quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

QUEM ERA CRAQUE - MARISE

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES



Marise Cordeiro Leal - Apenas a beleza na mulher não é suficiente para o devido amadurecimento. Ela tem que ser experiente, personativa e natural. Marize se encaixa nesta figura de mulher. Nos anos setenta, era uma estrela do nosso handebol. Jogava no Colégio Estadual da Prata e era figura indispensável na seleção Campinense e paraibana.
Começou praticando esporte em 1972. O handebol era seu esporte preferido. Mesmo quando estava iniciando, suas atuações tinham um toque de objetividade que, aliado a sua garra, seu entusiasmo e sua fibra pela coisa que fazia logo a transformaram numa estrela do nosso handebol. Marize era a capitã da equipe. Atleta que representava o treinador dentro da quadra. Como atleta viveu seus grandes momentos defendendo o Colégio Estadual da Prata que era o maior colégio dacidade. Participava das seleções Campinense e Paraibana onde demostrava todo seu talento como atleta de handebol.

Marize carregou o time de handebol do Estadual da Prata nas costas em várias ocasiões. E em todas as oportunidades demoliu, destruiu, desmoralizou as defesas adversárias com seus arremessos incrivelmente violentos. Dizem até, que seu sucesso deveu-se a hereditariedade esportiva. É uma família de desportistas. Seus tios e primos foram grandes atletas do bairro e com um passado esportivo dos mais brilhantes. Os irmãos Geraldo Nego Gilson, Maribondo, Vamba, Antoi Leal, KIKO entre outros primos. Alguns foram campeões de futebol de salão na cidade e também pelos times de futebol do bairro, dos colégios e da faculdade. 

Marize não era alta, fisicamente era magrinha e foi considerada a mais perfeita atleta dohandebol campinense. Sendo convocada varias vezes paraa seleção paraibana de handebol. Ela possuía bom domínio da bola e um arremesso que causava inveja a certos jogadores de algumas equipes masculinas de Campina Grande da época.   

Pense numa pessoa braba e valente jogando,era realmente uma fera. Hoje Bioquímica formada curte com saudades seus tempos de atleta. Valeu Marize pelo belo exemplo de atleta que eras.

Esta sim "merecia uma homenagem" pelo bom serviço prestado ao esporte de nossa cidade e o Museu faz este reconhecimento para a história.

Valeu Marise!!!!!

Abraços de todos os atletas de seu tempo.

Abaixo algumas fotos da nossa ex atleta  e com cidadã:
 

                                                                  Marise com sua filha



Marise com sua mã e irmãos 



24 comentários:

Anônimo disse...

ixiiiii . . .Terrível, assustadora, era assim que as adversárias ficavam quando jogavam contra essa excelente jogadora de handbol. Não me lembro de Marise ter perdido um jogo de handbol, ela tinha muita raça e uma técnica bem apurada. Pena que na época o handbol não tinha tanta divulgação a nível brasileiro como nos dias de hoje, certamente ela teria um destaque maior, com reconhecimento nacional. Boa homenagem a Marise, que os anos não parece ter passado para ela, continua a mesma.

Marcílio Soares

Anônimo disse...

Grande Marize! Tive a oportunidade de vê-la jogando, brigando, vibrando dentro e fora das quadras, vencendo tantas vezes graças à sua garra, tendo me despertado sua valentia e objetividade para melhorar o meu jogo (handebol). Além de ter sido amiga solidária e encantadora de todos nós atletas da época. Foi muito ter reencontrado nossa ex-atleta memorável. Abs. Ricardo Fook

Honorio Pedrosa disse...

Grande atleta, a melhor que ví do handebol.
Tinha uma raça incrível que psssava para suas companheiras. Hoje, com certeza seria uma das principais da seleção brasileira.Bela homenagem.

Noro Pedrosa

Marise disse...

valeu jobedis nem merecia tanto fiquei mto feliz e mto bom ser reconhecida em vida obrigada um grande abraço

Anônimo disse...

Marize vc realmente não merecia..."merece" sim todos esses elogios rasgados, vc jogava muito, dizem que o talento cria suas próprias oportunidades, pena que naquela época não existiu pra que vc mostrasse de uma maneira mais ampla, ou seja numa seleção brasileira o seu talento, que com isso eu digo: considere-se um talento e convencda que foste.

JONAS DIDI

Anônimo disse...

VALEU JOBÃO MUITO BEM LEMBRADO ESSE NOME MARIZE, FEZ SUCESSO NA EPOCA DO HANDEBOL, REALMENTE ERA UMA DAS MELHORES, UM ABRAÇO ESPEDITO VILAR.

Anônimo disse...

Grande Marise!Com seu corpo franzino enganava às dversárias.Tão logo pegava na bola, dava fintas e arremessos maravilhosos.Era um deleite vê-la jogar.Mas...era oriunda do São José,tá esplicado.
Valeu Marise!
Abraço
Vadinho

carlos ( carlinhos) disse...

Pense numa mulher braba e valente!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Marise amiga!!!!vc é merecedora dos melhores comentários.Apesar de jogadora de handebol,tbm participava comigo do atletismo e era uma fera em minha comanhia....não perdíamos para ninguém em qualquer modalidade (do atletismo) e a esta dupla ainda tinhamos uma constelação maravilhosa incluindo tbm Irenilda. A você amiga,muito sucesso hoje e sempre. Sou uma privigeliada por tê-la como amiga e vencedora.
Abração,
Eneida Donato.

lUIZ ALNES ( pINTINO) disse...

O amigo jOBÃO UM DOS MAIORES IDOLOS DO ESTADUAL DA PRATA JUNTO COM MARISE NOVAMENTE MOSTRA PORQUE AINDA HOJE É LEMBRADO. PORRA CARA TU COM ESTES RESGATES ME MATA!!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

REALMENTE ESTE AMIGO TEM RAZÃO O JOBAO E MARISE ERAM FODAS, SO JOGAVA PARA GANHAR

Anônimo disse...

Como a história de outros atletas postadas pelo amigo Jóbedis no seu blog, falar em MARISE é recordar o passado de tantas vitórias que muito orgulhou alunos, funcionários e professores do Colégio Estadual da Prata. Sempre infiltrado na torcida ao som de “charangas”, batucadas, gritos e apitos que formavam sons ensurdecedores quando aquela menina magricela entrava em quadra para jogar contra os mais renomados times dos colégios de Campina Grande, procurávamos gazear aulas para assistirmos “in loco” a vitória. Pagávamos pelos ingressos e não ficaríamos decepcionados. MARISE, ao lado de ANTARES, foi uma grande atleta na década de 70, conquistando desde medalhas, troféus, elogios, beijos, apertos de mão e abraços de seus fãs! Pareciam irmãs siamesas e se completavam em quadra. Amiga e temperamental, não levava desaforo para casa, desafiava qualquer uma que passasse em sua frente. Era destaque no atletismo (corrida), voley e, principalmente handbol, tendo como treinadora deste último a nobre professora Cidilene.
Às vezes, gostava de incitá-la para a briga contra as adversárias. Lembro-me quando falei: “Marise, as meninas das Damas falaram que ia ganhar da Prata hoje”, ela disse: “Vou marretar elas...”. Naquela época diziam que a Marise jogava sozinha contra o Pio XI, Damas, Alfredo Dantas, 11 de Outubro, Lourdinas, Santa Bernadete, dentre outros times. Recordo-me ainda hoje de uma “bolada” que arremessou, rasgando a rede do time adversário (Marise, estás devendo o conserto, lembras?).
Hoje, quem pensa que a Marise tem só uma formação superior (Farmacêutica/Bioquímica), está completamente enganado(a); esta mulher, também é formada em Educação Física, uma modalidade que está em seu sangue.
Jóbedis, foi um dever de justiça lembrar de uma figura ímpar e jamais esquecida entre todos que fizeram parte do meio estudantil do Colégio Estadual da Prata. MARISE foi, é, e será sempre reconhecida por todos nós! Merece todo nosso reconhecimento e respeito. Que DEUS a ilumine! VAMOS APLAUDÍ-LA!!!!!!!!!
Everaldo José da Silva (Brasília-DF).

Everaldo disse...

Prezado Jóbedis,
Respeitando seu blog, falava muito nos homens, porém, as mulheres atletas que tanto fizeram a história de Campina Grande estavam esquecidas! (esta, é minha crítica construtiva). A matéria sobre MARISE (acredito que a primeira mulher a ser homenageada e comentada), para mim, mereceu destaque! A foto da mesma que encontra-se no seu blog, já havia postado no site do Colégio Estadual da Prata após muita insistência junto com o Badú. Amanhã, vou entrar em contato com outros colegas daquela época espalhados pelo Brasil inteiro (e mesmo os que moram no exterior) que a conheceram, para que postem também suas palavras sobre esta GRANDE atleta. Vamos levá-la um dia ao programa do Jô Soares, ela merece!!!!!!!! Como gostaria de ver nos programas de televiosão: "Marise, esta é a sua vida".
Abraços,
Everaldo (Brasília)

Eloy disse...

Merecida homenagem!
Tive oportunidade de jogar contra e também no mesmo time!!!!!
Jogar contra era uma tortura!
Jogar no mesmo time foi um privilégio!!!!!
Grande abraço Marise!!!!!
Mônica Eloy

Anônimo disse...

Entrei no time de Marise já depois de sua carreira consolidada, foram tres anos maravilhosos.Nosso time da prata não tinha pra ninguém era um timaço. Jogamos Handboll e voley. Parabéns pela homenagem mais que merecida. Marise a maior atleta feminina de handboll e voley de uma geraçao maravilhosa.
Bjos querida!!!!!!!!Vilma Barreto

Anônimo disse...

PESSOAL! MUUUUITO OBRIGADA, ATE PARECE EXAGERO!
FIZ MINHA PARTE NO ESPORTE PARAIBANO COM MUITO AMOR E CONSIDERAÇAO! OBRIGADA VOCES QUE FIZERAM PARTE DA MINHA JUVENTUDE COMO ALUNA E ATLETA.

Grande beijo!

Marise.

Anônimo disse...

Jóbedis, so faltou uma foto com minha outra filha Natália que tambem foi uma grande atleta da seleçao paraibana de basquete feminino!

MARISE

Lourdinha Ramalho disse...

Homenagem mais que merecida. O esporte em Campina teve nomes brilhantes e o seu blog, Jóbedis, resgata essas histórias. Parabéns pela homenagem!

Anônimo disse...

JOBÃO...QUE GOLAÇO DE POSTAGEM, AGORA É SÓ CORRER PRA GALERA!!! VALEU IRMÃO, ALÉM DE HOMENAGEAR, ÉS HOMENAGEADO É QUEM É HOMENAGEADO MERECE SIM TANTAS HOMENAGENS AQUI POSTADAS, VALEU MARIZE X JOBÃO, ABRAÇOS,
JONAS DIDI

Vilminha Barreto disse...

Foi a melhor indiscutivelmente!

Anônimo disse...

Nossa mais que merecida esssa Homenagem pra minha Querida irmã que foi sim umadas melhores ateletas que a Paraiba já teve,fora que ela é uma grande mulher como mãe,filha e irmã não tenho palavrase sim muitro orgulho d ser irmã dela!!! bj Fatinha

Anônimo disse...

Eita mulher braba sim senhor, conheci Marise desde da empoca em que Campina tinha Jogos escolares de verdade, qunado tive oportunidade de apitar varios jogos de handebol onde ela sempre era o destaque do jogo, e com sua garra e determinação, teve um jogo que nunca vou esquecer, quando tive que expulsar a brigona, na quandra do trabalhador, tivemos que encerrar o jogo porque ela agarrou-se na grade e nem os soldados do exercito consegui tirar, era Olimpiada do Exercito. Sempre estivemos juntos, e construimos uma grande amizade.

Esta é uma grande homenagem.

Do Amigo BENONI.

Emeida Donato disse...

Oi Jobedis!!!!!
Fiquei muito feliz em ver e ler a homenagem que vc fez a minha amiga Marise!!!!valeu jovem, que sua lista aumente sempre porque tens este
dom de propagar coisas maravilhosas!
Abração,
Eneida.

Anônimo disse...

O HANDEBOL DA PARAIBA DEVE MUITO A ESTA ATLETA.
VALENTE E TECNICA E COM UMA HABILIDADE INCRIVEL NO SEU BRAÇO ESQUERDO ERA UM VERDADEIRO MITO DO DESPORTO FEMININO DA NOSSA TERRINHA.
FUI, COM MUITO ORGULHO, SEU TÉCNICO E TAMBEM ADVERSÁRIO EM OUTRAS EQUIPES.
FICO MUITO FELIZ COM ESTA HOMENAGEM PARA ESTA GRANDE ATLETA QUE ME ENSINOU MUITO NA MINHA VIDA PROFISSIONAL.

PARABENS MAGA, VC MERECE.

ABRAÇÃO, WAGNER

Postar um comentário