quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

O VALOR DA AMIZADE NO ESPORTE

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Qual o valor de uma amizade? Impossível calcular. Mas só tenho a certeza absoluta de que após a família, nada é mais importante para o ser humano que uma boa rede de amigos. Nesse contexto é que eu sempre digo que sou um multibilionário, pois graças a Deus tenho a felicidade de ter conquistado vários grandes amigos no meio esportivo da cidade. Alguns deles já não considero mais amigos e sim irmãos. A amizade é um forte sentimento de estima e de solidariedade entre as pessoas e não pode ser cultivada como uma relação de troca de favores, como alguns fazem. Não se deve exigir ou esperar retribuição dos amigos pela sua demonstração de amizade. O nosso sentimento de amizade deve ser puro, verdadeiro e sem cobranças. Porém, não se deve concordar com todas as opiniões e atitudes dos seus companheiros, sendo às vezes necessário ser duro e direto nas críticas, quando você entender que elas, as suas apreciações, irão beneficiá-los. Isso pode até causar um ligeiro mal-estar, mas é a atitude correta a se tomar, acredito. Não se pode, de maneira alguma, ser falso com um amigo. Nunca.

Como é bom de vez em quando, dar uma repassada nas velhas fotografias e relembrar os bons tempos vividos, em companhia de grandes amigos.

Essa fotografia foi tirada no "desgramado" campo do Textil de Campina Grande, onde hoje se localiza a "Vila dos Professores", em um dia qualquer do ano de 1967, eu acho. Esse time do Everton era o supra-sumo do futebol-arte na categoria aspirantes. Contava com jogadores bem jovens, mas que já mostravam toda as suas qualidade técnica e o talento de craque, entre eles o pesquisador aqui (Jobão), o grande goleiro Tom, o ligeiro  Chininha, Maribondo que depois foram ídolos no time titular do Everton.
Em pé, da esquerda para a direita: Na foto: Calango (In memoriam), Zeca Pato, Roosevelt, Lula Cadê e Chininha. Agachados: Tom, Maribondo, Edmilson Garrafão, Jobedis, Nego e Naldo. Desse pessoal todo aí, perdi o contato com goleiro e hoje médico Edmilson Garrafão  que há muito tempo, uns 35 anos, não vejo. Nego também deu uma boa sumida. Os outros, graças a Deus, de vez em  quando eu encontro aqui em Campina. Um grande abraço a todos esses grandes amigos de infância e de futebol. Que Deus os proteja!
OUTRAS FOTOS DE GRANDES AMIGOS DO ESPORTE DE NOSSA CIDADE



A todos meus amigos da nossa juventude sadia do esporte amador de nossa cidade, um grande abraço e o desejo de que sejam felizes para sempre. Mais abaixo posto umas fotografias de alguns amigos ou irmãos de longa data. Quem não aparecer nelas, não fique zangado comigo, pois ainda tenho muitas ainda para disponibilizar aqui no MUSEU, em futuras oportunidades. Aguardem!

5 comentários:

Aluizio disse...

Amigo Jobedis, boa tarde
Agradeço a mensg e envio os votos de Feliz Natal e que o Ano Novo seja o do coroamente de seus anseios.
Um grande abraço
Aluizio

Geraldo disse...

Jobedis que tempo bom voce está proporcionando para aqueles que fizeram parte de, parabens e Feliz Natal e um ANO NOVO REPLETE DE REALIZAÇÕEs.Maribondo

Carlinhos Aragão disse...

Amigo Jobédis: Os depoimentos, as histórias, nos dão a dimensão da importancia deste trabalho. Seu estilo em linha direta, exato ao mesmo tempo espaçoso recria para sua obra um tempo, um ambiente, uma sociedade. História não é apenas o conhecimento do passado. É também uma ciência que exprime o pensamento e localiza no tempo os acontecimentos importantes dos povos. Feliz Natal e um Ano Novo de grandes realizações. Abraço

Glauco Kardec disse...



Jobão: O segundo chama-se Gilvan e o Quarto Marinaldo

Anônimo disse...

Jóbedis,


Muito bem Glauco! Eu já ia ficar "zangado"!
Parabéns Jobão.
Marinaldo

Postar um comentário