domingo, 18 de dezembro de 2011

QUEM ERA CRAQUE – GIOTTO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES

A pessoa que vou homenagear hoje em Reminiscências Esportivas é de uma estatura um pouco baixa, mas em compensação, quando jogava futebol, era uma fera, um verdadeiro tormento para as defesas adversárias. Jogador malicioso, tinha um canhão no pé esquerdo, oportunista, quando inspirado era um guerreiro dentro do gramado esportivo. Seu nome, Giotto Tribuzi. 

Jogava na posição de ala esquerda, ainda bem jovem, na década de 60, defendeu o time infantil da AABB, que aliás tinha um grande time e um ataque arrasador. O time tinha grande jogadores: com por Giotto, Tadeu Budinha, Sandoval, Nem Tiquinho entre outros de saudosa memoria (conforme foto abaixo).


Graças às boas atuações, foi logo promovido para categoria maior o time de futebol de salão formado de sua maioria do jogadores vindo Campinense Clube entre Alexandre Miranda, Tom, Marcilio Soares, Toinho Buraco, Sil. Toinlidio, Wager, Entre outros conforme fotos abaixo:
O técnico era o cronista esportivo Alberto de Queiroz. Depois passou a defender o time do Campinense que tinha no elenco os Jogadores, Cho, Mago Luciano, Jobedis, Nego Gilson, Geraldo, Wagner, Valdir Ventinha, Geraldo Leal entre outros e foram Campeões varias vezes na cidade, (conformes fotos abaixo). 




Muito ainda poderíamos contar sobre esse brilhante jogador do futebol de Salão campinense do passado. Pelos seus tentos espetaculares em defesa do futebol de nossa cidade, ao jogador Giotto a homenagem do Museu virtual/CG que ficara imortalizado em nossa cidade.

4 comentários:

Anônimo disse...

Tive o prazer de reencontrar meu grande amigo, Gioto, ontem no ENCONTRO DOS AMIGOS DO ESPORTE. Continua como antes, alegre e brincalhão. Uma figura.
Estudamos juntos no CAD por 4 anos e formamos uma equipe de futebol de salão que marcou época nos jogos estudantis de Campina, BURREGO, GIOTO, RENATO GUEDES, KEKA E MADRUGA.
Para mim foi o jogador de futebol de salão mais completo que eu vi jogar.
Keka

JOÃO MARIO disse...

Vi alguns jogos de Giotto.E o que de fato chamava a atenção era o chute potente e uma gana muito grande, além de ter um racionio rápido e um grande oportunismo, marcas registradas do pequeno grande GIOTTO !

Zeca disse...

Sou Zeca Coêlho, filho de seu Jaime Coelho torcedor fanático do Treze e moro em Caruaru há 31 anos.Fiz parte do time infantil da AABB no tempo de Sandoval, Tiquinho, Giotto, Nem e outros. Giotto era um jogador excepcional, com uma canhota potente, que sempre nos ajudava a ganhar os jogos.Ganhavamos quase todos os jogos de goleada. O único time e conseguia se equiparar com o infantil da AABB era o Treze, que tinha Tom, Nego Gilson, Geraldo e outros craques.Outro jogador, que ainda hoje recordo e nunca vi ninguém jogar futebol de salão igual era Tiquinho. Ele fazia do jogo um espetáculo.A habilidade que ele tinha com a bola era incrível. Não era forte e nem fazia tantos goals como Giotto, mas entregava de bandeja.Tinha uma jogada que ele imitava um passe e punhava a bola que enganava todo mundo.Tinha cola nos pés. Tempos bons aqueles. Gostaria de ver mais fotos deste time. Após os jogos saia fotos quase toda segunda feira no Diário da Borborema. Alberto de Queirós era o redatordo caderno de esportes.

Anônimo disse...

Jobedis quantas lembras do futebol de salão da nossa época AABB - Infantil sobre o comando de Alberto de Queiroz.... time esse formado por três ganhotos Carlos Arthur , Nem e Giotto... Nem meu Irmão o Alberto fazia tudo que o os três queria era demais fazia gosto....... um grande abraço do amigo Paulinho.... mais uma lembrança do meu Irmão Nem-Luciano).

Postar um comentário