segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

AVISO AOS DESPORTISTA DE CAMPINA GRANDE

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Acidentes, tragédias, perdas, dor. Dá para evitar?

É tempo de carnaval. De muitas viagens de retorno à terra natal para rever familiares e amigos. Ou de passeios nas praias ou nas cidades do interior. É época de muita confraternização e alegria. Mas, por favor, cuidado! A morte pode estar à nossa espreita, esperando um vacilo para descer a sua mão pesada sobre nós. Muito cuidado nas estradas, principalmente nesta época do ano.

Infelizmente, perdemos grandes amigos, ainda jovens e ativos, em acidentes de trânsito. O tempo passa rápido e a gente parece se esquecer, mas quantos campinenses faleceram em acidentes de trânsito nas ruas e estradas do país? Quantas famílias estão até hoje sofrendo a perda dos seus entes queridos? 

Parece inacreditável, mas mesmo em uma cidade do porte de Campina Grande e em ouras pequenas, sem trânsito pesado e com velocidade reduzida nas ruas e avenidas, foram muitas vidas ceifadas por acidentes. É certo que não tenho dados estatísticos sobre isso, mas puxando pela memória, consigo me lembrar de muitos que se foram, vítimas de desastres automobilísticos, a grande maioria jovens. Muitos deles, grandes amigos meus. 

Um grande jogador de futebol do passado do bairro do São José o Naninho perdeu a vida depois de ser atropelado por um onibus no centro da cidade. Meu colega de time e grande amigo Madruga, morreu após um acidente de carro, entre João Pessoa e Campina Grande onde vinha assistir o jogo do Treze. Jorge irmão de Natal, nos deixou trágica e prematuramente após um grave acidente. Mago Luciano medico e grande goleiro de Futebol de salão, Tercio Gadelha e entre tantos outros, perderam a vida em acidentes automobilísticos. Neste final de semana jovens estudantes morrerem em um trágico acidente acontecido depois de uma vaquejada,  conforme repostagem abaixo:


Para que não percamos mais ninguém, vamos nos cuidar, dirigindo com cuidado, sóbrios, sempre com os faróis ligados nas rodovias, não abusando da velocidade, não fazendo ultrapassagens arriscadas, usando o cinto de segurança, mantendo o carro sempre em perfeitas condições de tráfego, obedecendo a sinalização e praticando a direção defensiva. Temos que ter muita paciência nas estradas, sem essa pressa toda, pois o importante é chegar vivo, com saúde e em paz.

Antes de qualquer viagem, alguns cuidados são indispensáveis. Devemos fazer uma revisão geral no veículo, verificando motor, pneus, bateria, estepe, freios, suspensão, faróis, limpadores de para-brisas, macaco, chave de rodas, triângulo e lanternas. Verificar também o óleo do motor, a água do radiador e do limpador de para-brisas e o combustível, claro!

O cinto de segurança é para ser usado por todos os ocupantes do veículo, não só dos que viajam nos bancos da frente e o transporte de crianças de até 1 ano de idade (ou 9 kg) deve ser efetuado na posição invertida, com a cadeirinha de costas para a frente do veículo, pois deste modo reduz-se em 90% a probabilidade de ocorrer sérias lesões no pescoço e na coluna do bebê.

As estatísticas comprovam que 90% dos acidentes são causados por erros dos motoristas, 6% por má condição das vias e 4% por defeitos nos veículos. Portanto, vamos fazer a nossa parte, obedecer as leis de trânsito e viver feliz por toda a vida. Boas festas de fim de ano e felizes reencontros com familiares e amigos.
Um  grande abraço campinense.

Vejam um vídeo com algumas dicas para uma boa e segura viagem.


Para que nos conscientizemos da necessidade de obedecer a todas as regras do trânsito e evitar acidentes, vejam esses vídeos, um de uma matéria do programa Fantástico e outro com comerciais de apelo forte contra a ocorrência de acidentes. São cenas fortes. É para chocar mesmo e mudar atitudes urgentemente.

5 comentários:

Anônimo disse...

Amigo Jobão, que postagem heim irmão!!!
Olha amigos meus,
Existe muito investimento com relação a segurança adotado para este período de Carnaval, mas vamos investir em nós mesmos...PREVENIR, é mais seguro para vc, ter consciência dos seus atos é não dar oportunidade para que venha acontecer coisas ruins, não queira conhecer antecipadamente um detalhe que não sabemos como é...precisa dizer o nome?
Jonas didi

Anônimo disse...

Meu amigo Jobedis, parabenizo pela linda reportagem, grande abraço Ebenézer Luna Gomes da Costa (Bené)

Anônimo disse...

Valeu Jobão!
Sempre é bom prevenir.
Temos mais um lamentável caso a registrar de falecimento por atropelamento, o do nosso amigo Edmilson Oliveira, o Nêgo Nilson, ou Nilson Camilo, como também era conhecido.
Foi fatalmente atropelado na cidade de Manaus, onde residia até o triste acontecimento.
Filho do também saudoso Pedro Camilo, jogou no Paulistano, no extinto Santo Amaro (Recife) e encerrou a carreira como jogador e depois como treinador em equipes da cidade onde veio a falecer. Merecidamente, também já foi lembrado e homenageado por este Museu Virtual.
Mais uma vez, parabéns!
Tom.

Anônimo disse...

VALEU JOBÃO, GRANDE ASSUNTO A SER DEBATIDO E PREVINIDO, A SEGURANÇA NO TRANSITO!!!!" VAMOS VIAJAR DEVAGAR PARA CHEGAR LOGO" UM ABRAÇO DO AMIGO ESPEDITO VILAR A TODOS, SE BEBER NÃO DIRIJA!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Como diria o velho Humberto de Campos, " Calma e caldo de Galinha não ofende a ninguém". SE DIRIGIR NÃO BEBA, SE FOR BEBER ME CHAME, para dirigir é claro.

Postar um comentário