais etc. para serem publicadas no blog.
Esse blog só vai subsistir se nós cooperarmos assim como o grande sucesso do Encontro dos Amigos do Esporte se deve ao fato de todos nós, ex-atletas torcedores etc. ter entendido o objetivo do encontro, rever os amigos, lembrar de fatos que marcaram um jogo, uma viagem, etc.
No Museu vamos mostrar nossas fotos e fazer postagens dando opiniões sobre as matérias publicadas e fazer contatos com amigos que estão longe daqui interagindo com os mesmos.
Quando da construção do Complexo Plinio Lemos, dei a idéia a Alexandre, na época Sec de Obras de fazer um Museu do Esporte Amador, a ideía de pronto foi aceita e de fato foi criado, mas infelizmente não foi cumprido o objetivo principal que era resgatar a memória do Esporte Amador da nossa cidade.
Foi aí que veio a idéia excelente de Jóbedis em fazer o Museu VIrtual que está prestando um grande serviço em nível de resgate da nossa memória.
Amigos, o Museu depende de nós e não é de ninguém é nosso passado, e quem não tem passado também não tem futuro !

Agradeço a compreensão de todos.


Por favor acusem recebimento, pois fico no aguardo de sugestões, criticas e que quiser enviar fotos, recortes de jornais etc. pode enviar para o meu e-mail ou direto para Jóbedis

Quero deixar bem claro que estou falando pelo Museu apenas como colaborador, pois o criador e administrador do mesmo é o amigo Jóbedis.

Agradeço a compreensão de todos.

abçs
João Mario

Anônimo disse...

Jobedis, se estavas pensando qe so irias receber somente elogios pela sua criação, meu amigo se prepare, ele esta fazendo sucesso, e quando se faz sucesso, sempre atras vem os invejosos. O importante é que esta esta sendo aceito e elogiado por muitos. Abraços Maribondo

Anônimo disse...

Meu caro amigo Jobedis seus relato causos e desencanto, é lenha prá alimentar sonho e provocar invejas a esse velho e conhecido atleta da geração futebol e paixão, que hoje tira do fundo do baú de uma memória privilegiada como a sua, a verdadeira história de ouro do nosso futebol amador, parar por quê?Por quê parar? siga em frente amigos a sua missão é de historiar, e quanto a seu Museu Virtual do Esporte Amador de Campina Grande,diferentemente de um museu instalado na cidade num antigo campo de futebol dessa cidade, que só conta a história de dois dos principal times dessa cidade, o seu museu virtual é muito mais completo porque ressuscitar nas memórias dos amantes da gorduchinha, jabulani, ou a internacional bola,uma verdadeira época de ouro do nosso futebol amador made in campina.” Dificil não é lutar por aquilo que se quer, e sim desistir daquilo que se mais ama.”Bob Marley Abraço LEVI

Anônimo disse...

AMIGO JOBÃO: CRÍTICAS DOS Q NÃO SABEM E NUNCA CONTRIBUIRMN PARA O NOSSO ESPORTE VC NUNCA DEIXARÁ DE OUVIR. CABE A VC IGNORA-LAS E CONTINUAR ESTE MAGNIFICO TRABALHO Q VC ESTÁ FAZENDO. RESGATAR O PASSADO É VIVER, INTENSAMENTE, O PRESENTE.

UM BEIJO NO SEU CORAÇÃO.

WAGNER

Marcos Soares disse...

Amigo Jóbedis,
Após o sensacional encontro de sábado passado retornei ao tabalho hoje. Somente agora li, surpreso, o seu sincero desafogo. Estou solidário com você e conte comigo para "o que der e vier". Concordo plenamente com todas as manifestações acima e aproveito o espaço para enviar um abraço a Glêdes, amiga de escola de Dona Neri.
Na qualidade de craque que você era, mata essa no peito e chuta pra trás da arquibanca que é onde se encontram esses irrecuperáveis invejosos de plantão.
Jóbedis, atente para a seguinte reflexão: "O termómetro do sucesso é apenas a inveja dos descontentes". Daí conclui-se que seu trabalho é repleto de êxito.
Além de João Mário, que possui um inesgotável arquivo fotográfico (parece até que é filho de Zé Cacho), você conta ainda com muitos amigos, que entre os quais tomo a liberdade de me incluir.
Abraço fraterno, amigo.
Marcos Soares

Jobedis Magno disse...

As palavras de apoio dos amigos me dão um animo para continuar a postar fotos e tecer alguns comentários sobre o tema citado. Expresso o que penso, sinto, vivo e vivi. Estou sempre procurando ver mais longe que de costume, numa interminável busca por conhecimento, sabedoria e compreensão. Neste contexto é o que faço, e busco mostrar a quem visita e se motiva a até comentar. Procuro realmente tocar, e fazer com que cada visita seja valiosa, em que cada um se sinta me conhecendo pessoalmente ali, em palavras e reflexões.

Alguem ja perguntou Quem é o autor? O que faz? E quando começou a blogar?
Eu tenho um nome na rede, e para quem for pesquisar, verá que está crescendo. Qualquer um hoje pode ir ao Google, e digitar: JOBEDIS MAGNO. Fazendo isso, verá que, mal ao terminar de digitar por completo o meu nome, já aparecerá por ali às sugestões de auto-completar por exemplo.
Comecei a blogar no museu com conteúdo totalmente diferente do que eu postava em outros sites da cidade, onde também sou colaborador. Acho que os omentarios surgidos aqui é um meio que para compartilhar com as pessoas o que eu pensava. O que as pessoas me falavam, me animou a continuar.
obrigados aos amigos pelas palavras

Anônimo disse...

Amigo Jobão, óia eu aqui de novo!
Michael Jackson disse:
"Agradeço a Deus todos os dias o dom que ele me deu, sinto que tenho a missão de cantar"...amigo/irmão,precisa dizer mais alguma coisa, beijo no coração, JONAS DIDI

Jobedis Magno disse...

Olá meu bom amigo Jobedis, estou aqui para registrar e agradecer mais uma vez a minha alegria por ler e ver a boa aceitação e participação no seu belo e organizado Blog/Museu. Sei o quanto está sendo difícil pra você superar tantos obstáculos, mas saiba que pode como sempre contar com seu amigo, independente de esporte, estarei sempre pronto a servi-lo, pois sei o quanto você é importante para o resgate do esporte amador de nossa Campina Grande tão carente deste tipo de homenagens ao esporte. Jobao voce sempre foi nas quadras e nos campos de futebol um homem guerreiro, batalhador e muito macho; e vejo, as vezes, nas suas historias e comentarios o seu olhar de preocupado com receio de ter cometido injustiça com alguém. Não se deixe abater por atitudes inconseqüentes de "alguns" invejosos
ou até mesmo falsos amigos, pois sabemos da sua integridade, caráter e postura de um grande homem, bom pai, esposo e um grande amigo.
Quero mais uma vez te desejar muita saúde, paz e sucesso sempre....que deus te ilumine sempre e que você possa driblar todas as dificuldades que venham aparecer na sua jornada.
Forte abraço do amigo de sempre.

Dinaldo Queiroz

Anônimo disse...

Amigo Jobedis, continue com a mesma postura de comunicação esportiva que sempre foi sua exclusividade positiva.
Parabéns pela iniciativa de resgatar a memória do esporte campinense com nosso amigo João Mário.

abraço.

Adejardo

jose crispiniano disse...

JOBEDIS, PEÇO LICENÇA PARA LHE CHAMAR DE AMIGO, PORQUE O VERDADEIRO AMIGO NAO SE ESCOLHE, SE CONQUISTA.
OBRIGADO PELA INICIATIVA, A NOSSA ALEGRIA DE COMPARTILHAR ESSES MOMENTOS É MUITO MAIS DIGNIFICANTE QUALQUER OBSTACULO. OS INCAPAZES, INVEJOSOS, ESTÃO EM TODAS PARTES.
TEM MAIS UM ADMIRADOR, O URUGUAIO BETITO ARAUJO,PRESIDENTE FUTEBOL DO ARACÃ,ESCRITOR,DEPUTADO E EMPRESARIO.
ABRAÇO
CRISPIM

Rocha disse...

Nuca desista de seus sonhos... Sonhar e realizar é para os bons, os fracos não tem vez! Vc é bom!

Postar um comentário