terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

QUEM ERA CRAQUE - NENÊ

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES



Homenagear craques do passado não só dentro das quatros linhas mas também fora, pela sua educação, lealdade, respeito e consideração aos seus companheiros de time,falamos de Mozaniel. conhecido no meio esportivo e amigos como "NENÊ" figura carimbada nas escalações da equipe do Everton nos anos 70 quando era comandado pelo inesquecível JOSÈ Francisco o saudoso “Fuba Vei”, Nenê era xodó do treinador, sua presença garantida no meio de campo do rubro verde sempre com competência auxiliava seus colegas no posicionamento e nas conquistas.

NENÊ - Quando começou jogando já demonstrava toda sua categoria e as qualidades de um futuro craque. Lançado no time principal durante a década de 70 na campanha do Suburbano de 73 pelo técnico Fuba. Nenê teve a missão de substituir Valdir Ventinha. O fez com tanta tranqüilidade que ficou dono da posição e foi um dos responsáveis pela conquista de vários títulos e teve o reconhecimento de todos, quando participou de uma das melhores equipes do Everton de todos os tempos, Ele conseguia aliar a forte marcação à rapidez de raciocínio na hora de passar ou lançar um companheiro. Jogou vários anos. 

Mais não só no Everton se fez presente no amador e veterano em outras agremiações mais iniciou sua trajetória esportiva sob o comando de Fuba Vei na equipe do bairro do São José e a equipe marcou uma época sendo campeão da cidade em vários campeonatos inclusive o suburbano onde foram bi-campeões e marcara época, pois ficaram 50 jogos consecutivos sem derrota fato que dificilmente acontece. 

Tive o prazer de jogar com Nene no Everton e no time da Pro-Reitoria no campeonato entre os funcionário da UFCG onde fomos campeões invictos. Ele também atuou na seleção de futebol da POLI nos jogos universitário e já veterano nos rachas do bola de ouro e da Atecel, mas foi no rubro verde do São José que ficou marcado seu nome, e com ele também outras figuras marcantes conforme fotos abaixo para ilustrar que alem de amigos mantem entre si o maior respeito ao glorioso time do bairro, saudades deste tempo do passado...

Hoje é professor da UFCG.

Algumas foto do Nenê para ilustrar sua história:

    Na foto: Fuba Vei, Martinho, Ricardo,  Pedro sandu, Son, Epitacio e                  Nenê. Abaixo: Edinho, PC, Fernando Canguru, Jobedis e Zé Luiz Junior











11 comentários:

Anônimo disse...

Esse eu faço questão de falar, sabia e ainda sabe muito jogo. Além de grande jogador, um grande amigo um bom carater!!! Um forte abraço meu amigo Nenê.

Marcílio Soares

Anônimo disse...

Olá Mozaniel!!!!!!
Quanto tempo desejei te encontrar amigo!!! estudamos juntos e fazíamos aquela bagunça gostosa
e sadia,sempre com respeito.
Que homenagem maravilhosa....vc merece tudo isto e muito mais.Entra em contato comigo....Jobedis tem meu e-mail.
Abração,
Eneida Donato.

Honorio Pedrosa disse...

Mais que justa a homenagem ao veim Mozaniel, mais conhecido pela alcunha de Nene.
Abçs

JOÃO MARIO disse...

Tive o prazer de jogar com Nenê nos jogos internos de Futebol da UFPB onde fomos campeões. Também no futsal jogamos juntos, como também no racha OU VAI RACHA no Clube Campestre.
Versátil bom toque de bola e jogava com inteligencia.
Gente fina, bom companheiro e prezo da sua amizade até hoje !

Jonas Oliveira disse...

Grande Nenê! realmente merece está na galeria dos craques.

Lina Patrícia disse...

Meu mano na galeria dos craques!!!!! Que legal!!!!!!

Anônimo disse...

Justíssima homenagem a este monstro sagrado do futebol amador da nossa cidade.
Endossando as palavras do amigo Marcílio, Nenen continua sendo craque nos "rachas de véi" dos quais participa: Bola de Ouro no sábado à tarde e no Ou Vai ou Racha no domingo pela manhã.
Como ser humano, parafrazeando o nosso grande compositor Antonio Barros é um verdadeiro homem com H (maiúsculo).
Sinônimo de dignidade e decencia.
Sinto-me honrado em fazer parte do seu ciclo de amigos.
Guarabira.

Mozaniel disse...

Prezado Amigo Jóbedis, Postei um comentário no Museu do Esporte de Campina Grande, porém nãoconsigo visualizá-la. Segue, pois, abaixo, na íntegra, para divulgação nosite. Uma vez mais obrigado pela homenagem. Prezado amigo Jóbedis, Inicialmente, quero parabenizá-lo para por tão louvável iniciativa. OMuseu Virtual do Esporte é um espaço onde, de forma inteligente, vcconsegue externar suas opiniões, de forma objetiva e de fácil leitura, resgatando informações dispersas nos tempos idos. Além de memóriaprivilegiada, organizar este incrível acervo de reminiscências é tarefapara poucos (bem poucos), tenha certeza. Por outro lado, poder participar de um grupo tão seleto de amigos por todoesse tempo é, para mim, motivo de satisfação e de estímulo a continuarsempre cultivando essas boas amizades. Jóbedis, daí a protagonizar umapágina neste seu acervo de boas recordações vai uma longa distância; nosenche de orgulho participarmos e nos emociona voltarmos no tempo lendo oseu blog – e que bons tempos (Pça do Trabalho – São José, Estadual daPrata, olimpíadas estudantis, Everton, jogos universitários, Futsal naentão PRAI/UFPB, Boavistense, ...). Ao final, quero aqui registrar meus sinceros agradecimentos a vc peloespaço que me foi dedicado, assim como a todos que, de forma gentil,postaram seus comentários [Marcílio, Honório, Patrícia (mana), João Mário,Jonas]. Não que a tenha esquecido, mas é que esses amigos consigo encontrá-losmais facilmente; já Eneida Donato, a Florence Joyner do atletismo da nossaépoca, fazia um tempão que havíamos conversado. Nossa Senhora! esta voavabaixo nas pistas de atletismo e eram medalhas de ouro e troféus garantidospara o Estadual da Prata nas competições estudantis. Sempre alegre eamiga, atravessamos, juntos com outros tantos amigos, os bons anos deAdmissão, Ginásio e Científico no Gigantão da Prata. Eneida, foi um imenso prazer reencontrá-la. Valeu Jobão.Um cordial abraço a todos. Nenêmozaniel@deag.ufcg.edu.br

Anônimo disse...

Grande Nenê!
Esse eu vi de perto e em ação por muito tempo. Atesto as palavras de Marcílio e Guarabira.
Jogamos juntos no Everton, no Boa Vistense, Seleção Universitária e em inúmeros rachas da época. Gostava de dar uma caneta (janela)como ninguém. É também um grande cara!

Martinho - Porto Velho

Anônimo disse...

Mozaniel (nênem para os amigos), amigo de longas datas, parceiro de vários clubes, craque na acepção da palavra, homem íntegro e grande pai de família. Falar de Nênem é preciso muitas laudas, porém enumerar suas qualidades delonga muito tempo. Para falar dele como atleta, os próprios companheiros de clubes e rachas atestam sua dedicação, sua raça, seu domínio de bola e sua capacidade para organizar as jogadas e colocação das equipes que ajudou a conquistar vários títulos, mormente o glorioso Everton do Bairro do São José. Cresci junto com Nênem nos rachas, ao lado da sua casa no São José, das Imbiras, do Bacião do Estadual da Prata. Jogamos juntos no Everton, no Estadual da Prata, no Boavistense e na UFPB (hoje UFCG). Fomos campeões em todos os clubes que passamos. Pessoa espirituosa e cheia de mandingas, com tiradas sensacionais. Ainda hoje gosta de manter o seu Português impecável. Bom papo, boa gente e excelente amigo. Parabéns meu amigo, voce merece todas as homenagens. Saudades do amigo Fernando Cangurú.

keka disse...

AO AMIGO NENEN

Que justa homenagem essa que voce recebe nesse momento. Tenho o prazer de continuar jogando com voce no BOLA DE OURO e poder continuar aprendendo com voce não só dentro de campo mas tambem no terceiro tempo.Compartilho completamente pelo que foi dito pelo Marcilio e o velho Guara.
Que Deus sempre te conserve assim.
U m grande abraço
Keka Lux

Postar um comentário