quarta-feira, 28 de março de 2012

CANTINHO DA SAUDADE - FIRMINO

POR: JOBEDIS MAGNO DE BRITO NEVES


Somente agora, alguns anos após sua morte, consigo homenageá-lo. Lamentei demais essa perda.Às vezes, recebemos notícias tristes que, além de nos emocionarem, levam-nos de volta ao passado e nos trazem alegres recordações. Fiquei sabendo que o Zé Firmino o famoso “Boi Fujão” um amigo meu de infância, morreu.


Firmino foi um cara muito legal. Tinha um corpo atlético, era simpático, falante, bom amigo, aliás, muito bom amigo. Lembro-me que o conheci aos meus dezesseis anos. Certa noite, na venda do pai de Nego Luca (antigamente empório de bairro era conhecido como venda), ele entrou. Eu estava em companhia de outros garotos. Como sempre,falávamos sobre futebol. Discutíamos a respeito de quem era melhor: Roberto Dinamite ou Zico.De maneira simpática (e intrometida), ele entrou na discussão. A partir daí nos conquistou, tornando-se nosso amigo, principalmente meu e dos meus irmãos.
Toda noite, após a sessão do cine São José, aguardávamos sua presença, para participar de nossas acaloradas conversas, pois considerávamos muito suas opiniões. Aconteciam muitos papos, piadas cabeludas, gozações (ele era mestre nisso), e seu alvo mais constante era o Fuba Vei.

Jogava bola na rua, sentava conosco na calçada, ria alto com nossas piadas. Era um garotão. Por muitos anos, foi uma espécie de irmão. Bons tempos, e agora, escrevendo e recordando, a saudade aperta mais, maltrata mais e as lágrimas incomodam. O tempo, implacável, continuou passando. Passando não, voando. Cresci, casei, mudei de bairro, tive filhos. Nossos encontros rarearam. Infelizmente deixei de manter contato com ele. Algum tempo depois, fui informado por um amigo que  ele estava residindo em Natal /RN e que havia sido internado com uma doença séria. Levei um choque. Fiz contato com o hospital e fui atendido pela enfermeira que o acompanhava diuturnamente. “O senhor José Firmino está reagindo bem ao tratamento, porém não pode falar por causa da traqueotomia”. 
Continuei acompanhando à distância a evolução do meu amigo. Meses depois, consegui falar com ele por telefone. Firmino me atendeu muito contente, com a voz rouca. Trocamos palavras animadoras, motivadas, saudosas. Ele me pareceu, na ocasião, bem melhor. Combinamos um encontro para breve.

Dias depois, o triste telefonema. “Jobão o nosso amigo Firmino faleceu esta madrugada". Susto, baque, tristeza e lágrimas. Meu amigo Morreu precocemente!. Sentimentos frustrantes, impotentes, doloridos. Fui junto com amigos ao seu velório e sepultamento, que foi realizado aqui mesmo, em Campina Grande.
Algumas fotos do Firmino:

obs: o garoto encoberto e Marquinho irmão de Firmino o famoso Catita


Carnaval na AABB


Galera do São José 
Firmino esta em pé com a camisa preta

                  

14 comentários:

Antonio Marcos Barbosa Bezerra disse...

ESTÁS ESCREVENDO CADA DIA MELHOR, HEIN JOBÃO. COM A HISTÓRIA DE FIRMINO, QUE EU CONHECI, ME FIZESTE CHORAR. ALIÁS, AINDA ESTOU. BOA QUARTA FEIRA.

Zeneide Leal disse...

Recordar é Viver...

Lembro vagamente desse moço, creio até que o conhecia, de quando morei na Felipe Camarão e na Dr. Chateaubriand.
Bom relato... Bom gesto o seu, continue assim!
Abç

Noro Pedrosa disse...

Jobão me lembro muito bem de Firmino. Era um cara que onde chegava fazia amizade e e era muito brincalhão.
Abçs.

Eneida Donato disse...

Olá Jobedis!!!!
Cada reportagem que me mandas é só pra chorar..........lembro de tudo e de todos......é um filme que passa na minha cabeça.
Obrigado amigo, por tudo que tens feito e ainda continuarás a fazer.Quando olho os depoimentos feitos a minha pessoa,aí o bicho pega mesmo......choro o dia inteiro.
Obrigado e vamos em frente!!!!!!
Abração,
Eneida.

Carlindo Cavalcante Costa disse...

OI JOBINHO, PARABENS POR MAIS ESTA FACÊTA DO TEU( NOSSO) MUSEU VIRTUAL CRIANDO UMA ABRANGÊNCIA MAIOR COM POSSIBILIDADE DE UMA EXPANSÃO SEM LIMITES!!!

Fatima Melo disse...

Que lindo Jobedis,fiquei muito emocionada com a foto de Firmino ele era uma criatura muito querida por todos no São José, Ma enfim , vc está de parabéns pelas homenagens feitas a todos os esportistas de São josé!! me faz lembra de velhos tempos, como venda que tempos bom!!

FATIMA Boim disse...

Um emocionante relato Jobedis Magno, mais uma vez de parabéns pelo resgate das nossas memórias.

Jonas didi disse...

Tudo tem seu tempo amigo Jobão, e hoje vc presta esta belíssima homenagem
a este grande amigo.
Firmino, a emoção de quem mora longe se torna maior porque a gente não tem
a oportunidade de juntos aos outros amigos se despedir de uma pessoa a qual
tivemos uma convivência cheia de alegria, seu bom humor junto ao meu alto-astral,
fizeram com que até hoje eu possa relembrar nossas brincadeiras:
Vc com o violão, outro que marcou muito na minha vida...Madruga, eu segurando
a garrafa de cachaça e um pacote de bolacha seca e um pouco de manteiga na ponta,
saíamos alí da beira do Açude Novo, ensaiando as músicas para "cantarmos", para a
paquera de Madruga numa serenata...ou gréia!!!
Festas nas AABB com os Diplomatas, litro de Montila e duas cocas (kit do lisos), um
cuidado danado pra ninguém bater na mesa e derrubar, a grana só dava essa rodada,
eu de minha parte muitas vezes nem tinha, mas ficava de vigia quando algum ia dar
uma rodada para tirar as meninas para dançar.
Vcs amigos meus não imagina o esforço que estou fazendo para escrever tudo isto.
Pois amigos verdadeiros não morrem, se afastam dessa, para um dia a gente se encontar
novamente, creio eu, e sei que Deus guardou um bom lugar aí no céu pra vc.
Mas porque o esforço, amigos já morava aqui em Fortaleza quando fiquei sabendo das
mortes precoses desses dois amigos que aí citei, Firmino e Madruga.
Suas perdas é por todos nós muito sentida, principalmente por não conseguirmos voltar
ao tempo...mas a saudade fica.

Jonas didi, sinceramente muito emocionado!!!

CORRINHA DANTRAS disse...

MEU QUERIDO AMIGO JOABAO. FIQUEI AQUI PENSANDO!!!!!PARECE QUE FOI ONTEM QUE CHEGUEI DE CAJAZEIRAS E CONHECI ESTAQ FIGURA. FIRMINO. FOI AMOR A PRIMEIRA VISTA... QUANTA SAUDADE!!! ELE ERA MUI8TO LINDINHO, COM AQUELE OS VERDES, AQUELE SORRISO SAFADO. ELE ERA O CARA!!

Anônimo disse...

grande firmino morador no cruzamento das ruas joao moura com major belmiro firmino que na epoca era conhecido por kuka e devido as diversas fugas que ele fazia e deixava ze de deda e maria figueiredo preocupados pasava 4 ou 5 dias forade casa sem da noticia eu comecei a chama-lo de boi fujao nome que oindentificou entre todos que teve a sorte de conhecer esta grande figura que deus o tenha se meu da uma fugidinha e vem passar ums dias com agente . noaldo nery

Anônimo disse...

Jobedis,
Com inteligência e sensibilidade emocionastes a todos nós. De Firmino(Boi Fujão) falaste tudo. E eu tive a satisfação de tê-lo conhecido e convivido nos bons tempos do São José. Como esquecer de quando dos jogos do Everto ele e “Cachepinha” ficavam por trás do gol adversário e quando eu perdia um gol fácil, ele era o primeiro a me “atazanar”:p...Carapuça como é que se perde um gol desse...uma figura e tanto.
Na década de 80 aportei em Natal RN,com a incumbência de abrir uma filial. E por uma acaso o encontrei, estava trabalhando como consultor de uma empresa que tinha como sócios Ricardo Resende e Valfredo Justino, ambos oriundos daqui de Campina Grande. Foi um reencontro providencial, dele tive todo apoio para que meu trabalho fluísse satisfatoriamente. Durante o dia era trabalho e a noite ele me ciceroneou nos belos e prazeroso locais de capital Potiguar.
Uma perda prematura e lamentável, que Deus o tenha reconduzido ao convívio com Zé de Deda e Maria Figueiredo.
Abraço
Vadinho

naldo disse...

foi um dos melhores amigos que eu tive,uma vez acampamos la em bahia da traição, passamos um mes curtindo a praia,lembro-me da pisa que demos em Cariri que tava tirando onda de brabo na AABB,ai esperamos ele sair ekakakakaka peia no safado heheheh,fora outras aventuras que fizemos por ai,era um amigo de verdade mesmo, saudades das nossas andanças pelas noites em campina grande, um abraço jobão

Jonas didi disse...

Amigo meu, com base no que lí reflita...porque muita gente tem medo do "FUTURO"?
pergunto ao amigo, o futuro já matou alguém?, já roubou? já prejudicou em qualquer coisa?
amigo e irmão, temos é que ficarmos atento ao presente e esperto, pois estamos rodeados
de muitos "atores".

forte abraço, Jonas didi

Marcos Antônio Eloy de Almeida Miná disse...

Jobedis me emocionou muito quando vejo falar no S.José de Naldo Firmino Nego Amauri.
Nascido no São José na Rua Dr. Chataubriand

Postar um comentário