domingo, 26 de fevereiro de 2012

QUEM ERA CRAQUE - RAUL

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES




Raul Pereira de Melo, acho que ninguém conhece. Mas se falarmos em “Raul” vadio do São Jose os antigos desportista da cidade inteira certamente reconhecerá o personagem. Um das mais interessantes figuras da nossa terra. Raul era e ainda é um cara extremamente popular. Jogou futebol em alguns times do bairro do São José e por vários anos no time do Everton Esporte Clube. Ele também tocava na banda marcial do Senai e dava um verdadeiro show no tarol.

RAUL - Foi um jogador, de varias histórias e “causos”. Foi um virtuoso, um malabarista da bola e cérebro do time. Apesar de não fazer muitos gols, os seus passes eram precisos e corretos. Um jogador inteligente, habilidoso e tranqüilo. Muitos atacantes se tornaram artilheiros graças assistência de Raul.

Nas muitas viagens que fizemos juntos nos jogos do Everton, uma ficou na memória. Na cidade de Serra Branca antes do jogo, fomos recepcionados pela turma local e Raul foi convidado para almoçar na casa de um morador da cidade. O dono da casa perguntou a Raul se ele gostava de galinha e qual a parte que ele mais gostava Raul respondeu o seguinte – Amigo da galinha eu gosto de 3 partes? – Qual amigo? - indagou o dono da casa. Raul respondeu - as duas bandas e o pescoço!!!!!. E foi aquela risada com o dono da casa. 

Raul é realmente um figuraço, foi muito tempo mordomo do futebol do bairro do São Jose jogou no Juventus, Portuguesa e o Everton e no entre outros clubes na cidade. Quem o conheceu só imagina quantos causos este inesquecivel amigo deve ter contado, Deus lhe deu uma facilidade de relatar historia de seus amigos de uma maneira toda especial, quantos mesas de bar e cabarés ele animou, quantas viagens longas com seus contos a tornaram mais curtas, seu amigo Fuba Vei era o alvo principal uma perda que deixou saudades). 

Raul Pereira de Melo o "Raul", quantos jogos participou no futebol de pelada de nossa cidade. Jogador que atraia torcedores nos campos de pelada da cidade, era odiado pelos adversários e e adorado ao mesmo tempo com suas jogadas de malabarismo que enlouquecia seus marcadores. Onde jogou fez história. 

Esse cara é um artista completo. Uma verdadeira unanimidade na cidade, o ex-jogador de futebol amador de nossa cidade hoje aposentado Raul Pereira de Melo ou simplesmente Raul, o famoso “Raul vadio”, é uma figura extremamente carismática, popular e admirada por todos. Com fama de ser o maior contador de causos e piadas da cidade, o que verdadeiramente é verdade, suas histórias alegravam a todos aqueles que tiveram o privilégio e a alegria de usufruir da sua excelente companhia. Era fácil encontrá-lo sempre ali próximo ao Bar Cristal de Wamberto ou no foto de Ferreira, disputando suas partidinhas de buraco com os amigos e esbanjando alegria e bom-humor. 

No futebol jogava, e bem, como jogador de linha. Teve um problema de saúde em uma das pernas e encerrou a carreira. Depois teve um grave acidente de carro, quando ficou bastante ferido e quase perdeu a vida. Mas, graças a Deus, recuperou-se bem e continua a espalhar toda a sua irreverência e o seu bom-humor. Gente da melhor qualidade.

Abaixo algins causos de Raul e algumas fotos do jogador e cidadão Raul:

·           Raul, num almoço em Serra Branca, onde todos iriam comer uma salutar galinha de capoeira, ao ser inquirido pelo dono da casa qual o pedaço da galinha que ele mais gosta? Raul respondeu - Da galinha eu gosto apenas de três partes. Qual? – Perguntou o dono da casa – Raul respondeu – As duas bandas e o pescoço!

·           Raul estava bebendo no Cabaré de D. Lia na Liberdade com alguns colegas do São José. E D. Lia conversa alguma coisa e diz para Raul - Não é mesmo Alfredinho? - Raul responde - É D.Salete. Dona Lia pergunta para Raul - Quem é Salete? - Raul responde - Quem é Alfredinho? - Dona Lia ficou toda encabulada e a galera caiu na risada.

·           Raul estava sentado no banco da Praça, quando passou uma moca muito bonita e disse: - Oh coisa bonita e boneca anda! - A moça olha para ele e responde: - Deixe de ser enxerido bicho safado! E Raul imediatamente respondeu: - Safado e mentiroso!
·           Depois de um jogo do Everton alguns jogadores  se esconderam  de Raul e foram beber em um bar na Rua Rio de Janeiro. Depois de algum tempo, Fuba disse para todos que estavam bebendo na mesa - Neste copo Raul não bebe. Nesta altura, Raul já tinha descoberto onde eles estavam bebendo e escutou o que Fuba disse e adentrando no bar segurou na garrafa e disse para Fuba - No copo eu não bebo, mas bebo na garrafa e assim o fez. Foi aquela gozação em cima de Fuba.

·            Uma vizinha de Raul perguntou a ele o  que era  bom para rato - Raul respondeu - Queijo...

·            Uma pessoa amiga de Raul ligou para ele e informou que sua esposa tinha levado uma queda na área de sua casa e tinha quebrado o braço. Raul com seu humor, respondeu a pessoa que tinha feita a ligação - Se foi dentro da área, então foi pênalti...

·            Isaías Cará irmão de Naldo ligou para Raul e disse o seguinte - Raul venha depressa para o Rio que aqui o dinheiro está correndo frouxo. - Raul respondeu - Vou nada, aqui em  Campina ta parado e eu não consigo pegar, imagine ai no Rio que está correndo...

·            Em um jogo do Everton o aspira tava dando olé no time adversário e quando Raul deu um drible e passou a bola por debaixo das pernas de um jogador, Cachepinha que estava assistido o jogo gritou para Raul o seguinte:  - Raul tenha cuidado que este jogador e soldado  - Raul respondeu - Na próxima vez  eu dou na emenda...

·           Raul em uma confraternização do Everton, disse para Natal (jogador do Estudante) que fora convidado para a festa o seguinte: - Natal agora não pode negar a ninguém que é torcedor do Treze. Natal perguntou - Por que Raul - Está na tua cara (Natal sofre de vitiligo, doença que faz com que a pele fique preta e branca). Natal ficou todo sem jeito e foi aquela greia em cima de velho Natal.

·           O presente de Raul - No dia do aniversário da mãe de Raul o mesmo passou o dia todo bebendo com a galera do São José. De noite quando Raul chegou em casa bateu na porta e quando sua mãe abriu Raul disse o seguinte para ela - Mãe aqui esta teu presente e caiu bêbado no sofá! 

·           Raul jogando contra o Botafogo da Liberdade, deu um drible em um jogador com fama de brabo chamado Likitunga (já falecido), o citado zagueiro disse a Raul que na próxima ia pega-lo. - Raul se preparou e quando o zagueiro tentou dar uma cacetada nele - Raul fez que ia e não foi. O zagueiro caiu de uma ribanceira em cima de um picolezeiro que estava vendendo seu produto - Raul gritou para Likitunga - Na volta traga um de coco - Foi uma gozação geral em cima do pobre zagueiro e o jogo virou festa.

       Atitudes como estas eram típicas de Raul. Um homem que sempre fez questão de deixar a sua marca em qualquer acontecimento no bairro ou em cidade em que o time fosse jogar. – Tudo na vida é sério, mas tudo pode ser encarado com bom humor. Basta escolher o momento.




















10 comentários:

Glêdes EMERENCIANO disse...

Jobedis,
Aplausos pela homenagem a Raul!!
Nada mais justo!!
E eu estava prestes a lhe pedir isso!
Grande atleta, grande piadista, grande charadista, mas, acima de tudo, um ser humano admirável!!




Um abração de
Glêdes EMERENCIANO

JOÃO MARIO disse...

Grande seu RAUL !
Joguei contra e depois " a favor" quando do Racha do Papagaio ! Jogador também irreverente com a bola nos pés.Inteligente e dava "pitú" e não tinha medo de "canelada" ! Tornamos amigos e sempre é bom encontar seu Raul lá no calçadão e ouvir as suas "tiradas" !
Valeu Jóbedis, Raul não poderia nunca ser esquecido, fez historia dentro e fora de campo !
E esqueceu de contar que ele fez o primeiro goal no campo das BEATAS, que era hoje onde é a firma Rio do Peixe (Antiga Sanbra), isso lá pelos inicios de 40 ! Esse fato foi contado por Zé de Lica que foi um dos fundadores do campo !
Mas com essa idade continua com as suas mesmas brincadeiras e piadas.
Parabens seu Raul, voce merece !

Cicero Galdino Santos disse...

Não há como deixar de agradecer o bem que o MUSEU DO ESPORTE DE CAMPINA GRANDE vem fazendo para os seus conterrâneos de nascimento e coração. Registramos aqui o nosso agradecimento especial a JOBEDIS que com maestría vem postando notas e fotos sobre o esporte do passado de nossa cidade, com detalhes que nos transporta aos bons dias de nossas vidas, e consola um pouco nossas saudades para quem ja mora longe ha mais de 40 anos omo eu. Parabéns!

Anônimo disse...

Jobedis,

Visitar este blog hoje revirou o meu interior (nao pense que me deu nauseas - kkkk), pelo contrário, me fez voltar alguns anos atrás e relembrar os balcões do Bar Cristal, onde eu e Joaozinho (irmão de Vamberto), trabalhamos por alguns anos atendendo a praticamente toda esta turma que vc tem destacado neste site e que vivem guardados em nossa memória com toda consideração e apreço, a exemplo de vc próprio.

Raul, data vênia, foi a figura mais irreverente, engraçada e agradável ao mesmo tempo que serviu de referencia para muitos jovens daquele época por saber viver e estimular as pessoas a viverem. Foi um professor que teve a missão permanente de ensinar a fazer o bem, do jeito dele.

Faz muito tempo que nao vejo Raul e nem a maioria dos nomes que já desfilaram por esta página e pode acreditar, em cada foto, em cada texto, em cada reencontro o coração dispara e sem esconder a emoção as vezes as lágrimas descem sorrateiras, silenciosas e solitárias ao me lembrar de tempos memoráveis no bairro de São José.

A homenagem a Raul é mais do que merecida. É o reconhecimento a uma figura que faz parte da história de Campina Grande e por mais humilde que possa ser, por mais simples em sua trajetória de homem popular, tem uma grandeza incomparável por sua presença de espirito ao saber como poucos "tirar onda" com qualquer outra pessoa, no entanto, com muita dignidade e com muito respeito.

Um saudoso e caloroso abraço a Raul. Gostaria muito de reencontra-lo e abraçar-lhe e ouvir dele os "causos" de hoje em relação a juventude atual comparada a nossa dos anos 60 e 70.

A vc Jobédis os parabéns pelo trabalho e um forta abraço.

Germano Ramalho

Anônimo disse...

Raul fez o futebol parecer fácil.
Tem muita gente, ganhando dinheiro, provando em contrário!

Martinho - Porto Velho

Jonas didi disse...

Raul, meu "querido", essa expressão já me deixava cabreiro...vem coisa aí,
mas era boa, pois vindo desta grande figura chamada Raul a gente não
precisava esforçar nossa memória para entender..e sim intuição para acompanhar
a sua maestria em tudo que ele fazia, seja jogando bola e nas gréias contadas
por ele.
Raul vc me contou esta...pediu um cigarro, me parece a irmã dele, ela disse, Raul
só tenho um, ela saiu e ele foi na carteira, tava cheia, ele tirou 19 e deixou 01, quando
ela voltou...gritou, Raul miserável, cadê meus cigarros? oxente tá aí, vc num disse que
só tinha 01, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
Que Deus te abençoe grande amigo,

Raul, meu "querido", essa expressão já me deixava cabreiro...vem coisa aí,
mas era boa, pois vindo desta grande figura chamada Raul a gente não
precisava esforçar nossa memória para entender..e sim intuição para acompanhar
a sua maestria em tudo que ele fazia, seja jogando bola e nas gréias contadas
por ele.
Raul vc me contou esta...pediu um cigarro, me parece a irmã dele, ela disse, Raul
só tenho um, ela saiu e ele foi na carteira, tava cheia, ele tirou 19 e deixou 01, quando
ela voltou...gritou, Raul miserável, cadê meus cigarros? oxente tá aí, vc num disse que
só tinha 01, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
Que Deus te abençoe grande amigo,

Jonas didi

thionaldo disse...

quando eu fui para o rio de janeiro trabalhar a singer vendendo maquinas de custura, comecei a andar com Raul,ai chegamos num predio e Raul tocou na campanhia do apto ,a mulher atendeu e Raul eu sou da singer maquinhas de costuras ,a senhora tem maquina de costura, ai a mulher disse tenho e é de sua conta,kakakakakakakaka,moravamos em Botafogo, e fomos para o ensaio de uma escola de samba eu e Raul, eu era dançarino e comi a corda de Raul para sambar com uma mulata que estava ao nosso lado ai ela perguntou vcs são de onde? eu pensava que estava abafando disse sou de campina grande,a negona disse vai pra la paraiba kakakakakakaka

Anônimo disse...

Raul;
Melhor tarol de bandas de Bandas Marciais de Campina de todos os tempos,fundador do EVERTON;Talentoso peladeiro.presença de espirito sem pareia ;charadista de primeira linha.Auto estima elevadissima,, bom vivant; faz parte do rol de grandes amigos de minha pessoa,e de minha familia.
Parabens jobao ele mereçe. abraços Glauco Kardec.
minha familia

Jorio disse...

Jobao, Raul tive o prazer de Jogar e aprender muito como o mestre, o melhor jogador de peladas que ja vi jogar.

Hildeman disse...

Falar da pessoa do Raul era e é fácil, difícil era e é ser inteligente como êle. Falo como amigo de adolecência e ex colega de Senai. Raul, foi um cara que não soube aproveitar a inteligência que Deus lhe deu, me desculpa meu velho amigo a sinceridade.Ninguêm mais do que voce sabia tantos sinonimos para matar uma charada ou palavras cruzadas, ninguêm dentro do Senai não foi mais querido do que você por Danúzio e o Prof. Estênio, pois êles te davam toda oportunidade para voce ficar ao lado dêles e, vc sacudiu no ar tudo, principalmente nas èpocas de desfiles do dia 7de setembro, pois vc era o nosso orgulho quando passavamos pelas ruas desfilando pelo Senai, o povo ia à rua só para ver vc tocar o seu tarol Nos campos de peladas vc sempre era o primeiro a ser escolhido na cara e na coroa, por ser um verdadeiro craque e malabirista com a bola, afinal meu caro Raul, meu irmãozinho, todos seus amigos do São José, só estavam satisfeito numa rodinha de papo quando vc estava presente. Desculpe-me estar falando tanto do passado, é porque é daquele tempo que me lembro bem e, com muitas recordações boas, de sua pessoa. Todas as vêzes que vou a nossa querida Campina, sempre tenho a oportunidade de dar-lhe um abraço, estivemos juntos na festa do dia 22 próximo passado(22/12/12)no Campeste e vejo sempre vc arrodiado dos nossos amigos do São José, êles e eu, seremos sempre seus irmãozinhos, sempre t e admirei, um abraço sincero.

Postar um comentário